Na Libertadores

389
Publicidade





Sem Seedorf e sem o treinador que fez um bom papel no Brasileirão de 2013, o Botafogo tenta uma conquista nesta atual Libertadores da América. Sua torcida cobra maior investimento.

Tradicional e ganhador de títulos, aos poucos volta o alvinegro a mostrar bom papel, como na sua performance na década de 1960, com craques da envergadura de Didi, Nilton Santos, Garrincha, Amarildo e Gerson.

Em 1970, ainda contava com bons valores, como mostra a foto, na qual vemos, em pé: Moreira, Ubirajara, Ney Conceição, Moisés, Leônidas e Valtencir. Agachados: Rogério, Paulo Cezar Caju, Ferreti, Dorinho e Torino.

Boa formação, que teve somente quatro derrotas num total de 18 jogos pelo campeonato carioca, ficando na quarta colocação, cujo título foi do Fluminense. Grêmio da Estrela Solitária, parte importante da história do futebol.

Publicidade

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade


Publicidade