Mostra de cinema, de arte, teatro e música compõem ação cultural

327
Publicidade





Divulgação

‘Portela, Patrão; Mário, Motorista’ traz como tema relações humanas de trabalho e dinheiro

 

Entre este mês e o próximo, Tatuí recebe uma série de atividades culturais. Elas contemplam mostra de cinema, de arte, apresentações de teatro e de música oferecidas gratuitamente. A programação é viabilizada pelo Sesi (Serviço Social da Indústria), na unidade à avenida São Carlos, 900, vila Dr. Laurindo.

Quem passar por lá até o próximo dia 18 de outubro poderá apreciar a exposição “A Contemporaneidade Pictórica da Photographia”, da artista plástica Rosana Pascale. As visitações acontecem de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

Publicidade

Nesse trabalho, em exposição em Tatuí desde a terça-feira, 15, Rosana transforma janelas de casas antigas e paredes corroídas pela ação do tempo em painéis de imagens. Eles misturam fragmentos de outras paisagens, um caleidoscópio de céu azul, nuvens brancas, portões de ferro e manchas irregulares.

Composta por 20 imagens, a mostra apresenta uma linguagem singular e, conforme a artista, ordenada e caótica. O resultado é que “a construção e a desconstrução se sobrepõem em uma trama abstrata, que impacta o observador”.

Ainda neste mês, o Sesi exibirá o filme “Sopa de Sapo”, que compõem mostra dedicada exclusivamente ao cinema holandês. Trata-se de parceria com o “Eye Film Institute Netherlands”, o museu de cinema na Holanda, dedicado à preservação e difusão internacional do cinema neerlandês, e contando com apoio do Consulado Geral do Reino dos Países Baixos e da “Dutch Culture”.

O filme terá sessão única às 15h do próximo dia 23, com legendas em português. Ele conta a história de Max e começa quando o menino vai dormir na casa da avó por uma noite, porque o irmão mais velho dele, Jannus, vai passar por uma cirurgia de remoção das amígdalas.

Para que Jannus volte a falar, a condição é levar ovos de sapo ao hospital na visita após a operação. Max foge e viaja para a natureza em busca dos ovos. Em seu caminho, encontra Jesse, uma menina da sua idade que quer se tornar enfermeira veterinária. Juntos, saltam de uma aventura para a outra.

Na mesma semana, mas no dia 25, o Sesi recebe a banda “Rubber Soul Beatles Cover” para apresentação especial. O espetáculo de rock está programado para as 19h30 e remonta a trajetória “da maior banda de todos os tempos”.

O grupo passa por todas as fases da carreira dos músicos, desde o início da carreira até o ano de 1966. No palco, os integrantes usam instrumentos e figurinos baseados na época de ouro dos Beatles. A banda é formada por Newton Junior e Gustavo Gazana (guitarra), Maurício Gomes (contrabaixo), Angelo Giacomini (bateria), Ralf Marasca e Henrique Bortolotti (roadies).

Às 19h30, do dia 26 deste mês, será a vez do espetáculo “Portela, Patrão; Mário, Motorista”, do grupo de teatro Boa Companhia. A peça traz como tema as relações humanas de trabalho e dinheiro, propondo reflexão por meio de bonecos que são inspirados nos personagens de “Os Caprichos de Goya” (1746-1828).

Os bonecos são o ponto de partida para uma reflexão sobre as conexões mundanas pautadas pelo dinheiro e pelo poder que dele advém. Portela tem na bebida uma espécie de antídoto para o seu coração frio de patrão, que se amolece quando está embriagado. Mário, por sua vez, se aproveita das escapadas alcoólicas de seu chefe para agradá-lo e garantir seu emprego de motorista.

A Boa Companhia atua desde 1992 mantendo a proposta de pesquisar a linguagem cênica a partir da interpretação do ator e por meio de montagens de espetáculos. Também estuda performances e projetos ligados à arte e à educação.

No último domingo do mês, dia 27, a atração será a Orquestra Filarmônica de Viola Caipira de Campinas. O concerto marca o lançamento do segundo CD, intitulado “OFV II”. O álbum é considerado uma revelação “do maior momento de maturidade artística do grupo no alto dos seus 14 anos de trajetória”.

A apresentação que tem entrada gratuita tem duração de 45 minutos e inclui a tradicional moda de viola, executada de forma clássica, apenas pelas vozes acompanhadas de uma dupla de violeiros. Além disso, o espetáculo contempla um roteiro permeado de declamações, poemas e comentários históricos do instrumento que valorizam as obras interpretadas.

Formam a orquestra, os músicos: Almir Côrtes Barreto, André Aparecido de Souza Moraes, Antonio Carlos Gilli Martins, Diná Mendes dos Santos, Djalma Lúcio Rodrigues Pereira, Fábio de Souza Miranda e Gabriel Costa de Souza.

Ela é completada por: Giorgio Francisco Giannelli, João Paulo do Amaral Pinto, José Ângelo Rogério Guerreiro, Luiz Fernando Milanez, Messias de Oliveira Neto, Osório Cardoso de Souza, Pedro Henrique Gava, Uassyr de Siqueira e Vinícius Muniz Pereira. O show tem direção artística de João Paulo Amaral.

O filme “Irmãs Gêmeas” encerra a programação de setembro. Baseado no bestseller de Tessa de Loo (1946), lido por mais de quatro milhões de pessoas na Holanda e na Alemanha, o filme conta a história das irmãs gêmeas separadas na infância e criadas em países diferentes e condições socioculturais distintas.

Enquanto uma é levada para viver e trabalhar com tios ignorantes em uma fazenda no interior da Alemanha, a outra cresce no sofisticado ambiente de uma família de classe média na Holanda. A primeira casa-se com um oficial da SS nazista, a segunda apaixona-se por um judeu culto e de família bem estabelecida.

Passada a Segunda Guerra Mundial, e depois de tantos anos sem notícias, elas finalmente se reencontram, mas as diferenças já são muitas. O tempo e a distância mudaram a forma de cada uma pensar e encarar a vida. Agora, a reaproximação tornou-se um desafio que elas não sabem se querem e conseguirão superar.

Com direção de Bem Sombogaart, elenco formado por Ellen Vogel, Gudrun Okras, Julia Koopmans, Nadja Uhl, o filme tem sessão única a partir das 19h30.

No mês que vem, o programa cultural segue com a seleção de curtas infantojuvenil. Ao todo, serão oito vídeos exibidos a partir das 15h, no Sesi da cidade.

Os curtas-metragens tratam com leveza e humor de momentos da vida cotidiana. Com foco especial nas diversas técnicas de animação, a seleção traz histórias que ajudam a refletir sobre temas como a autoestima, o primeiro amor, a memória e a velhice.

A lista a ser apresentada inclui “Munya in Me”, “Diorama”, “Jacco´s Film”, “Blik”, “Fata Morgana”, “Farmer Jack”, “Goodbye Mister de Vries” e “Snapshot”.


Publicidade