Notas policiais

618
Publicidade
  • Mulher cai em dois golpes ao tentar empréstimo em “sites”

Uma mulher de 34 anos, moradora do Jardim Modena, perdeu mais de R$ 1.500 em menos de seis horas ao tentar realizar empréstimos pela internet. A vítima teria entrado em contato com duas operadoras de crédito e acabou caindo em dois golpes.

A moradora procurou a Polícia Civil na tarde de terça-feira, 16, informando o crime, contudo, os golpes teriam ocorrido na quarta-feira da semana passada, 10.

Conforme relatado, na primeira tentativa, a mulher teria entrado em contato com uma empresa identificada como Gold Cred, por volta das 10h. A intenção era emprestar R$ 6.000 da suposta financiadora.

Um funcionário da empresa teria mantido o contato com a vítima por meio de um aplicativo de mensagens, no qual, também teria pedido cópia de documentos pessoais e informado que o valor contratado seria liberado no dia seguinte.

Na quinta-feira, 11, a mulher aguardava o depósito, quando recebera outra mensagem, na qual, um atendente estaria informando um problema. Para resolver a situação e receber o dinheiro, a vítima teria que depositar R$ 250 em uma agência de Osasco (SP).

Publicidade

Segundo o boletim, a vítima fez o depósito, enviou o comprovante ao funcionário e, cerca de 40 minutos depois, recebeu uma nova mensagem dizendo que era necessário depositar mais R$ 400 de uma “taxa” para abertura de crédito.

A mulher teria discutido sobre o valor, mas acabara acreditando e, desta vez, optara por fazer uma transferência. Assim como da primeira vez, a vítima tirou uma foto do comprovante e enviou ao número do contato.

Conforme descrito no boletim, nas horas seguintes, outras solicitações de depósitos foram realizadas, sendo uma de R$ 500 e outra de R$ 120. A mulher teria feito as duas transferências e desconfiado do golpe com o pedido de mais R$ 690.

Na sequência, como não havia conseguido o valor que precisava, a mulher decidira entrar em contato com uma financiadora identificada como AltCred, desta vez, solicitando o empréstimo de R$ 5.000.

Segundo a vítima, uma consultora pediu para que ela encaminhasse cópia dos documentos e também preenchesse um contrato enviado. Mais uma vez, após a vítima ter preenchido e enviado os documentos, lhe fora pedido um depósito de R$ 350 que seriam de taxas bancárias.

A mulher realizou a transferência e passados 50 minutos outra pessoa se dizendo ser gerente teria enviado mensagem para ela, informando que o empréstimo ficaria suspenso até que ele efetuasse mais um depósito de R$ 657,31.

Percebendo que também estava sendo vítima de fraude de mais uma suposta instituição financeira, a mulher decidiu procurar a Delegacia Central para o registro do boletim de ocorrência.


  • Dupla é presa por tráfico após denuncia de usuário no “JG”

Dois homens, de 27 e 31 anos, foram presos na manhã de quinta-feira, 18, acusados de tráfico de drogas, no Jardim das Garças. Na casa dos suspeitos a Polícia Militar apreendeu 26 porções de crack.

De acordo com a PM, durante a prisão de Lucas Henrique Pinto, 19 – acusado de furtar um bar na rua vereador Lucas Pelagalli, no Lincoln Parque – o jovem alegou ser usuário e acabou entregando o local onde comprava as pedras.

Por volta das 7h, com o apoio de mais viaturas, equipes foram até o imóvel indicado e encontraram 26 pedras de crack e os dois suspeitos. Conforme os militares, o entorpecente estava escondido embaixo do colchão de um dos acusados.

Os suspeitos, identificados como Everton Antunes de Oliveira, 27, e Tiago Reis Evangelista, 31, foram encaminhados à Delegacia Central, onde permaneceram à disposição da Justiça. Eles devem responder por tráfico de drogas e associação ao tráfico.


  • Bandidos roubam pertences de casal na rua 11 de Agosto

Um homem de 20 anos e uma mulher, da mesma idade, foram roubados por um grupo enquanto andavam na rua 11 de Agosto. Os bandidos levaram uma mochila com diversos pertences e um celular. O crime aconteceu no início da madrugada de quinta-feira, 18, sendo comunicado no plantão policial na tarde do mesmo dia.

Segundo relato, os dois jovens andavam pela rua 11 de Agosto e, ao passarem por uma viela, teriam visto um homem “em atitude suspeita” olhando para eles. Pouco depois, eles foram abordados por quatro pessoas que ocupavam o interior de um veículo prata, da marca Ford, modelo Fiesta. Três suspeitos desceram do carro, o quarto era o homem que estava na viela.

Segundo o boletim, os bandidos ameaçaram as vítimas o tempo todo. Um deles chegou a dizer que iria “estourar” o rosto da moça, caso ela não entregasse o celular.

O grupo fugiu após pegar a mochila da mulher e o celular do homem, um Samsung Galaxy J7 Prime. Dentro da mochila, estavam uma carteira de couro, documentos pessoas, chaves, roupas, um perfume e cartões bancários.

Conforme relato, os jovens não registraram boletim de ocorrência durante a madrugada, pois estavam muito nervosos. Posteriormente, através do aplicativo de celular, a jovem pode ver que haviam sacado R$ 70 da conta bancária dela.

Publicidade