Notas policiais

506
Publicidade
  • Garimpeira fica sem R$ 600 e soma dívida de R$ 5.698,32

Uma garimpeira de 63 anos teve prejuízo superior a R$ 3.000 ao ter a carteira furtada em um estabelecimento comercial na região central. A vítima ficou sem R$ 600 que estavam na carteira e acabou somando uma dívida de R$ 5.698,32. O caso aconteceu na manhã de quinta-feira, 5.

Conforme relatado, por volta das 11h30, a vítima estava fazendo compras em uma loja quando uma “mulher ruiva, com vestido branco”, teria pedido ajuda a ela para pegar um copo que estava “emperrado” dentro de outro.

Depois de auxiliar a desconhecida, a garimpeira se dirigiu ao caixa do estabelecimento para pagar as compras. Nesse momento, ela teria constatado a bolsa aberta e a falta de uma carteira marrom, que continha documentos pessoais, cartão bancário e os R$ 600.

Posteriormente, a vítima voltou ao local com o filho, mas o proprietário teria afirmado que só mostraria as imagens da câmera de segurança mediante apresentação de ordem judicial.

Conforme o boletim, a garimpeira e o filho foram ao banco para bloquear o cartão, pois ele continha a senha junto. O gerente da agência tirou um extrato e percebeu que já havia ocorrido um empréstimo no valor de R$ 2.774,19, a ser pago em 24 parcelas de R$ 237,43, totalizando R$ 5.698,32.

Publicidade

  • GCM detém sujeito por furtar conjunto de moletom infantil

A Guarda Civil Municipal prendeu um indivíduo de 35 anos em flagrante, na tarde de segunda-feira, 9, acusado de furtar uma loja na rua Prudente de Moraes. Com ele, foi encontrado um conjunto de moletom infantil, avaliado em R$ 60.

De acordo com a GCM, dois agentes foram avisados por funcionários da loja e munícipes de que um sujeito “pardo, de 1,70 metro de altura, camiseta preta e bermuda cinza”, acabara de furtar o conjunto.

A GCM localizou o homem – identificado como Edenílson Bueno Machado – na esquina da rua 13 de Maio com a Prudente de Moraes, portando os produtos furtados.

Segundo a GCM, uma representante da loja compareceu à Delegacia Central e reconheceu as vestimentas. Machado recebeu voz de prisão em flagrante e permaneceu à disposição da Justiça.


  • Mulher pede carona para voltar de forró, mas acaba estuprada

Uma mulher de 25 anos registrou boletim de ocorrência por estupro, o qual constou ter ocorrido após pedir carona a dois desconhecidos para retornar de uma festa de forró. O crime teria acontecido na rodovia vicinal Monsenhor Silvestri Murari, na madrugada de sábado, 7.

Conforme relato, a vítima decidiu ir embora do forró por volta das 2h, mas os amigos dela teriam preferido ficar na festa. A mulher viu dois homens desconhecidos deixando o local e pediu carona para voltar a Tatuí.

Segundo relatado, o veículo preto, “pequeno e quadrado”, era conduzido por um homem “branco, baixo e gordo, de 50 a 60 anos”. O amigo dele, por sua vez, seria branco, alto e magro, de 30 a 40 anos, e usava um chapéu de “cowboy” preto.

De acordo com o boletim de ocorrência, durante o caminho, o motorista perguntou onde a vítima morava e ela informou o endereço. Nesse momento, o passageiro falou: “Vou carcar um beijo em você”, deixando a mulher assustada.

Na sequência, o condutor teria parado o carro no acostamento e os dois homens desceram e abriram a porta traseira. Ainda segundo o BO, o indivíduo mais novo tapou a boca e segurou os braços da vítima, enquanto o mais velho tirou-lhe o shorts e abusou sexualmente dela.

Conforme o boletim, a mulher se debatia na tentativa de se desvencilhar dos desconhecidos quando começou a ser agredida com socos e mordidas, até desmaiar. Quando acordou, a vítima estava “zonza” no mato, ao lado da pista, sendo atendida pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

Ainda segundo o BO, a vítima foi socorrida até o Pronto-Socorro “Erasmo Peixoto” e, posteriormente, encaminhada ao IML (Instituto Médico Legal) de Itapetininga. Após ser liberada, ainda notou que o celular dela havia sido furtado pelos desconhecidos.


  • Jovem cai em golpe ao tentar alugar uma casa pela internet

Uma babá de 18 anos foi vítima de estelionato ao tentar alugar uma casa pela internet, na manhã de sexta-feira, 6. A vítima registrou o crime na Delegacia Central, depois de depositar R$ 150 como sinal para a locação do imóvel e perceber que havia caído em um golpe.

Conforme relatado, a jovem viu um o anúncio de uma casa para aluguel – que ficaria na rua Professora Maria do Camargo Holtz, 87, no Jardim Rosa Garcia I – em uma página de classificados de uma rede social.

No anúncio, o imóvel estava relacionado ao telefone (82) 8191-2098. A vítima entrou em contato com o suposto proprietário e acertou a locação por R$ 450. Para garantir a reserva da casa, o homem teria pedido o depósito de R$ 150.

A jovem contou à PC que, após a transação bancária, não conseguiu mais falar com o anunciante. O marido da vítima, usando um número de celular diferente, teria conseguido contato e o homem, dito que o dinheiro “já era”.

Ainda segundo a vítima, o estelionatário anunciou o golpe e disse que era para ela ir até Alagoas (AL) para resolver o assunto. O caso foi registrado como estelionato.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome