‘Ilustres Tatuianos’ reúne mais de 1.200 visitantes por mês no MHPS

Projeto é tido por direção como maior atrativo do equipamento cultural

635
Ivan Camargo é homenageado no mês de literatura tatuiana (foto: Diléa Silva)
Publicidade

O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, equipamento cultural da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, da prefeitura, tem atraído mais de 1.200 visitantes por mês com as homenagens que vêm sendo realizadas por meio do projeto “Ilustres Tatuianos”, na Noite da Seresta com Ternura.

A ação colaborativa entre o MHPS e o Grupo Seresteiros com Ternura é tida como o maior atrativo do equipamento cultural, conforme informou o diretor municipal da Cultura, Rogério Vianna.

“Os homenageados são pessoas de grande estima dos tatuianos, e isso os atrai ao museu para conhecerem um pouco da história de vida dessas personalidades. Esta ação é a mais importante realizada no museu hoje, porque traz a população – que já conhece a expografia – de volta para o museu para ver outras atividades e revisitar a casa de Paulo Setúbal”, ressaltou Vianna.

A declaração do diretor foi dada na sexta-feira da semana passada, 10, após a cerimônia do mês de maio, da Noite da Seresta. Durante discurso no evento, ele contou que o projeto tem feito aumentar o público e ressaltou que a iniciativa acontece há um ano e meio, em parceria com os “Seresteiros”, visando manter a vocação do museu de “salvaguardar” a história de Tatuí e dos tatuianos.

“Nós não temos muitas histórias de tatuianos aqui no museu; temos apenas de alguns ilustres cidadãos. Então, optamos, em cada Noite da Seresta, por escolher um Ilustre tatuiano para receber uma homenagem. Desde então, homenageamos grandes nomes que fazem parte da história da cidade”, declarou o diretor.

Publicidade

A edição de maio foi comemorativa pelo Dia Municipal da Literatura Tatuiana (celebrado em 4 de maio). Na ocasião, o homenageado foi o escritor e jornalista Ivan Camargo, editor do jornal O Progresso.

O mês celebra dois fatos ocorridos no dia 4 de maio: o nascimento de Chiquinha Rodrigues, em 1886, e a morte de Paulo Setúbal, em 1937, fatores que resultaram na criação do Dia Municipal da Literatura Tatuiana em 2011, por meio da lei municipal 4.581/2011.

Vianna frisou que o nome do jornalista foi apontado por uma comissão interna justamente “pelo que ele representa à literatura tatuiana” e aprovado por unanimidade pelos organizadores do projeto.

Estiveram presentes na cerimônia o secretário da Cultura e Turismo, Cassiano Sinisgalli; o diretor do Departamento de Cultura e gestor do museu, Rogério Vianna; o técnico de preservação e restauração do museu, Thony Guedes; os agentes culturais Maria Augusta Barbará, Rogério Miranda e João Oliveira; o grupo Seresteiros com Ternura; além de amigos e familiares do homenageado.

Camargo agradeceu a homenagem e falou da responsabilidade de estar representando os escritores tatuianos em uma data tão significativa para o município.

“Esta data comemorativa foi pensada a partir de duas personalidades que têm peso vital na história da literatura de Tatuí. Portanto, as pessoas que hoje estão à frente da cultura acabarem me escolhendo para representar aqueles que estão trabalhando, tentando produzir literatura, é uma responsabilidade muito grande”, afirmou.

“Agradeço muito, por esta oportunidade e pela gentileza, ao Rogério, ao Cassiano, à Maria Inês e ao pessoal do museu, todos extremamente carinhosos na forma com que executam este trabalho”, completou.

O secretário Sinisgalli – que também faz parte da comissão interna do museu – revelou que a intenção da organização do evento é valorizar as pessoas que estão em atividade.

“Queremos fazer a homenagem para as pessoas em vida. Até porque, aí, você consegue ter a história real, e, depois, tudo isso fica arquivado no Museu ‘Paulo Setúbal’, para que possa ser visto por outras gerações. Acho que assim vamos colocar em prática a vocação do museu, de salvaguardar a história dos tatuianos”, reforçou.

Sinisgalli ainda falou das obras de Camargo e salientou que a homenagem ao escritor “foi mais do que justa”. “Acho que todas as obras dele são de extrema importância para Tatuí. São trabalhos maravilhosos, que valorizam a nossa cultura e trazem uma linguagem humorada muito interessante”, afirmou o secretário.

