Goleiro Chicão

230
Publicidade

Mineiro de Raposo, começou a ser notado, pela boa colocação e saídas precisas do gol, quando defendia o Derac, da cidade de Itapetininga.

 

Logo, estava no São Bento, de Sorocaba. Depois, jogou no Palmeiras, em 1968 e 1969, ou como titular ou revezando com Perez e Neuri, os outros goleiros da época, até que chegou Leão, tomando o lugar dos três e que se tornaria um dos grandes ídolos do clube.

 

Francisco Treff, o Chicão, defendeu o Palmeiras em 55 jogos. A foto é de uma partida no antigo estádio “Dorival de Brito”, em Curitiba, onde o alviverde venceu o Atlético Paranaense por 3 a 1, pelo torneio “Roberto Gomes Pedrosa”, de 1969, no qual seria o campeão. Artime, com dois, e Cesar foram os autores dos gols. Zé Roberto descontou.

Publicidade

 

A foto mostra em pé: Chicão, Eurico, Baldochi, Nelson, Dudu e Ferrari. Agachados: Cesar, Tupãzinho, Artime, Ademir da Guia e Serginho, orientados pelo treinador Filpo Nuñes. Grandes lembranças de craques e grandes jogos.

 

 

 

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade
Publicidade