NOTAS POLICIAIS

378
Publicidade





Internada na Sta. Casa pede para tomar banho e “foge”

Internada com crise de abstinência, uma mulher de 34 anos fugiu da Santa Casa de Misericórdia na noite de domingo, 27. Para escapar, a paciente, uma autônoma que está grávida, havia pedido a uma enfermeira para ir ao banheiro.

De acordo com a profissional, de 47 anos, a autônoma tinha dado entrada no hospital três dias antes. Além da crise de abstinência (decorrente da falta de ingestão de drogas), a paciente apresentava desnutrição. Na noite da fuga, ela tomava soro, administrado por meio de um conector conhecido como polifix.

Às 21h40, a mulher pediu para a técnica desconectar o equipamento. Ela disse que queria tomar banho. Quarenta e cinco minutos depois, a profissional voltou ao quarto para ministrar medicamento, mas não encontrou a mulher.

Publicidade

Para a Polícia Civil, a técnica contou que a paciente havia sido internada na Maternidade “Maria Odete de Campos Azevedo” por conta de uma ordem judicial.

A gestante teria de ficar no local até esta quarta-feira, 30, ou “dar à luz”. De lá, seria transferida para a ala psiquiátrica do hospital.


Menores são pegos tentando pichar casa vizinha à de PM

Na madrugada de domingo, 27, um policial militar à paisana flagrou um casal de adolescentes tentando pichar uma casa vizinha à dele. Os menores – de 17 anos – carregavam materiais que foram apreendidos e devem responder ato infracional por pichação.

Eles teriam sido vistos pelo PM por volta da 0h, ao lado da residência dele. O imóvel fica na avenida Virgínio de Montezzo Filho, na altura da vila Esperança. O militar acionou a corporação depois de presenciar o casal segurando um rolo de pintura.

Os estudantes ainda fariam uso de um cabo extensor (para facilitar o alcance de uma das paredes da propriedade) e uma placa de piso. De acordo com o policial, a placa seria empregada para espalhar a tinta e “dar carga” no rolo.

A dupla só teria parado – e tentado fugir – depois que o homem se identificou como policial. O PM contou que conseguiu conter os estudantes no centro da cidade.

Os jovens foram abordados no cruzamento das ruas Coronel Bento Pires com 7 de Abril e, depois, encaminhados ao Pronto Socorro Municipal “Erasmo Peixoto”, para realização de exame de corpo de delito.

Posteriormente, foram liberados pelos responsáveis, que assinaram TCO (termo circunstanciado).


Motorista tem Civic roubado em Tatuí ao buscar a esposa

Um motorista que mora em Boituva tornou-se vítima de assalto em Tatuí, na noite de sábado, 26. O homem, de 50 anos, teve o automóvel roubado no distrito de Americana, por volta das 20h.

A vítima contou à Polícia Civil que estava a caminho de buscar a esposa, de idade não informada, quando fora abordada por criminosos. O motorista teria usado, como rota, uma estrada de terra que liga Tatuí a Boituva, por meio do distrito rural. Ele dirigia um Honda Civic, cinza, ano 2009 e com placas de Boituva.

Depois de passar por um trajeto de terra, o homem alcançou a rua Laurindo Marques. Na via com paralelepípedos, o motorista avistou, à frente, dois veículos e uma motocicleta Honda, modelo GC 125, ocupada por duas pessoas.

A vítima conta que a moto parou de funcionar (o motor teria “morrido”) e que os outros dois veículos fizeram um desvio e continuaram o caminho no sentido contrário. Eles teriam ido no percurso pelo qual a vítima seguia.

O motorista, então, tentou ultrapassar a motocicleta, sendo contido pelo passageiro. O homem, pardo, desceu do veículo e apontou uma arma de fogo para a vítima. Imediatamente, exigiu a entrega do Civic e de um relógio de pulso.

Em seguida, o criminoso fugiu, levando o veículo com a documentação, R$ 100 e um celular. A vítima informou que o comparsa do bandido é negro e usava capacete preto com viseira escura, mas não pôde notar mais características.


Dupla tenta roubar posto de combustíveis, mas leva moto

Dois bandidos (até o momento não identificados) roubaram um funcionário de um posto de combustíveis. A vítima, de 40 anos, informou que os criminosos teriam tentado assaltar o estabelecimento, mas desistido após a ação de outro colega.

O frentista relatou que os criminosos anunciaram o roubo depois de ele ter fechado a porta do escritório do estabelecimento. O posto fica no Valinho. Segundo a vítima, a dupla teria ordenado que ela entregasse “todo o dinheiro do posto”. Os bandidos usavam capuz e portavam arma de fogo “de cor preta”. Um deles tem olhos claros.

Ao perceber a movimentação, um vigia do posto acionou o alarme. O barulho assustou os bandidos, que desistiram de invadir o posto, mas levaram o dinheiro que estava com o frentista, o celular e a moto dele, uma Yamaha, modelo Fazer 250 cilindradas, azul, ano 2013 e placa de Tatuí.


Motorista desvia de mulher e criança e bate em propriedade

Um motorista de 47 anos bateu o veículo que dirigia, na tarde do dia 21, depois de perder o controle de direção. O condutor alegou, para a Polícia Militar – que realizou o primeiro registro da ocorrência – que precisou desviar de uma mulher e de uma criança.

O caso foi informado à Polícia Civil na manhã de sexta-feira, 25. De acordo com o boletim de ocorrência, o homem conduzia um Chevrolet Monza, azul, ano 1988, com placas de Tatuí, pela rua Maria Palmira Valdrighi Gardenal, no Jardins de Tatuí.

Quando passava pelo local, o condutor disse que tentou desviar de uma mulher e de uma criança. Depois disso, perdeu o controle e colidiu contra o muro da casa de um homem de 22 anos. O impacto provocou “danos na parede”. Não há informações sobre ferimentos no condutor.


Estudante relata estupro ao passar por ponte da Teófilo

Uma estudante de 19 anos procurou a Polícia Civil, no início da noite de quarta-feira, 23, para relatar ocorrência de estupro. A jovem contou, em depoimento, ter sido abordada por um homem na tarde do mesmo dia, quando passava pela ponte da rua Teófilo de Andrade Gama, na altura do bairro Boqueirão.

De acordo com a vítima, o homem é pardo, tem perto de 1,70 metro de altura e “corpo avantajado”. Ele trajava camisa amarela e calça jeans escura, tem os “lábios largos, olhos escuros e vidrados” e cabelos encaracolados na cor preta.

O homem teria saído de um matagal, perto de um dos acessos à ponte, quando a estudante passava pelo trecho. No momento, ele estaria “arrumando a calça” (mexendo no zíper) e, ao notá-la, teria “olhado profundamente para ela”.

Na sequência, o homem começou a caminhar no mesmo sentido que a jovem. Em um determinado momento, ele se aproximou dela e “passou a mão” em uma das nádegas da estudante. A vítima entrou em choque, parou de caminhar e olhou para trás. Ela disse que se deparou com o homem e notou que os olhos dele “estavam vidrados”, como os de usuário de entorpecente.

Com a reação abrupta da jovem, o homem recuou, voltando ao local de onde saíra.


Publicidade