Homem é detido por levar bem não convencional de casa no Congonhal

1951
Publicidade





Um homem de 22 anos recebeu voz de prisão na manhã do dia 5, quarta-feira, por ter levado um material “não convencional” de uma propriedade localizada no bairro Congonhal.

De acordo com a Guarda Civil Municipal, o crime ocorreu perto das 10h40, sendo flagrado por câmeras de segurança e informado pela vítima (de nome, idade e sexo não informados).

A informação era de que um homem havia sido flagrado dentro da propriedade. De lá, ele teria levado quatro maços de baralho. O imóvel fica na estrada municipal que liga os bairros Congonhal de Baixo, do Meio e de Cima.

Na residência, os guardas foram recebidos pela vítima. Segundo eles, a pessoa relatou que possuía imagens de circuito interno provando a invasão.

Publicidade

Em conversa com a equipe, a vítima contou que não só vira o suspeito, como sabia onde ele residia. Para averiguar o fato, os guardas percorreram o entorno da propriedade. Como não encontraram o acusado, orientaram a vítima a procurar o plantão da Polícia Civil para registro de boletim de ocorrência.

Horas depois do primeiro chamado, a vítima voltou a acionar a corporação. Dessa vez, a informação era de que o suspeito estava dentro da casa. No imóvel, os guardas o encontraram e, com ele, as cartas utilizadas para jogos.

O homem foi encaminhado ao plantão e, após registro, liberado mediante pagamento de R$ 800 em finança. Ele responderá em liberdade pelo artigo 155 do CPB (Código Penal Brasileiro). A pena varia entre um a quatro anos de prisão e multa.

No dia seguinte, os guardas apreenderam um menor de 16 anos por tráfico de entorpecentes. O flagrante ocorreu às 17h43, em uma praça do Jardim das Garças. A equipe encontrou o adolescente no local indicado após receber denúncia anônima.

Segundo a informação, o menor estaria vendendo drogas. Os entorpecentes estariam sendo escondidos na casa da avó dele, na rua Antônio Henrique da Silva.

Os GCMs abordaram o adolescente na praça. Com ele, encontraram uma sacola plástica com porções de cocaína e maconha – esta, embalada em papel filme.

No imóvel, a equipe conversou com a tia do menor. A mulher teria liberado a revista e dito aos guardas que o menor subira no telhado. Ela teria contado, também, que ele “sempre abria um armário velho”. Dentro do mobiliário, os GCMs encontraram meia porção de maconha e R$ 50 em notas.

Para realizar revista, os guardas acionaram o cão “Thor”, que integra o canil da corporação. O animal chegou a vasculhar o imóvel, mas não encontrou mais droga. Depois do recolhimento dos entorpecentes, os GCMs conduziram o menor ao plantão policial, onde ficou à disposição da Vara da Infância e da Juventude.

Também na sexta-feira, 7, a corporação deteve um homem (de idade e nome não informados) por furto. A prisão ocorreu às 13h43, próximo à Prefeitura, na avenida Cônego João Clímaco de Camargo (avenida das Mangueiras).

A vítima acionou uma guarnição que passava pelo local, informando que um homem havia levado o aparelho celular dela. De posse das características do suspeito, a equipe iniciou patrulhamento.

Em seguida, encontrou um homem com as mesmas características passadas pela vítima, na rua Francisco Vieira de Camargo. Ele portava um celular marca Samsung. O aparelho foi reconhecido pela vítima e o suspeito, encaminhado ao plantão da PC.


Publicidade