Matinês levam famílias à Praça da Matriz

Palhaços, oficinas de máscaras e pinturas faciais fizeram parte da programação mirim

312
(foto: Eduardo Domingues)
Publicidade
Da reportagem

As matinês foram uma das maiores atrações deste Carnaval. O evento, voltado às crianças, teve duas edições na Praça da Matriz, no domingo, 23, e na terça-feira, 25, reunindo milhares de pessoas.

O público pôde divertir-se ao som de DJs, que tocaram as tradicionais marchinhas carnavalescas, e acompanhar apresentações do Cordão dos Bichos Mirim (da Escola de Ensino Infantil “Joaquim da Silva Campos” (Valinho), da Banda do Bob e do grupo Sem Limites, além da presença de personagens infantis, como a Galinha Pintadinha.

Houve, ainda, brincadeiras incentivadas pelo grupo do animador Alexandre de Jesus Bossolan.  Nele, há quatro palhaços, entre os quais, “Batatinha”, interpretado por ele mesmo. Juntos, realizaram gincanas e comandaram a apresentação das atividades artísticas da programação.

Bossolan e o irmão Sandro são os precursores em Tatuí das visitas hospitalares realizadas na Santa Casa. Em 1997, os dois se inspiraram no modelo “Doutores da Alegria”, que já era desenvolvido na capital.

Para o animador, o trabalho no Carnaval torna-se mais divertido, uma vez que, com o irmão, ele “inspira alegria e recebe de volta esse mesmo sentimento das crianças”. “Acredito que o futuro do nosso Carnaval seja as matinês”, opinou.

Publicidade

A presença de crianças fantasiadas é considerada pelo animador como sinal de que o Carnaval, no formato proposto à população, está sendo perpetuado.

“Tivemos uma matinê sensacional. Toda a criançada participou com os animadores e palhaços, e também das oficinas de máscaras e maquiagem. Tinha muita gente, e deu para perceber que o pessoal está realmente levando as crianças para se divertir e brincar o Carnaval”, declarou Bossolan

As matinês reuniram público diverso e animado. Bebês, crianças, adolescentes, adultos e idosos compuseram a miscelânea que passou pela Matriz.

Durante as atividades, a prefeitura distribuiu confetes e serpentinas para quem pulou as matinês. Ofereceu, ainda, uma oficina de confecção de máscaras e estande para pintura facial.

Ambas as ações foram realizadas pelas equipes municipais do PEF (Programa Escola da Família) de sete escolas tatuianas e pelo grupo de Bossolan. Somente a oficina contou com apoio de mais de 20 profissionais, entre voluntários, gestores e educadores profissionais.

Publicidade