Maioria crê em cura de adictos mais eficaz com medida à força

289
Publicidade

A “internação compulsória” é a maneira considerada mais eficaz na opinião da maioria dos leitores do jornal O Progresso para a recuperação de pessoas viciadas em drogas.

A pesquisa virtual, realizada pelo bissemanário no decorrer da semana, apontou que 39% dos participantes creem que a internação compulsória, aquela sem o consentimento do adicto, é a medida mais eficaz.

Entretanto, quase o mesmo percentual de leitores respondeu diferente. No total, 36% disseram crer que “atividades que visam à prevenção” são as mais proveitosas em se tratando de recuperar pessoas com vício em drogas.

Outros 23% responderam que o melhor método é a “internação consentida”, quando o adicto aceita ser submetido a tratamento em clínica. Apenas 2% dos leitores disseram acreditar que as “palestras de conscientização” podem ser o melhor caminho para a recuperação.

A dependência química tornou-se tema de enquete em função de reportagem publicada na edição do dia 16, quando o jornal divulgou experiência do advogado Hélio Rodrigues, ex-viciado em crack e autor do livro “Memórias de um Ex-Drogado”.

Publicidade

Em Tatuí, Rodrigues visitou autoridades, a redação do jornal e se propôs a realizar palestras gratuitas de prevenção.

Para esta edição, o jornal propõe discussão a respeito da Educação. A prefeita Maria José Vieira de Camargo anunciou, no dia 13, início de trabalho em parceria com o IAS (Instituto Ayrton Senna). A entidade vai capacitar professores, coordenadores municipais e diretores das unidades para reduzir a chamada distorção na alfabetização no ensino fundamental.

Em Tatuí, o projeto abrangerá todas as escolas da rede municipal que trabalham com os anos iniciais. Segundo a prefeita, a ideia é dar condições para que toda criança esteja alfabetizada até o terceiro ano do ensino fundamental.

Assim, o jornal pergunta: “Você acredita que as crianças já estão totalmente alfabetizadas pela rede pública até o terceiro ano de ensino?”.

As respostas “sim” e “não podem ser escolhidas a partir da tarde deste sábado, 22, no portal O Progresso Digital (www.oprogressodetatui.com.br). O questionamento recebe participação até às 16h do próximo dia 4 de agosto, com resultado divulgado no dia 6.

Publicidade