Fusstat promove última semana de arrecadação da ‘Inverno Solidário’

Campanha será encerrada dia 25, com “Dia D” em sistema drive-thru

279
Ação aceita apenas cobertores novos e em embalagens lacradas, para evitar contaminação (Foto: AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

A campanha “Inverno Solidário”, do Fundo Social de Solidariedade de Tatuí, está na reta final. O Fusstat anunciou nesta semana que receberá doações de cobertores novos até o dia 24 e finalizará as arrecadações, de forma oficial, no sábado, 25, com o tradicional “Dia D”.

A ação começou no final de maio, como uma nova configuração para a Campanha do Agasalho. A diferença é que, nesta edição, a iniciativa arrecada apenas cobertores. As peças deverão ser doadas a famílias carentes e a entidades cadastradas no Fusstat.

A presidente da instituição, Sônia Maria Ribeiro da Silva, informou que o perfil diferenciado se deve à pandemia de Covid-19, seguindo os moldes da campanha de inverno do Fundo Social do Estado de São Paulo.

“Os cobertores devem ser novos e em embalagens lacradas, para evitar eventual contágio pelo coronavírus e proteger as pessoas – tanto as que manipulam as peças durante a captação das doações quanto as que receberão a doação”, explicou.

Para ajudar a entidade a controlar as arrecadações e assegurar apenas doações de cobertas sem uso, a equipe, coordenada por Edite de Oliveira, adotou uma nova logística para a captação das peças e, neste ano, não disponibilizou postos de arrecadação.

Publicidade

Conforme Sônia, até a próxima sexta-feira, 24, os interessados em doar devem entrar em contato pelo (15) 99652-6638. Uma equipe agendará a retirada da doação ou analisará outra forma de receber as peças com segurança e sem risco de contaminação.

Já no sábado, 25, das 10h às 12h, durante o Dia D, a ação será no sistema drive-thru, ou pessoalmente, em frente à sede do Fusstat, à praça Martinho Guedes, 12, centro, antigo Alvorada Clube.

Para a presidente, a tendência é de que, nesta nova edição, mais cobertores sejam arrecadados em comparação às campanhas anteriores e de que seja possível atender ainda mais famílias em situação de vulnerabilidade social e entidades da cidade.

“Antes, vinha muita roupa e poucas cobertas; com este novo modelo, já ultrapassamos o número de cobertores arrecadados nos outros anos, e estamos recebendo doações pessoais e de empresas. Acho que vamos conseguir fazer uma boa campanha, mesmo em meio à pandemia”, ressaltou Sônia.

Em 2019, a arrecadação total chegou a 43 mil peças – entre roupas, meias, sapatos e cobertores -, das quais, aproximadamente, 10% foram consideradas inservíveis, em triagem realizada pelo órgão, e acabaram incineradas.

Na edição anterior, foram espalhadas mais de 300 caixas de coleta. Entidades, escolas municipais e estaduais, pré-escolas, creches, clubes, empresas, condomínios e órgãos públicos serviram como pontos de arrecadação.

Foram repassadas peças para: o Centro Social Arte pela Vida; a Pastoral da Criança, da Paróquia Santa Rita de Cássia; a Casa de Apoio aos Irmãos de Rua São José; o Grev (Grupo de Estímulo à Vida); a Casa de Nazaré, da Paróquia São José Operário; e a Paróquia Santa Terezinha.

Também receberam doações: Casa de Acolhimento, Recanto do Bom Velhinho, Lar Donato Flores, Força para Viver, Lar São Vicente de Paulo, Cosc (Conselho Social da Comunidade), Litac (Liga Tatuiana de Assistência aos Cancerosos), Conselho Particular Vicentino de Tatuí e Igreja Presbiteriana Bela Vista.

“O Fusstat sempre ajudou as entidades a ficarem abastecidas de roupas e cobertores para passarem pela época do frio. Acredito que neste ano não será diferente. Até agora, todo mundo está caprichando bastante nas doações, e esperamos arrecadar ainda mais até o Dia D”, concluiu a presidente.

Publicidade