Nasceu o Menino Jesus!

281
Publicidade
Raul Vallerine

“Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados”.
Lucas, 2:14

Nasceu o Menino Jesus!

E a Luz Brilhou para Humanidade!

Filho de um carpinteiro e de uma dona de casa, dos céus, de Deus, nasceu o Filho do Homem. Sua mãe, Maria, O envolveu em panos singelos e O colocou em uma manjedoura.

A abóboda celeste plenificou-se de estrelas e os mensageiros celestes cantaram: “Glória a Deus nas alturas, paz na Terra, boa vontade para com os homens”.

Publicidade

Na simplicidade da estrebaria de Belém nasceu Jesus. Nasceu pobre, no seio de um povo cativo. Homenageado por uma conta infinita de estrelas, o Universo e a eternidade lhe embalaram o sono.

O Novo Testamento nos fala do nascimento de Jesus e narra de maneira sublime a vinda Dele, entre nós.

O Evangelho de Lucas, no Capítulo 2, Versículo 14, conta do aparecimento de um anjo do Senhor aos pastores, enviado por Deus, anunciando a presença de seu Filho, o Cristo, com a missão de trazer a todos os homens a Sua paz.

O anúncio que o mensageiro de Deus fez e o aparecimento das legiões que o acompanhavam nos permite refletir um pouco sobre esse momento de sublimidade que, a cada ano vemos repetir-se.

“Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens por ele amados”, nos disse o Emissário Celeste, conduzindo os pastores, que guardavam seus rebanhos durante a noite, a buscarem a luz da estrela que ficaria brilhando para sempre em nossos corações.

É importante que nos aprofundemos em entender os ensinamentos de Jesus, para não correr o risco, de apenas repetir em mensagens de Natal, que enviamos, àS vezes, por simples obrigação, mas, sim porque desejamos realmente compartilhar a alegria desse dia.

Verificamos ser imprescindível no abraço que damos nas pessoas queridas e dizendo as palavras: “paz em seu lar ou a paz de Cristo”, elas representam verdadeiramente, o sentimento fraterno de que: “desejo ao outro o que quero para mim”, ou se somente cumprimos um ritual social ao qual estamos acostumados.

Precisamos refletir muito bem sobre os nossos sentimentos neste dia, porque o Natal significa nascimento e nascimento quer dizer renovação ou começo.

Começo de uma nova caminhada, de novos entendimentos, de nova compreensão do porque estamos aqui, de quais sãos as nossas tarefas, de quais são nossas reais necessidades, de procurarmos descobrir com vontade firme e perseverança nossas capacidades interiores de sermos pessoas melhores, de aprendermos a sermos mais tolerantes, mais misericordiosos, mais companheiros dos nossos companheiros de jornada, porque nunca se caminha sozinho.

Vamos ser mais indulgentes com quem nos magoa, mais generosos conosco e pararmos de nos sentir culpados por termos escolhidos caminhos, que ignorávamos, onde não deveriam ser percorridos.

Natal significa nascimento, nosso nascimento a cada dia que amanhece. Assim como a luz do Cristo brilhou para nós com a Sua vinda, a cada manhã a luz da renovação brilha em nossos corações convidando-nos ao aperfeiçoamento e à iluminação.

E que renovação é essa, à qual somos convidados há realizar cada dia? Que luz é essa que sentimos brilhar dentro de nós e que nos fortalece, para que comecemos nosso dia com ânimo e alegria?

A resposta a essas perguntas encontra dentro de nós próprios, na certeza de que somos amparados por Jesus Cristo, filho de Deus.

A conquista da paz interior é o exercício do amor verdadeiro em benefício dos outros e esse exercício não cansa o coração que ama.

Muito pelo contrário, nos fortalece e nos anima para as lutas diárias, nos acalma e nos alegra mesmo diante de dificuldades, porque, acima de tudo, acreditamos na promessa de que somos os herdeiros do Reino dos Céus.

Desejamos, a todos os amigos muita luz e paz e que Jesus habite hoje e sempre em seu coração. Um feliz Natal com Cristo em Cristo!

Publicidade