NOTAS POLICIAIS

211
Publicidade





Suspeito de gerenciar ‘boca’ em vila é detido por guardas

Denúncia anônima resultou na prisão de um homem de 18 anos apontado como gerente de “boca” de tráfico na vila São Paulo. Guilherme da Silva Oliveira recebeu voz de prisão à 1h12 de quinta-feira, 18, após ser revistado por uma guarnição que o encontrou na rua Gertrudes Maria da Conceição.

A Guarda recebeu informação de que o suspeito estaria vendendo drogas no local. Em patrulhamento, uma guarnição encontrou o acusado perto de um bar. Num dos bolsos da bermuda dele, a equipe encontrou 13 porções de cocaína.

Durante a revista, Oliveira teria dito aos guardas que gerenciava o comércio de drogas no local. Na casa dele, após autorização, a equipe apreendeu mais 16 porções de cocaína e a quantia de R$ 190. O dinheiro e o entorpecente estavam embrulhados numa camiseta guardada dentro de um guarda-roupa.

Publicidade

Adolescente grita por ajuda ao ser agredida na S. Paulo

Uma adolescente de 16 anos gritou por socorro depois de ter sido agredida na vila São Paulo. A menor disse que um homem teria atirado uma pedra nela depois de ter passado a mão em um dos seios dela. O caso registrado como estupro ocorreu na rua Emílio Haddad, por volta das 22h35 de quarta-feira, 17.

A vítima disse para guardas civis municipais que voltava da casa de uma amiga, residente no Jardim Planalto, quando foi abordada. O homem, moreno, de cabelos encaracolados, magro e com altura aproximada de 1,70 metro, usava capacete e blusa cinza e uma calça de moletom preta.

Ele teria tocado num dos seios da menor e, na sequência, atirado uma pedra na cabeça dela. A vítima correu e começou a gritar por socorro, sendo atendida por uma viatura da GCM que fazia patrulhamento de rotina pelo local.


Dupla coloca revólver na boca de idoso em assalto na Matriz

Dois bandidos colocaram um revólver na boca de um aposentado de 69 anos durante assalto. A dupla praticou o crime às 13h de terça-feira, 16, quando a vítima passava pela Praça da Matriz.

Em depoimento, o idoso contou que havia acabado de sacar a quantia de R$ 5.000. Os bandidos abordaram o aposentado instantes depois dele deixar uma agência bancária. A vítima atravessou a rua 11 de Agosto e caminhou por trás de uma banca de jornais e revistas, sendo parada pelos assaltantes.

Os dois usavam capacetes e ordenaram que o idoso passasse o dinheiro. Do contrário, alegaram que o matariam. Os criminosos levaram, ainda, um cartão bancário do aposentado, o qual havia sido colocado no meio das notas.


Mecânico é detido por portar calibre 38 com brasão da PM

Às 15h45 de quarta-feira, 17, policiais militares detiveram um mecânico por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. O homem de 57 anos recebeu voz de prisão quando passava pela estrada vicinal que liga a cidade de Quadra a Guareí.

Jedailson Araujo de Santana ocupava uma motocicleta – de modelo, ano e cor não descritos. Em abordagem, uma equipe da corporação localizou um revólver calibre 38 na cintura do mecânico. A arma tinha a numeração raspada, possuía um brasão da PM e estava carregada.

Segundo os militares, Santana teria alegado que o revólver estava com ele havia 12 anos e que o utilizava apenas para “defesa pessoal”. Além da arma, a moto que ele ocupava foi apreendida por conta da documentação em atraso.


PM localiza cinco porções de droga em abordagem a casal

Policiais militares apreenderam cinco porções de maconha durante abordagem a um casal. Conforme boletim de ocorrência, os entorpecentes estavam com um homem de 36 anos. Ele empurrava uma bicicleta enquanto caminhava com a mulher, de 25, sendo abordado por volta das 11h40 de segunda-feira, 15.

Os dois chamaram a atenção da equipe que patrulhava a rua 7 de Abril, no centro. A PM informou que o homem teria subido na bicicleta e tentado deixar o local ao notar a aproximação da viatura. Em abordagem, os militares localizaram as porções do entorpecente num dos bolsos da vestimenta dele.

Para os militares, o homem e a mulher teriam dito que fariam uso da droga. Ele teriam afirmado, ainda, que haviam comprado o entorpecente na vila São Cristóvão. O casal foi levado ao plantão da Polícia Civil e liberado após depoimento.


Publicidade