Notas policiais

736
Publicidade
  • Cartão furtado é usado para saque, 4 compras e recarga

Uma idosa de 79 anos teve prejuízo de R$ 358,79 após ter um cartão de crédito furtado da residência dela, na vila Santa Helena. Os bandidos utilizaram o cartão para fazer um saque, quatro compras e uma recarga telefônica. O caso aconteceu na quinta-feira, 29 de agosto, sendo comunicado pela vítima ao plantão policial no dia seguinte.

Conforme relatado, a vítima saiu da residência, por volta das 9h, e, ao retornar no período da tarde, teria constatado que a porta da cozinha estava aberta e notado a falta de dois cartões bancários e um cartão de crédito.

De acordo com o boletim de ocorrência, quando a idosa fez a solicitação do bloqueio do cartão de crédito, foi informada de que já haviam sido feitas quatro compras com ele.

Segundo o boletim, as compras foram realizadas na sexta-feira, 30 de agosto, sendo: a primeira, no valor de R$ 7,17, em um supermercado; a segunda, de R$ 44,93, em outro supermercado; a seguinte, de R$ 99,99, em uma loja de calçados; e a última, de R$ 71,70, em uma loja de cosméticos.

Ainda conforme relatado, os dois cartões bancários teriam sido utilizados para o saque de R$ 100 em um caixa eletrônico e uma recarga telefônica no valor de R$ 35.

Publicidade

  • Estelionatários tentam aplicar golpe “clonando” Whats App

Um dentista foi vítima de estelionato ao depositar R$ 750, acreditando estar ajudando um amigo. Os golpistas se passaram por outra pessoa ao clonar um número de telefone e, através do WhatsApp, pedir o empréstimo do valor. O caso ocorreu na manhã de quarta-feira passada, 28 de agosto.

Conforme relatado, a vítima teria recebido uma mensagem no aplicativo de uma pessoa se identificando com o nome de um amigo dela – inclusive, utilizando o mesmo número de telefone. O suposto amigo estaria com um “probleminha”, pois precisa pagar uma fatura e não tinha dinheiro.

O golpista teria afirmado que seria um empréstimo em “um momento de urgência” e que, no dia seguinte, devolveria o valor de R$ 750. Segundo a vítima, durante a conversa, teriam sido revelados mais detalhes de que, realmente, o empréstimo era necessário.

Segundo o boletim de ocorrência, o estelionatário informou uma conta bancária para receber o valor, e a vítima fez uma transferência. Pouco depois, o dentista recebeu mais uma mensagem do golpista, agradecendo o empréstimo.

No mesmo dia, a vítima teria recebido uma mensagem do mesmo número de telefone, na qual o amigo afirmava que o WhatsApp dele havia sido clonado e que um desconhecido estava se passando por ele.

Conforme o boletim, imediatamente, o dentista entrou em contato com o amigo e contou o ocorrido, sendo informado de que realmente havia caído em um golpe. A vítima entrou em contato com o Banco Santander e, posteriormente, a transferência foi bloqueada, para que não houvesse nenhum prejuízo financeiro.


  • Adolescente sofre sequestro e estupro no Jardim Santa Rita

Uma adolescente de 13 anos foi vítima de sequestro e estupro de vulnerável, no Jardim Santa Rita de Cássia. A menina saiu para ir ao Cras (Centro de Referência de Assistência Social) Sul, na sexta-feira, 30 de agosto, às 14h, e retornou à residência às 11h do dia seguinte. O crime foi comunicado à Delegacia Policial pela mãe dela, horas depois.

Conforme relatado pela mãe da adolescente, a vítima teria ido ao Cras para participar de um evento social, das 14h às 16h. Por conta da proximidade, a menina teria o costume de retornar sozinha do local até a casa.

Segundo relatado, sem a filha voltar, os pais e parentes procuraram-na diversas vezes pelo bairro e tentaram localizá-la até no Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, porém, sem sucesso. As buscas teriam seguido durante toda a madrugada. Conforme a mãe, ela não pensou em ligar para a Polícia Militar, pois teria certeza de que encontraria a filha.

De acordo com o boletim, no dia seguinte, por volta das 11h, a adolescente retornou para casa, chorando. Após uma hora tentando se acalmar, ela contou à mãe que fora tomar água em frente ao Cras, onde, em um carro (marca Volkswagen, modelo Gol), uma senhora ao volante e cinco adolescentes dentro obrigaram-na a entrar no veículo.

Conforme relatado, o carro teria ido a um loteamento e parado em um terreno “com muito mato”. As cinco adolescentes teriam tirado ela do carro e a agredido com chutes, socos e puxões de cabelo.

Ainda segundo o relato, após as agressões, teria surgido um rapaz “branco, com alargador na orelha direita”. A menina teria sido segurada pelas outras adolescentes, pelos braços e pernas, para que o desconhecido abusasse sexualmente dela.

Segundo o boletim, a menina não conseguia gritar e, em determinado momento, “fingiu-se de morta” e foi deixada sozinha no mato. Ela afirmou não ter tido forças para se levantar, decidindo dormir no lugar. “Pela manhã, sentindo-se segura”, a menina se levantou e foi embora para casa.

Conforme a mãe, a adolescente teria caminhado por três quilômetros até chegar à residência. Após saber do ocorrido, a mãe procurou, mas não encontrou marcas no corpo da menina. Porém, a jovem seguiu reclamando de dores.

De acordo com o boletim, a mãe levou-a ao Pronto Socorro Municipal, e, posteriormente, o Conselho Tutelar foi acionado. No plantão policial, houve a solicitação de exame de corpo de delito para constatação de lesão corporal e de conjunção carnal e o encaminhamento à Delegacia de Defesa da Mulher de Tatuí.


  • Homem empresta motocicleta ao irmão e fica sem o veículo

Um homem de 29 anos ficou sem a moto ao emprestá-la ao irmão e o veículo ter sido furtado. O crime aconteceu no Parque Marajoara, na noite de sexta-feira, 30 de agosto.

Conforme o documento, o homem havia emprestado a moto ao irmão naquele mesmo dia. Por volta das 21h30, o irmão estacionou a motocicleta em frente à casa de um amigo, porém, ao sair do imóvel, o veículo havia sumido.

Segundo relatado, somente quando o dono da moto deixou o trabalho, à 0h, foi informado pelo pai sobre o furto.

Publicidade