Notas policiais

549
Publicidade
  • PM prende homem procurado pela Justiça na São Cristóvão

Na tarde de sexta-feira, 8, policiais militares da 2ª Companhia do 22º Batalhão de Polícia Militar prenderam um homem procurado pela Justiça. A detenção ocorreu por volta das 13h, na vila São Cristóvão, durante patrulhamento.

De acordo com a PM, Lucas Felipe Domingues, 27, foi abordado por uma equipe na rua Jacir Nogueira e, em consulta ao sistema da Prodesp (Companhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo), os agentes descobriram que havia contra ele mandado de prisão expedido pela 2ª Vara Civil da Comarca de Tatuí.

Em seguida, Domingues foi encaminhado à Delegacia Central, onde um boletim de ocorrência por captura de procurado foi registrado e o acusado permaneceu à disposição da Justiça.


  • Mulher registra furto de auto e encontra carro estacionado

Uma assistente administrativa de 33 anos procurou a Polícia Civil, na tarde de sexta-feira, 8, para registrar ocorrência de furto de veículo na área central e, depois, voltou à delegacia, comunicando que havia encontrado o carro no mesmo lugar em que o havia estacionado.

Conforme relatado, a mulher deixou o veículo – um Ford KA GL – estacionado, por volta das 14h30, na rua 15 de Novembro e, ao voltar para buscá-lo, por volta das 16h, não conseguiu mais encontrá-lo.

Publicidade

A vítima chegou a acionar a Policia Militar e a Guarda Civil Municipal, contudo, por volta das 19h, voltou à Delegacia Central, informando que havia encontrado o carro estacionado “intacto”.

Conforme o boletim de ocorrência de localização, a mulher alegou que deve ter se esquecido do local onde teria estacionado o veículo. Ela ainda disse à PC que está em tratamento psiquiátrico, o que pode ter causado o lapso de memória.


  • GCM apreende 3 adolescentes acusados de tráfico de drogas

Três adolescentes de 17 anos foram apreendidos, na tarde de sexta-feira, 8, acusados de tráfico de drogas, no Parque San Raphael. Durante a operação da Guarda Civil Municipal, foram recolhidas 21 porções de cocaína.

De acordo com a GCM, uma equipe prestava atendimento a um cadeirante do bairro no momento em que um motociclista abordou os agentes, informando que três indivíduos teriam jogado algo em cima do telhado de uma casa na rua Dr. Dilceu Vieira de Camargo.

O denunciante ainda teria informado que um dos indivíduos estava usando blusa branca com faixa vermelha e preta, enquanto o outro usava blusa vermelha e o terceiro, uma camiseta branca.

Os agentes realizaram buscas pelo bairro e encontraram os suspeitos no endereço indicado. Conforme a GCM, durante a abordagem, apenas um dos adolescentes estava carregando uma cápsula de cocaína e R$ 50 em dinheiro.

Ainda seguindo a GCM, no telhado, os guardas encontraram uma bolsa contendo 20 cápsulas de cocaína idênticas à que fora localizada com o adolescente. Questionado, outro adolescente confirmou que era dono da bolsa e das drogas.

Ele ainda teria confessado que estava vendendo drogas no local. Em boletim de ocorrência, a GCM ainda informa que, no momento da abordagem, nenhum dos três adolescentes estava portando documentos pessoais.

O trio foi encaminhado ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto” e, após ser avaliado pelo médico plantonistas, foi conduzido à Central de Flagrantes da Delegacia Central, onde permaneceu apreendido, à disposição da Justiça.


  • Suposto comprador pega Biz para ‘dar uma volta’ e some

Uma jovem de 20 anos ficou sem a moto dela na manhã de sexta-feira, 8. Ela emprestou o veículo para um suposto comprador “dar uma volta”, mas ele não retornou. O boletim de ocorrência foi registrado, pouco depois, na Delegacia Policial como furto qualificado.

Segundo o documento, dois dias antes, um homem entrou em contato com a jovem, demonstrando interesse em adquirir a moto (marca Honda, modelo Biz) que ela anunciara em uma rede social, no grupo “Classificados Tatuiano”.

Conforme o boletim, apresentando-se como “Carlos”, o indivíduo afirmou ser morador de um sítio em Capela do Alto e que trabalhava na prefeitura como motorista da frota municipal. Ele assegurou querer o veículo, mas não iria regularizar a documentação, pois o utilizaria “apenas na área rural”.

Inicialmente, o homem teria proposto que se encontrassem na prefeitura para que ele avaliasse a moto. Posteriormente, o encontro foi realizado em frente à empresa onde a vítima trabalha, também localizada na avenida Cônego João Clímaco.

No local, o homem, “gordo e de estatura média”, chegou com um capacete e pediu para dar uma volta no quarteirão com a Biz. Após 30 minutos, o suposto comprador não retornou e a vítima percebeu que se tratava de furto.


  • Mulher ‘perde’ R$ 4.500 em tentativa de compra de moto

Uma mulher de 26 anos foi vítima de estelionato ao tentar comprar uma motocicleta. Um golpista intermediou a negociação e levou R$ 4.500 que seriam pagos ao dono da moto. O caso foi comunicado ao plantão policial na tarde de segunda-feira, 11.

Segundo o boletim de ocorrência, a vítima encontrou, no site de vendas “OLX”, o anúncio de uma CG 150 Fan, no valor de R$ 5.000. Via telefone, o suposto anunciante afirmou que um amigo estava devendo dinheiro a ele por conta de pensão alimentícia e precisava vender a moto por um valor mais baixo, para quitar a dívida, combinando de mostrar o veículo no sábado, 9.

Moradora de Sorocaba, a mulher veio com o esposo ao endereço informado pelo suposto vendedor. No local, o casal teria gostado da motocicleta e acordado com o dono dela que retornaria na segunda-feira para pagar e fazer a transferência.

Conforme o boletim, o casal voltou a Tatuí e todos foram à Caixa Econômica Federal, para realizar a transferência bancária no valor de R$ 4.500, enquanto o dono da motocicleta ficou aguardando do lado de fora da agência.

Posteriormente, os três foram até o local em que a moto estava guardada e, na sequência, o dono do veículo teria saído com o pai dele para ir ao Banco Itaú.

Após 40 minutos, a vítima entrou em contato com o suposto vendedor, que a teria informado que o proprietário tinha ido acertar algo, mas podia “ficar tranquila”, que já retornaria para finalizar a assinatura do recibo de venda.

Por conta da demora, o casal foi até a agência do Itaú e o dono da moto teria afirmado que estava aguardando uma transferência bancária. Nesse momento, a mulher chamou a Guarda Civil Municipal e relatou o ocorrido, sendo todos conduzidos ao plantão policial.

Paralelamente, o estelionatário entrou em contato com o dono da moto, um estudante de 23 anos, na quarta-feira, 6, interessado na compra do veículo anunciado na OLX. O golpista teria afirmado que a motocicleta seria repassada a um funcionário dele.

Conforme relatado pelo dono, o estelionatário pediu os dados da moto, informando que o funcionário pagaria R$ 6.500 por conta de uma suposta dívida que tinha com ele. O golpista ainda pediu que o proprietário não comentasse sobre valores, para “não gerar mal-estar por conta da dívida”.

Segundo o BO, após a vítima depositar o valor da moto, o proprietário ficou aguardando que o golpista repassasse a quantia a ele. Quando a mulher contou sobre o combinado com o suposto vendedor, percebeu que havia caído em um golpe.

Publicidade