Notas policiais

785
Publicidade
  • Dupla rende idoso na porta de casa, ameaça e bate em vítima

Dois homens – um deles armado e encapuzado – renderam um idoso de 61 anos, que recebeu ameaças de morte e foi agredido por um dos suspeitos. O crime ocorreu no Residencial São Judas Tadeu, na noite do dia 1º. O idoso notificou a Polícia Civil a respeito do assalto na manhã do dia 7.

Segundo boletim de ocorrência, a vítima teria sido rendida no portão da residência. O idoso conta que se preparava para guardar o veículo dele na garagem quando “deu de cara” com os suspeitos.

Um deles vestia uma bermuda vermelha, uma blusa “escura” com capuz e uma “máscara de motoqueiro”; o outro, estava com uma camiseta vermelha, bermuda e desarmado.

A vítima relata, ainda, que o suspeito armado utilizou o revólver para golpeá-la no rosto. Na sequência, os bandidos obrigaram o idoso a entrar na propriedade. Eles insistiam que o homem entregasse dinheiro.

Os suspeitos levaram R$ 1.500, um celular Samsung (modelo antigo) e um molho de chaves. Antes de fugir, a dupla ainda amarrou o proprietário com um pano e trancou-o em um dos quartos do fundo da casa. O idoso conseguiu se soltar instantes depois, pedindo socorro depois de ter pulado para a casa do vizinho.

Publicidade

  • Doméstica é encontrada morta e com afundamento no crânio

A Guarda Civil Municipal encontrou uma empregada doméstica, de 48 anos, morta dentro de casa. Segundo registro de ocorrência, a vítima, identificada como Vilma de Oliveira, apresentava “um afundamento no crânio”.

Uma equipe da corporação municipal esteve na residência da mulher, no início da manhã do dia 7, após receber chamado. De acordo com o BO, os guardas foram acionados via COD (Centro de Operações e Despacho) para prestar apoio a uma viatura do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

A corporação, então, enviou uma viatura até a residência, localizada na rua Roque Negrão, na vila Esperança. Lá, entraram em contato com a médica que atua no serviço. A profissional, porém, teria se negado a atestar a causa da morte.

Por conta disso, a equipe acionou a perícia técnica do IC (Instituto de Criminalística), de Itapetininga. O caso foi registrado como morte suspeita. Contudo, segundo a GCM, a médica do Samu teria observado um afundamento do crânio da vítima. O caso será investigado pela Polícia Civil.


  • Jovem é detido no Santa Cruz acusado de vender ‘kit de coca’

Um jovem de 20 anos recebeu voz de prisão em flagrante por tráfico de entorpecentes na noite do dia 7. Segundo a GCM, o servente de pedreiro Filipe Gabriel Bueno Garcia estaria de posse de um “kit de cocaína”. A droga seria vendida pelo suspeito na praça Santa Cruz.

De acordo com o boletim de ocorrência, Garcia acabou sendo abordado por uma equipe da corporação, por volta das 21h40. A guarnição realizava patrulhamento nas proximidades da praça, após receber informações de que haveria venda de drogas no local.

O jovem teria chamado a atenção da guarnição depois de apresentar “atitudes suspeitas”. Com ele, os guardas encontraram R$ 59,50 em cédulas e moedas, mas nenhum entorpecente.

A droga apreendida com o jovem teria sido encontrada em um “mocó” (esconderijo), revelado pelo próprio suspeito. No local indicado, os guardas encontraram oito pinos de cocaína do tipo eppendorf. O material teria sido escondido dentro de um maço de cigarros, deixado em uma viela próxima à praça.

Para a GCM, o jovem teria confessado o tráfico. A equipe informou, na delegacia, que Garcia dissera que estava no local desde às 10h e que recebera, de um suspeito não identificado, um total de três kits de cocaína, tendo vendido um.

Após ser ouvido, o servente foi encaminhado para o plantão da Polícia Civil, onde permaneceu detido.


  • Motorista de Uber registra BO de racismo após ter auto batido

Um motorista do aplicativo Uber procurou a Polícia Civil, às 17h15 do dia 8, para denunciar crime de racismo. A vítima teria sido ofendida por uma mulher, depois de ter atingido o veículo que dirigia. O crime teria ocorrido às 16h30, na rua José Bonifácio, no centro.

Em depoimento à PC, o motorista contou que, enquanto estava parado, uma mulher teria encostado o automóvel dela na traseira do carro dele. Ao sentir “um balanço”, o condutor desceu do veículo e caminhou em direção à motorista.

A vítima disse que, naquele momento, a mulher também saiu do carro e começou a afirmar, “por três vezes, que nada havia acontecido com a porcaria do veículo”. Nesse momento, o motorista do aplicativo teria dito que vira o carro dele balançando. Foi quando a condutora teria se exaltado, acrescentado que pagaria o dano e chamado o condutor de “negrinho ridículo e ignorante”.

Indignado, o motorista chamou uma viatura da Guarda Civil Municipal que passava pelo local. Depois de relatar o ocorrido, ele foi orientado, pela equipe da corporação, a procurar a PC para registrar boletim de ocorrência.


  • 30 papelotes de maconha são pegos em campinho de futebol

Guardas civis municipais apreenderam 30 papelotes de maconha em um campinho de futebol. O flagrante ocorreu às 20h50 do dia 8, na rua Francisco Bueno de Camargo, no Jardim Thomas Guedes. A droga havia sido localizada após a equipe ter abordado um homem, de 44 anos, visto saindo do espaço.

Segundo a corporação, o homem portava dois papelotes da droga e R$ 20. O suspeito, no entanto, não foi indiciado. Ao vistoriar o campo, a equipe localizou, em um mato próximo a uma passagem, “mais de 30” porções de maconha. O entorpecente foi apreendido e entregue pela corporação para a Polícia Civil.

Publicidade