‘Grande Otelo’ disponibiliza 60 vagas para 3 oficinas gratuitas

255
Publicidade





Divulgação

Oficinas e apresentações de resultados acontecem na unidade da oficina cultural na vizinha Sorocaba

 

A Oficina Cultural “Grande Otelo” disponibiliza 60 vagas distribuídas em três oficinas gratuitas voltadas às artes cênicas. Elas serão realizadas em Sorocaba e têm início em janeiro. Duas delas contam com atividades até o mês de março.

Em nota, a assessoria de imprensa da oficina informa que as atividades fazem parte das comemorações de aniversário dos 20 anos da unidade.

Publicidade

A Oficina Cultural “Grande Otelo”, de Sorocaba, é uma das 21 administradas pela Poiesis – Instituto de Apoio à Cultura, à Língua e à Literatura.

A programação começa com a oficina “O Sexto Dia: A Crise da Representação Masculina”. Com coordenação de Douglas Emílio e Júlio Melo, ela discutirá procedimentos cênicos em dança, performance e teatro, “a partir do corpo masculino”.

Conforme a Poiesis, a atividade culminará em espetáculo encenado com os participantes. São 20 vagas disponibilizadas para a oficina, que acontece todas as terças-feiras, começando no dia 21 deste mês e terminando no dia 25 de março.

“O Sexto Dia” é voltado a jovens e adultos do sexo masculino, acima de 16 anos, com alguma experiência em dança, teatro, performance, artes visuais ou música. Podem participar estudantes de filosofia, sociologia, psicologia e demais interessados.

As inscrições começaram no dia 7 e vão até o dia 16. A seleção dos inscritos é feita por meio de “carta de interesse”, e as atividades serão realizadas no horário das 18h30 às 21h30, na praça Frei Baraúna, sem número, no centro de Sorocaba.

O programa tem sequência com a oficina “Juará Ichê – Nós e Entremeios da Cultura Antropofágica”, a cargo de Cleide Riva Campelo. As inscrições para as 20 vagas terminam no próximo dia 18 e são feitas por carta de interesse e currículo.

O público-alvo são atores amadores, bailarinos, performers, artistas plásticos, músicos, pesquisadores e universitários. Os selecionados frequentarão atividades às quartas-feiras, das 18h45 às 21h45, com início previsto para o dia 21 de janeiro e conclusão das atividades em 26 de março.

O objetivo é “propor um trabalho de experimentação artística que reverencie fatos da memória” a partir de três “núcleos inspiradores”: a peça “Peer Gynt”, de Henryk Ibsen; o conto indígena brasileiro “Ceiussu, a Velha Gulosa”; e o filme “A Fonte da Donzela”, de Ingmar Bergman. Ao final das atividades, será apresentada a performance “Wir Sind Wir”.

A última oficina, com 20 vagas, tem coordenação de Carlos Doles. Denominada “Uma Experiência Cênica com Anton Tchekhov”, ela será realizada às quintas-feiras, a partir do dia 30 deste mês e terminando no dia 27 de março.

As atividades acontecerão das 18h30 às 21h30, voltadas a atores, diretores e “performers”. As inscrições terminam no dia 17 e são feitas mediante apresentação de currículo artístico e entrevista. O processo seletivo acontecerá no dia 23, a partir das 18h30.

Utilizando fragmentos da obra literário de Anton Tchekhov, a oficina propõe “uma investigação focada na estética e linguagem teatral do trabalho do ator contemporâneo”. Os encontros também resultarão em apresentação.

Elas serão realizadas nos dias 1º, 2 e 3 de abril, na própria oficina cultural. Mais informações são obtidas pelos telefones (15) 3224-3377 e 3232-9329, e pelo e-mail: grandeotelo@oficinasculturais.org.br. Quem preferir pode acessar o site www.oficinasculturais.org.br.


Publicidade