Maioria opina que as polícias devem garantir manifestações

228
Publicidade
Siltec





“Acompanhar o ato e garantir a segurança dos manifestantes”. Esta é a resposta que deu a maioria dos votos dos leitores que participou de enquete promovida pelo jornal O Progresso. A pesquisa passou a valer desde a tarde de sábado da semana passada, 2, sendo encerrada na tarde de sexta-feira, 8.

Ela trouxe a questão: “Em sua opinião, qual teria de ser o posicionamento das polícias em relação aos protestos em Tatuí?”, apresentada por conta de manifestação ocorrida no dia 1o. A ação mobilizou aproximadamente 50 moradores do Jardim Gonzaga.

Eles interditaram trecho da rodovia Mário Batista Mori (SP-141), que liga Tatuí a Cesário Lange, nos dois sentidos da pista. O objetivo era protestar contra a prisão de um homem de 19 anos pela Guarda Civil Municipal.

De acordo com os manifestantes, os guardas teriam agredido o detento. Nesta semana, a mãe dele procurou a redação do jornal para falar sobre o ocorrido (reportagem nesta edição).

Publicidade
Siltec

Por conta do protesto, o jornal apresentou a questão, que registrou 64% dos votos para a opção que tratava do direito à manifestação.

Em contrapartida, 36% dos leitores que visitaram o site www.oprogressodetatui.com.br opinaram que as políciais da cidade deveriam “coibir os protestos, agindo com rigor”.

A enquete é realizada semanalmente e aborda assuntos de interesse geral, como a questão da ampliação do prédio da Câmara Municipal e da contratação de mais servidores. O Legislativo tem, atualmente, perto de 70 funcionários.

Os temas voltaram a ser debatidos pelos parlamentares em sessão ordinária na noite de terça-feira, 5. Na ocasião, os vereadores discutiram requerimento apresentado por Jorge Sidnei Rodrigues da Costa (PMDB).

O parlamentar pedia a criação ou nomeação de cargo de assessor técnico para auxiliar os assessores e os próprios vereadores a elaborar documentos sem erros.

Durante as discussões, o presidente da Casa, Oswaldo Laranjeira Filho (PT), voltou a dizer que é favorável à ampliação do prédio – com custo estimado em R$ 1 milhão.

Também disse que a Câmara necessita de mais funcionários. Em função disso, o jornal questiona: “Você considera ruim as condições de trabalho dos vereadores da Câmara de Tatuí?”. As respostas são “sim” e “não”.

A enquete poderá ser votada a partir da tarde deste sábado, 9, em O Progresso Digital. O acesso à questão e às opções de resposta é feito por meio da página principal, em coluna situada no lado direito do site. As votações serão encerradas na quinta-feira, 14. O resultado será divulgado no dia 17.


Publicidade
Siltec