GCM realiza maior apreensão de drogas do ano e detém 6 em 5 dias

214
Publicidade





Guarda Civil

Guarda apreendeu tijolos, papelotes, balança e celular com menor

 

Na tarde do dia 8, quinta-feira da semana passada, a GCM (Guarda Civil Municipal) registrou a maior apreensão de drogas do ano. Quase nove quilos de maconha foram recolhidos pela equipe que fazia patrulhamento de rotina por volta das 14h45, na rua Antônio Henrique da Silva, no Jardim Perdizes.

Conforme boletim de ocorrência, os entorpecentes estavam com um menor de 17 anos – que acabou sendo apreendido. Ele é uma das seis pessoas pegas pela corporação municipal no período de cinco dias. Entre o dia 8 e o dia 13 deste mês, a GCM deteve três maiores de idade e apreendeu três adolescentes.

Publicidade

O acusado de cometer “ato infracional” por tráfico de drogas flagrado no dia 8 estava na companhia de outras três pessoas, no Jardim Perdizes. Os suspeitos fugiram com a aproximação dos guardas. Uma equipe que patrulhava o bairro notou a presença do grupo próximo a uma mangueira. O local é apontado pela GCM como “conhecido ponto de venda de entorpecentes”.

Para evitar assustar os suspeitos, a equipe fez aproximação a pé. Ao notarem que os guardas estavam caminhando na direção deles, as três pessoas que conversavam – até o momento não identificadas – teriam “corrido para dentro de um matagal”. Apenas o menor havia permanecido no local.

Conforme a GCM, ele estava próximo à mangueira quando foi abordado. Ao pé da árvore, os guardas apreenderam um tijolo de maconha, pesando 8,75 quilos, mais 211 porções da mesma droga. Também encontraram dois “kits” com plástico para embalar entorpecente, uma faca e um aparelho celular.

Em conversa com a corporação, o menor teria assumido a posse da droga e dito que não conhecia os rapazes que haviam fugido. O menor teria dito, ainda, que possuía mais drogas na residência dele. Os guardas revistaram o quarto do adolescente após consentimento dos pais do menor e localizaram no cômodo outros nove tijolos de maconha, pesando gramas, e uma balança digital.

Depois de ser encaminhado ao plantão policial, o estudante não foi liberado. Ele permaneceu custodiado à disposição da Vara da Infância e da Juventude.

Três dias depois, a GCM apreendeu drogas com outro adolescente – liberado na presença do pai. O menor (de idade não divulgada) teria sido flagrado na manhã de sábado, 11, vendendo drogas no Jardim Europa. Com ele, a corporação apreendeu oito porções de maconha e “uma certa quantia em dinheiro”.

Ainda no sábado, no período da noite, os guardas detiveram Evair Augusto Vieira dos Santos, de 19 anos. O desempregado recebeu voz de prisão às 19h20, na travessa Benedito Grazzia, no Jardim Santa Cruz.

Santos havia sido revistado após denúncias encaminhadas para a corporação. Em patrulha pelo bairro, os guardas avistaram o desempregado saindo de um terreno. Ele estava pulando o muro quando a viatura passava pelo local.

Ao avistar os GCMs, o suspeito teria pulado para dentro do terreno, sendo abordado na sequência. Conforme boletim de ocorrência, os guardas localizaram o suspeito depois de passar por um portão, que estava “somente encostado”.

Em revista pessoal, localizaram num dos bolsos da bermuda do desempregado dois papelotes de maconha e R$ 30. Por causa do mato e das condições de iluminação, os GCMs pediram reforço para o Canil Municipal. O cão Marley encontrou mais 20 papelotes de maconha no terreno.

Quando deixavam o local na companhia do desempregado, os guardas se depararam com familiares dele que demonstraram preocupação. Os GCMs explicaram o que estava ocorrendo e pediram autorização para vistoriar a casa onde ele residia. Os parentes teriam permitido a entrada da equipe que localizou, embaixo de uma cômoda, no quarto de Santos, mais 27 pedras de crack.

No domingo, 12, a corporação registrou dois flagrantes ligados ao tráfico de drogas – ambos na vila Esperança. O primeiro, no período da tarde, envolveu outro adolescente, de idade não informada; o segundo, um homem de 19 anos.

Conforme a corporação, o menor havia apresentado “comportamento estranho” ao avistar equipe que patrulhava o bairro. O menor teria colocado “algo na boca” (pedras de crack em quantia não informada) para escapar do flagrante.

Perto dele, os guardas encontraram mais oito pedras de crack e R$ 30 em dinheiro. Levado ao plantão policial, o menor permaneceu à disposição da Justiça.

No período da noite, os guardas detiveram Caique Cainan Campos Camargo, de 19 anos. Ele estaria comercializando drogas na avenida Heleonildes Maciel Menezes, tendo sido flagrado com três pedras de crack. Perto de onde o suspeito estava, os guardas localizaram um maço de cigarros com mais seis pedras da mesma droga e a quantia de R$ 30, na carteira dele.

A Guarda ainda deteve, nesta segunda-feira, 13, Willian Aparecido da Silva, de 22 anos. O suspeito recebeu voz de prisão às 14h37 na rua Almiro de Campos, no Jardim Gonzaga.

Conforme BO, os guardas realizaram flagrante após receber denúncia anônima. Silva teria reagido, mas sido contido pela equipe. Num dos bolsos da roupa dele, os guardas encontraram 39 pedras de crack e a quantia de R$ 12 em notas.

A GCM informou que o suspeito já tem passagem policial por tráfico e que, durante a abordagem, ele teria ameaçado a guarnição. Ele teria “gritado para moradores” para evitar ser detido. Segundo a Guarda, os residentes do bairro começaram a se aglomerar e caminharam “em direção à equipe”.

Por orientação do comando, os GCMs deixaram o local “com rapidez” e levaram Silva ao plantão policial. O servente de pedreiro permaneceu detido.


Publicidade