O artista plástico, cenógrafo e professor Jaime Pinheiro também acompanhou o evento e ressaltou a importância da iniciativa do museu em homenagear os “Ilustres Tatuianos” e guardar a memória dessas pessoas.

“Acho que devem ser respeitados os grandes nomes da cidade. É legal ter os ‘superídolos’, mas as pessoas comuns também fazem a história da cidade. Essas pessoas devem ser lembradas e homenageadas. É uma iniciativa bem feliz do museu, e tem grande importância”, declarou Pinheiro.

Falando do homenageado, Pinheiro destacou que acompanha o trabalho de Camargo desde o início. “O Ivan vem batalhando há muitos anos com seriedade, compromisso e honestidade. Acho que é uma justíssima homenagem”, disse o artista plástico.

“Além disso, o Ivan é de uma genialidade e criatividade muito grande, as obras dele são excelentes. Tantos os textos de teatro quanto os livros mostram a qualidade que ele tem. Acho que ele ainda vai ter um momento dele, com a visibilidade que ele merece”, acrescentou.

A coordenadora do projeto, Maria Inês Camargo Machado, disse que a ação, “desde o início, foi uma bênção de Deus e está sendo feita com muito amor”. Ela destacou que a intenção é homenagear as pessoas que fizeram ou que ainda fazem alguma coisa para a cultura e tantos outros setores.

“Nós acompanhamos o trabalho dos tatuianos e chegamos à conclusão de fazer essas homenagens para valorizar o que está sendo feito. Tudo isso vai ficar para a história”, adicionou.

Quando ao homenageado, Maria Inês também afirmou que acompanha a carreira do jornalista. “O Ivan representa muito para Tatuí. Ele é muito prestativo, trabalha com amor, com carinho, é muito competente no que faz, tanto na parte de edição de jornal quanto nos livros que ele escreveu. Ele é maravilhoso”, enfatizou.

Maria Inês ainda frisou pontos que fazem da exposição um atrativo para os visitantes. Para ela, o principal é conhecer a história da pessoa homenageada.

“Acontece muito de a gente procurar os homenageados e acabar descobrindo ainda muito mais coisa que a gente nem imagina que a pessoa tinha feito”.

“Por isso é legal, mesmo que a pessoa conheça o homenageado, vir aqui conferir a exposição. Aqui, as pessoas acabam descobrindo o que a pessoa fez de verdade, isso é importante para a gente, para as pessoas e para a história da cidade”, observou.

O artista plástico Domingos Jacob Filho, o Mingo Jacob – que foi homenageado no mês passado –, também acompanhou a Noite da Seresta e frisou que o projeto Ilustres Tatuianos “é uma das maiores iniciativas do MHPS”.

“É uma maneira de valorizar o tatuiano, a obra dele e o que está acontecendo aqui em Tatuí. E estar fazendo isso em vida é espetacular. Eu fiquei muito feliz de ser homenageado. Minha família veio aqui, acompanhou, me senti prestigiado”, afirmou Jacob.

“Além de ser importante para o homenageado, pelo ego, que todo artista tem, fica registrado para a eternidade. Um dia, mais cedo ou mais tarde, essa geração passa, e aí fica para os próximos saberem quem fez o que aqui em Tatuí. O Ivan na literatura, eu nas artes plásticas e tantos outros que tiveram aqui”, ressaltou o artista.

Jacob também salientou que Camargo é um dos escritores mais importantes de Tatuí na atualidade. Para o artista plástico, a homenagem também é uma forma de agradecimento pelo trabalho desenvolvido pelo jornalista nas edições de O Progresso.

“Tem outros que escrevem em Tatuí, mas ele já teve livros na Bienal (Internacional de São Paulo), já foi premiado em concursos de literatura, é jornalista e também dá muita ênfase e muita força para aos artistas locais. Sempre que tem alguma coisa do gênero, ele faz questão de registrar, e isso também vai ficar para as próximas gerações”, apontou Jacob.

A exposição “Ilustres Tatuianos” permanecerá aberta até o dia 13 de junho, de terça-feira a domingo, das 9h às 17h, no museu, situado na praça Manoel Guedes, 98, centro. Mais informações podem ser obtidas com o setor de agendamento, pelo telefone (15) 3251-4969, ou pelo e-mail: museupaulosetubal@tatui.sp.gov.br.

Publicidade