NOTAS POLICIAIS

2101
Publicidade





Autônomo é preso por dirigir embriagado e causar tumulto

Policiais militares prenderam, na noite de sexta-feira, 13, um autônomo de 29 anos por dirigir sob efeito de álcool. De acordo com a Polícia Militar, ele estaria “tumultuando” e gritando com outros motoristas em uma esquina da avenida Salles Gomes.

Conforme o boletim de ocorrência, o autônomo dirigia um veículo Toyota Corolla e apresentava sinais de embriaguez, como olhos avermelhados, agressividade, confusão mental e motora e fala “pastosa”.

O motorista teria se recusado a fazer o teste do bafômetro, sendo conduzido para exame médico no Pronto-Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, onde o estado de embriaguez teria tido confirmação.

Publicidade

O autônomo foi preso em flagrante e levado ao plantão policial. O delegado plantonista José Luiz Silveira Teixeira ratificou a ordem de prisão e arbitrou fiança no valor de R$ 5.000, pela “gravidade dos fatos, condição social e pela reincidência do motorista”, que já estava com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa.

Além da fiança, o motorista terá que pagar multa de mais de R$ 2.900 ao Detran-SP (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) e poderá ter a CNH cassada.


Trio invade loja e rouba cinco celulares na manhã de sábado

Uma loja na rua José Bonifácio foi roubada por três homens na manhã de sábado, 14. Um deles foi preso pela PM horas depois do assalto. O trio invadiu o local momentos antes de o estabelecimento abrir para o público, quando funcionários estavam chegando ao trabalho

Segundo o boletim de ocorrência, um dos três assaltantes estava armado com revólver. O trio teria entrado na loja em busca de celulares iPhone, que custam, no mínimo, R$ 2.000 cada.

As vítimas afirmaram que os suspeitos eram agressivos e chegaram a bater em dois funcionários da loja. Diante da frustração de não ter modelos da Apple no estabelecimento, os ladrões teriam roubado dois aparelhos da marca Samsung do mostruário e os telefones de três vendedores.

Horas depois do roubo, o padeiro Edson Pedro da Silva, 25, foi preso pela PM, por supostamente ter participação no roubo de celulares. Segundo os militares, o suspeito seria esposo de uma das vendedoras e estaria com o aparelho dela minutos depois da ocorrência do roubo. O celular da vítima, um iPhone, constava entre os roubados na loja.

À PM, ele teria explicado que ligara para o celular da mulher e quem atendeu fora um dos ladrões. O padeiro afirmou que o ladrão teria se comprometido a devolver o aparelho, o que fez minutos depois. Ele negou conhecer o suspeito que estaria com o celular da mulher.

Os policiais não se convenceram da versão do padeiro e o prenderam por participação no roubo. Ele seria encaminhado a uma das unidades prisionais da região.

 


Rapaz é preso por suspeita de assaltar e bater em vendedora

Um açougueiro de 28 anos foi preso em flagrante após agredir a socos e roubar a bolsa de uma vendedora de 18 anos. O assalto e a prisão ocorreram na noite de sábado, 14.

De acordo com a vítima, o roubo ocorreu no cruzamento das ruas Maneco Pereira com Coronel Aureliano de Camargo, no centro. A vítima afirmou, a policiais civis, que Daniel Lopes dos Santos teria anunciado o roubo.

Diante da resistência da vítima, ele teria desferido socos no rosto dela e levado a bolsa contendo um boné, um par de tênis, short e camiseta.

A Guarda Civil Municipal foi acionada. Após o roubo, Santos teria fugido para um matagal e tirado as roupas para tentar despistar os agentes que estavam à procura dele.

Horas depois, o suspeito foi localizado pela Guarda e levado até ao plantão policial. Ele teria confessado que agredira e roubara a bolsa da vendedora e reconhecido que as roupas encontradas em um matagal seriam dele.

A bolsa da vítima foi encontrada por populares e entregue à dona. O suspeito teve a prisão ratificada e foi encaminhado a uma das unidades prisionais da região.

 


Dupla armada rouba títulos e R$ 900 de motoboy na Teófilo

Uma dupla de assaltantes roubou um motoboy enquanto ele entregava uma remessa de títulos de capitalização em uma padaria, na rua Teófilo de Andrade Gama, no Jardim Rosa Garcia 1.

Segundo o boletim de ocorrência, o motoboy estava realizando a coleta de dinheiro das vendas e entregando novos títulos no local, quando dois ladrões o surpreenderam e exigiram a mochila que carregava.

Os ladrões vestiam capacetes pretos e fugiram em uma motocicleta vermelha. Um dos clientes da padaria, presente no momento do roubo, afirmou a policiais civis que um dos ladrões estava armado com revólver.

Foram levados 355 títulos de capitalização que seriam sorteados no domingo, 22, e cerca de R$ 900 em espécie. As filmagens das câmeras de monitoramento da padaria foram entregues a investigadores da Polícia Civil.

 


PM prende jovem com “erva” e cocaína na Doutor Laurindo

Policiais militares prenderam, na tarde de domingo, 15, um servente de 18 anos suspeito de vender drogas na vila Dr. Laurindo. Segundo a PM, o servente teria tido “atitudes suspeitas” quando avistara a viatura, na rua 7 de Setembro. Durante a abordagem, os agentes teriam encontrado uma porção de maconha e três de cocaína.

Aos policiais, Vitor Santos Pantaleão teria confirmado que as drogas pertenciam-lhe, entretanto, negou haver mais entorpecentes na casa dele, na avenida São Carlos.

Diante da “preocupação” demonstrada pelo suspeito, que evitava que a PM fosse até a residência onde mora, os militares decidiram realizar buscas no local.

No quarto do rapaz, os policiais militares teriam encontrado mais 9 porções de maconha e 13 pinos de cocaína. Pantaleão, então, teria confirmado que as drogas eram para tráfico. O jovem foi levado à Delegacia de Polícia, de onde seria encaminhado a uma das unidades prisionais da região.


Publicidade