Notas policiais

398
Publicidade
  • Empresa tem 3 propriedades incendiadas em curto período

Uma empresa teve três propriedades incendidas em menos de 24 horas. Os crimes aconteceram nos bairros Guarapó, Água Branca e Barro Preto, entre sexta-feira e sábado, 1º e 2. Os incêndios foram comunicados na Delegacia Central na segunda-feira, 4.

Conforme relatado pelo representante da empresa, um lavrador de 46 anos, na sexta-feira, por volta das 16h30, populares teriam informado que estava pegando fogo em palhas de cana de uma propriedade localizada no bairro Guarapó.

O representante disse à PC que uma equipe de dez pessoas com o carro-pipa da empresa compareceu ao local e conseguiu conter o fogo após, aproximadamente, quatro hectares terem sido queimados.

De acordo com o boletim de ocorrência, no mesmo dia, às 17h, a empresa foi informada por moradores do bairro Água Branca de que estava pegando fogo em palhas de cana de uma propriedade dela. A equipe de incêndio e o carro-pipa apagaram o fogo depois da queima de cerca de dois hectares.

Ainda segundo o BO, no sábado, às 15h20, a empresa recebeu uma nova ligação de que havia um incêndio em propriedade dela, situada no bairro Barro Preto. Após o fogo ter consumido cerca de um hectare, a equipe de incêndio com o carro-pipa conseguiu contê-lo.

Publicidade

  • Indivíduo furta idosa que lia versículos da Bíblia para ele

Uma empregada doméstica de 74 anos teve o celular e R$ 100 levados de dentro da casa dela, no Rosa Garcia, na tarde de sexta-feira, 1o. Um indivíduo entrou na residência pedindo para utilizar o banheiro e que “ela lesse versículos da Bíblia” para ele. A vítima registrou boletim de ocorrência de furto três dias depois.

Segundo o documento, em sinal de boa-fé, a idosa deixou o homem entrar, usar o banheiro e, ainda, leu a Bíblia para ele. Contudo, sem que ela percebesse, o indivíduo furtou um celular e R$ 100 que estavam dentro de uma bolsa em cima do sofá.

Conforme relato da vítima, no mesmo dia, um adolescente teria ido até a casa dela para pedir R$ 10, afirmando que havia sido “avisado” de que o valor estava dentro da bolsa dela. Por medo de “retaliações” dos dois indivíduos, a idosa entregou o dinheiro ao menor.


  • Veículo deixado na rua sem funcionar é furtado do ‘SRC’

Um funileiro de 40 anos teve uma caminhonete furtada no Jardim Santa Rita de Cássia. A vítima deixou o veículo no local, pois não estava funcionando. Ele compareceu na Delegacia Central para comunicar o furto horas depois.

De acordo com o relato, a vítima deixou a caminhonete estacionada próxima a um supermercado localizado na rua Teófilo Andrade Gama, por conta de o veículo não estar dando partida.

O funileiro teria ido à região central com um motoboy para acionar um mecânico. Entretanto, ao retornar, a caminhonete havia sido furtada. O veículo, da marca Ford, modelo F1000, ano 1986, é avaliado em R$ 22 mil.


  • PM detém dupla por furto e receptação de celular de idoso

Uma mulher, de 21 anos, e um homem, de 44, foram presos, na tarde de sexta-feira, 1o, acusados de furto e receptação, respectivamente. A Polícia Militar apresentou a ocorrência no plantão da Polícia Civil, após abordar a jovem que furtara o celular de um idoso de 83 anos e o homem em posse do aparelho.

De acordo com a PM, militares começaram a patrulhar o Largo do Mercado após serem acionados via rádio sobre o furto de um celular. Por volta das 14h, eles localizaram a mulher com as características repassadas via rádio e abordaram-na.

Conforme a PM, ainda no local, a jovem admitiu ter subtraído o celular, pegando-o das mãos do idoso, pois não teria sido paga por serviços sexuais prestados a ele. Posteriormente, ela vendeu o aparelho a outro indivíduo, por R$ 50.

De acordo com o boletim de ocorrência, o celular foi encontrado em posse de um homem. Por sua vez, ele confirmou ter comprado o celular, porém, alegou não saber que se tratava de produto de furto.

Segundo a PM, na unidade policial, a vítima afirmou conhecer a jovem e que ela lhe pedira o celular emprestado, mas, de repente, retirara-o das mãos dele. O idoso negou ter feito programa sexual com a mulher e que não devia nada a ela.

Os acusados foram presos em flagrante. A autoridade policial arbitrou fiança no valor de um salário mínimo (R$ 998) e os indiciados permaneceram à disposição da Justiça.


  • Pedreiro tem prejuízo de R$ 1.500 ao não trancar veículo

Um pedreiro de 36 anos teve prejuízo de R$ 1.500 após ter deixado o carro estacionado sem trancá-lo. A carteira contendo o valor foi furtada do interior do veículo enquanto a vítima trabalhava. O caso aconteceu na tarde de sexta-feira, 1o, no Residencial Terras de Tatuí.

Conforme relatado, por volta das 15h, o pedreiro estacionou o veículo para retornar ao trabalho e escondeu a carteira, contendo a CNH e R$ 1.500, debaixo do banco do motorista.

De acordo com o boletim de ocorrência, o pedreiro voltou ao carro para ir embora, por volta da 17h30, e surpreendeu-se com a falta da carteira. A vítima informou que não poderia indicar o autor do furto, pois deixou o carro sem travá-lo.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome