NOTAS POLICIAIS

254
Publicidade





Homem se acidenta é atendido e detido por uso de CNH falsa

Um homem de 22 anos de idade recebeu voz de prisão depois de ter sido socorrido por policiais militares. Ele envolveu-se em acidente de trânsito no início da manhã de segunda-feira, 16, e dirigia um veículo não identificado em boletim de ocorrência.

A PM recebeu o chamado às 6h de acidente sem vítima na rua Ângelo Poles, no Jardim Tóquio. Durante o atendimento, os militares constataram irregularidades na CHU (carteira nacional de habilitação) apresentada pelo homem.

Em consulta ao espelho da habilitação, os PMs verificaram que o número estava registrado no nome de outra pessoa. Também apuraram que o nome do motorista não constava no sistema do Detran (Departamento Estadual de Trânsito).

Publicidade

Questionado, o motorista teria admitido a compra da CNH pela internet e detido por uso de documento falso. Conforme a corporação, o homem alegou que pagou R$ 1.700 pelo documento, vindo sob encomenda da cidade de Osasco.


Bandido rende comerciantes, rouba R$ 350 e foge de moto

Às 21h22 de domingo, 15, um bandido assaltou uma pizzaria localizada na vila Dr. Laurindo. O criminoso entrou no local sozinho, rendeu um casal de comerciantes e uma ajudante geral e levou R$ 350 do caixa. Ele deixou o local com a ajuda de um comparsa. Os suspeitos fugiram em uma moto, de cor e placa não anotadas.

Em depoimento, os proprietários – um homem de 35 e uma mulher de 26 anos – contaram que o bandido anunciou o assalto depois de entrar na cozinha da pizzaria. O ladrão aparentava ter entre 17 e 19 anos de idade, é magro, de pele branca e usava bermuda jeans e blusa de moletom azul com detalhes em vermelho.

Ele também calçada um par de tênis preto e capacete na mesma cor. O ladrão rendeu primeiro a funcionária do estabelecimento, de 21 anos. Na sequência, obrigou-a a se dirigir ao caixa e a entregar para ele o valor em dinheiro.

Depois de pegar o montante, o assaltante subiu na moto. As vítimas relataram que os dois tomaram sentido à vila Jurema e que o crime foi registrado pelo circuito de monitoramento interno do estabelecimento comercial.


Autônoma cai em buraco no Morro Grande e registra BO

Na tarde de terça-feira, 17, uma autônoma de 35 anos procurou a Central de Flagrantes da Polícia Civil para registrar ocorrência de acidente de trânsito. A vítima alegou que caiu em um buraco existente na rua Vice-prefeito Nelson Fiúsa, na manhã do dia anterior.

A autônoma caiu de uma Honda BIZ, 125 cilindradas, branca, ano 2013 e com placa de Tatuí, quando passava pelo local. De acordo com ela, o buraco na rua estava aberto “há um bom tempo”, não tendo sido fechado pela Prefeitura.

Em depoimento, ela reclamou que o Executivo não tinha tomado providências até o acidente. A mulher disse, também, que por conta da queda sofreu lesões no corpo e que o veículo dela ficou danificado por conta do ocorrido.


Idosa é ameaçada junto com marido e faz oração pela vida

Uma idosa de 80 anos orou para que bandidos não a matassem e não atirassem contra o marido dela, um aposentado de 85 anos de idade. O casal mora na vila Palmira e teve a residência invadida por assaltantes às 10h de sábado, 14.

A idosa relatou que os criminosos entraram na propriedade junto com o marido. Conforme a mulher, o idoso deixou o portão aberto e não percebeu que os bandidos o perseguiam. Um dos suspeitos apontou arma para um dos ouvidos do aposentado. O outro rendeu a mulher dele, também com uma arma.

Os dois disseram que sabiam que as vítimas tinham dinheiro guardado. Com medo de serem atingidos, o casal entregou R$ 960 que estava num dos quartos. Durante a ação, os bandidos pegaram um DVD player e um celular.

A idosa contou, ainda, que os criminosos insistiam em querer mais dinheiro. Na tentativa de mostrar aos bandidos que ela não dispunha de valores, ela mostrou uma caixa de remédios, alegando que usava o pagamento para adquirir medicamentos. Em seguida, a aposentada começou a orar.

Depois disso, os criminosos deixaram a propriedade. Um dos suspeitos tem estatura mediana, cabelos pretos, lisos e tem pele morena e “de boa aparência”. A dupla vestia roupas iguais, que as vítimas não conseguiram descrever.


Publicidade