Notas policiais

430
Publicidade
  • Estudante de 9 anos tem duas fraturas em atropelamento

Uma estudante de 9 anos sofreu duas fraturas ao ser atropelada por um carro dentro do estacionamento da Associação Atlética XI de Agosto, na manhã de segunda-feira, 4. A mãe e a professora da menina compareceram ao plantão policial para registar o boletim de ocorrência no dia seguinte.

Conforme o documento, a estudante da Emef “Sarah Campos Vieira dos Santos” estava no clube para a cerimônia de abertura do 1º Jogos Escolares. As crianças foram orientadas a acessar as dependências do clube por uma passagem de pedestres na entrada do estacionamento.

A professora contou à PC ter sido avisada, por outra docente, sobre o acidente e se dirigiu até o estacionamento. Lá, ela se deparou com a estudante caída, gritando e com uma marca de pneu na perna. A professora afirmou que havia um carro parado alguns metros à frente, porém, o motorista não estava no local.

Segundo o boletim, a garota foi atendida por um socorrista do clube antes da chegada de uma viatura do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Encaminhada ao Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, uma radiografia constatou uma fratura em uma perna e outra em um pé da vítima.


  • Jovem vai para ‘noitada’, cai na rua e termina sem celular

Uma jovem de 23 anos teve o celular furtado após ter caído no Jardim Ternura. Ela havia ingerido bebidas alcoólicas e acabado de deixar uma casa noturna. O caso aconteceu na madrugada de segunda-feira, 4.

Publicidade

Segundo relatado pela jovem, ela teria acabado de sair da casa noturna e foi caminhando pela rua Vice-Prefeito Nelson Fiuza em direção à região central. Ela se lembraria “vagamente” que estava atordoada após ter ingerido bebidas alcoólicas.

Próximo ao final da descida, a jovem teria caído e, somente após melhorar, procurou o celular dela (marca Samsung, modelo Galaxy J4+), mas sem encontrá-lo. Ela não se lembra o que aconteceu, pois “estava muito ruim”.


  • Acusado de furto, jovem de 23 anos acaba detido pela GCM

Um jovem de 23 anos foi detido pela GCM, na terça-feira, 5, por volta das 21h15, acusado de furtar uma motocicleta. Uma equipe da Guarda Civil Municipal viu um indivíduo empurrando a moto na rua 11 de Agosto e suspeitou da ação. Ao notar a presença da guarnição, o homem “demonstrou nítido nervosismo”.

Os agentes fizeram o retorno para realizar a abordagem, mas o jovem entrou em um posto e, posteriormente, fugiu, abandonando o veículo no local. A GCM continuou a busca pelo indivíduo, avistando-o próximo ao portão de uma residência e abordou-o.

De acordo com o boletim de ocorrência, os guardas foram autorizados a entrar no imóvel e localizaram a blusa e o boné que o jovem utilizava no momento que fora visto com a moto perto do posto de combustíveis. Questionado, ele confessou o crime, alegando que venderia o veículo por estar “passando necessidade”.

Conforme a GCM, a moto (marca Honda, modelo CG 150 Titan KS) havia acabado de ser furtada perto da praça Santa Cruz. A vítima, um motoboy de 53 anos, informou que o veículo não estava “travado”.

O acusado, Maurício Augusto Rocha, foi preso em flagrante, com fiança arbitrada em R$ 1.000.


  • Estepe de caminhão é furtado enquanto o motorista dormia

Um caminhão teve o estepe furtado enquanto o motorista pernoitava no pátio de um posto de combustíveis no Jardim Tóquio. O crime aconteceu na madrugada de quinta-feira, 7, sendo comunicado na Delegacia Central pela manhã.

Conforme relatado, a vítima é motorista de uma empresa do município de Paulínia e, na quarta-feira, 6, por volta das 21h30, teria estacionado o caminhão (marca Volvo, modelo VM 270 8X2R) no pátio do estabelecimento.

No local, o motorista teria feito o abastecimento, utilizado o chuveiro e, por volta das 22h15, retornado ao veículo para pernoitar. Ao acordar, no dia seguinte, por volta das 5h, levantou e, verificando o caminhão, percebeu que o estepe havia sido furtado. A vítima compareceu na DC para registrar boletim de ocorrência.


  • Estelionatário saca R$ 10 mil usando documento da vítima

Um funcionário público estadual de 33 anos teve prejuízo de R$ 10 mil, sacados com a utilização de um documento dele. A vítima procurou o plantão policial para registrar o boletim de ocorrência na manhã de quinta-feira, 7.

Conforme o documento, na terça-feira, 5, o funcionário público estava verificando o saldo da conta dele, pelo aplicativo da Caixa Econômica Federal, quando percebeu o saque no valor de R$ 10 mil. Ele entrou em contato com o gerente, via e-mail, que lhe confirmou que o montante realmente havia sido retirado.

De acordo com o boletim, um golpista, apresentando um documento do homem, assinou a documentação e se fez passar por ele na “boca do caixa”, no interior da agência bancária.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome