Grupo ‘3º Sinal’ abre novas vagas para aulas de teatro

Inscrições podem ser feitas até o dia 25 via WhatsApp

523
Companhia teatral busca novos talentos interessados em ingressar no meio cultural (foto: divulgação)
Publicidade
Da reportagem

O ano começou com novos projetos para o Grupo Experimental 3° Sinal: além de se preparar para duas novas apresentações já em janeiro, o grupo abre novas vagas para integrantes que queiram fazer aulas de teatro.

Os interessados devem solicitar o formulário de inscrição via WhatsApp, pelo telefone (11) 93328-7209. Não há distinção de idade, e as inscrições podem ser feitas até o próximo sábado, 25.

No primeiro dia do ano foi anunciado, no Instagram oficial do Grupo Experimental 3° Sinal (@ter.sinal), a formação de uma nova turma de jogos teatrais, buscando “novos talentos interessados em ingressar no meio cultural e teatral”, como havia sido anunciado em setembro do ano passado, quando formou-se a primeira equipe do grupo.

O diretor da companhia, Cesar Santos, comenta que a busca por movimentos teatrais cresceu no município após os trabalhos da Trupe Garagem & Cia., “que vem cada vez mais ganhando prestígios nos espetáculos apresentados”.

Com visão no mercado digital, Santos salienta que aposta na difusão da arte por meio de mídias sociais, “tornando assim o teatro e a cultura ainda mais acessível”.

Publicidade

O Grupo Experimental 3° Sinal ainda se prepara para voltar aos palcos com o espetáculo “A Ver Estrelas”, em duas apresentações. No dia 25, reestreia no evento “Invasão das Artes”, movimento encabeçado pelo ator e produtor cultural Iuri Proença e Marcelo Oliveira Santos.

O evento acontece em uma das praças do Jardim Rosa Garcia. Já no domingo, 26, o grupo faz a primeira viagem intermunicipal, apresentando o mesmo espetáculo no CEU das Artes de Itapetininga.

Conforme destaca a direção, a peça estreou em dezembro do ano passado e lotou as duas sessões, chegando à marca de 180 pessoas na plateia.

“Estrelando Felipe Nobre como Jonas, o texto de João Falcão traz a história de Jonas, um garoto quieto e pacato que vive na tranquila vila da Solidão. Num determinado momento que está só em seu quarto, ele se perde em seus pensamentos, observando as estrelas”, descreve a companhia.

“Em um misto de sonho e realidade, Jonas se vê cercado pelos seres encantados que moram na imaginação dele. Sem perceber, vai parar num lugar onde tudo pode acontecer, o ‘País do Navegar’”, continua.

“Essa trajetória mostra a Jonas a oportunidade de sair de sua monotonia – o Reino a Ver Estrelas – e se permitir descobrir como aproveitar melhor os seus dias, experimentando os conflitos que são estranhos ao seu universo”, detalha o roteiro.

Fazem parte do elenco os atores: Feeh Tiago, Well Dixon, Cat Camargo, Léo Pinheiro, Vitória Félix, Beatriz Félix, Maria Xavier, Ana Júlia Gregório, Heloísa Assunção, Mekcsor Parker, Adriane Araújo e Amanda Oliver.

A peça também conta com: Ivan Fadini, como contrarregra; Joey Leme, na sonoplasta mecânica; Wagner Ferreira, na iluminação; Guizinho, como designer gráfico; Michel, como costureiro e visagista; e Iuri Proença, no acompanhamento e direção musical. A direção geral ficou a cargo de Cesar Santos.

A trilha sonora foi composta pela diretora do grupo Garagem & Cia, Paula Fernanda. Felipe Nobre assina os figurinos e Amanda Oliver, a maquiagem.

O grupo ainda pretende continuar a apresentar o espetáculo “A Ver Estrelas” em espaços alternativos e priorizar aqueles que “não possuem acesso” ao teatro, além de participar de festivais estudantis de teatro no interior paulista e estrear outros dois espetáculos no fim do semestre para poder firmar parcerias com empresas.

Publicidade