Fusstat inaugura novo atrativo turístico

Entidade cria “Circuito de Luz” com enfeites de garrafa “pet” na praça Ayrton Senna

638
Ação prevê homenagem a Ayrton Senna, piloto que dá nome a praça da vila Dr. Laurindo (foto: divulgação Fusstat)
Publicidade
Da reportagem

Com o propósito de criar um novo atrativo turístico no município, o Fusstat (Fundo Social de Solidariedade de Tatuí) inaugura neste sábado, 7, às 19h, o “Circuito de Luz”, projeto que leva decoração natalina à praça Ayrton Senna, na vila Dr. Laurindo.

A cerimônia, aberta ao público, marcará o acendimento das luzes que vão compor os enfeites do espaço e deve contar com a presença de autoridades e convidados, além de apresentação do coral do Projeto Envelhecer com Qualidade de Vida.

A presidente do Fusstat, Sônia Maria Ribeiro da Silva, argumentou que a decoração temática possibilitará a criação de um novo atrativo turístico para o município no período de festas natalinas e será uma oportunidade para o desenvolvimento do turismo na cidade.

“A implantação da decoração natalina na praça será um diferencial na expansão das atividades já realizadas no local, que é frequentado por muitos, é de fácil acesso, é amplo e contempla um público que não está localizado somente no centro da cidade”, pontuou Sônia.

Ela lembrou que Tatuí integra a lista das cidades paulistas reconhecidas como MIT (município de interesse turístico) desde maio de 2017 e que a ação pode contribuir na busca pela elevação ao título de estância turística.

Publicidade

“Como Tatuí está em um movimento turístico, decidimos criar este projeto para atrair visitantes à cidade de maneira ampla. Nossa intenção é descentralizar as atrações e fazer com que as famílias conheçam outros lugares bonitos da cidade”, ressaltou.

Ela informou que a escolha da praça e o nome do projeto são uma homenagem ao piloto tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna, que faleceu há 25 anos e recebeu o título de cidadão tatuiano.

“Senna é nosso ídolo, escolheu Tatuí para seu refúgio, para seu descanso. Trouxe mais visibilidade à nossa a cidade, e acreditamos neste projeto como mais uma oportunidade de enaltecer e preservar cada vez mais a memória dele”, argumentou a presidente.

Ela acrescentou que “a forma que Senna tinha de viver, de se envolver com projetos sociais e em iniciativas que visam ajudar ao próximo, tem tudo a ver com a linha de ação do Fusstat”.

“Ele é uma personalidade que sempre deve ser lembrada, pois deixou apenas bons exemplos, sendo sempre focado na educação, na sustentabilidade e em projetos sociais. Então, acreditamos que a homenagem seja mais que merecida”, reforçou Sônia.

Conforme a presidente, a homenagem ao piloto vai estar em diversos detalhes. O principal, segundo ela, é a decoração do espaço, “que saiu do tradicional”, e as luzes, montadas para remeter a um autódromo.

“Com as luzes e os enfeites natalinos, nós recriamos um circuito de corrida, como os de Fórmula 1, que vai percorrer alguns pontos da praça até chegar ao presépio, que é o tema central do espaço”, contou Sônia.

Além da ornamentação da praça, a presidente enfatizou que o projeto também focou na sustentabilidade e na preservação do meio ambiente, por meio da reciclagem, já que todos os enfeites que compõem a decoração foram confeccionados pelos voluntários do Fusstat com garrafas “pet”.

Para que o projeto fosse concretizado, o Fusstat contou com a parceria das secretarias municipais do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, de Obras e Infraestrutura e da Educação.

Além dos voluntários da entidade, contribuíram com o projeto alunos da Emef “Professor José Tomás Borges” e empresas, como a de refrigerantes Vieira Rossi, que ajudaram na arrecadação e doação de garrafas “pet”, respectivamente.

Segundo divulgado pelo órgão, por meio da assessoria de comunicação da prefeitura, mais de 50 mil garrafas plásticas foram arrecadadas e utilizadas para a montagem, que ficará exposta durante as festividades de final de ano.

“Já começamos a planejar este projeto em fevereiro deste ano, como uma forma de homenagear Senna e contribuir com o desenvolvimento sustentável, dando uso às garrafas que iriam para o lixo, reutilizando as peças do ano passado e levando conscientização às crianças de toda a comunidade”, observou a presidente.

A educadora e coordenadora do projeto “Circuito de Luz”, Viviane Campos, reitera que as ações do projeto contribuíram para o desenvolvimento sustentável, mobilizando a Secretaria de Educação, envolvendo escola pública e voluntários na arrecadação de matéria-prima.

“O envolvimento das crianças a partir do engajamento na arrecadação, higienização e corte inicial de garrafas pets contribui na formação de adultos conscientes quanto à necessidade de preservação do meio ambiente”, avaliou a coordenadora.

Segundo Viviane, os alunos fizeram parte do processo criativo e de transformação da matéria-prima e, durante as aulas, ainda enalteceram o lema de vida do piloto homenageado, que dizia que, “para existir mudanças, é preciso educar as crianças”.

“Não foi por acaso que decidimos envolver a educação neste projeto. Como educadores, eles sempre estão voltados a essa questão da preservação e da sustentabilidade, falando da importância de se reciclar. Sempre falo que existe um mundo melhor, mas desde que a gente comece agora, com essa juventude”, completou Sônia.

Um dos grandes desafios que a sustentabilidade enfrenta na atualidade é a produção e o descarte do lixo. Entre outros materiais, o plástico leva centenas de anos para a decomposição, trazendo, assim, grande prejuízo ao meio, quando lançado como lixo.

“Acreditamos que a preocupação com a quantidade de materiais que descartamos todos os dias deve estar presente na mudança de nossas atitudes. Então, nada melhor que começar pelas crianças, que são o futuro do planeta”, apontou a coordenadora.

Em 2018, o projeto trabalhou com o reaproveitamento de 30 mil garrafas pet. Com essa quantia, foram confeccionadas uma árvore de cinco metros e meio e outra de dois metros e meio, 140 bolas natalinas e mais 23 peças estilizadas, como o presépio completo, bengalas, bonecos de neve, sinos e guirlandas.

Algumas peças foram reformadas para que pudessem fazer parte do cenário novo e os voluntários ainda reutilizaram algumas estruturas dos enfeites já existentes, para ampliar a árvore (que ficou com sete metros de altura) e criar caixas de presente, velas e novos personagens.

As atividades de confecção dos enfeites, que tiveram início em setembro, foram realizadas às sextas-feiras, nos centros de capacitação do Fusstat e em um barracão cedido na rua Juvenal de Campos.

Viviane acrescentou que, além de incentivar a preservação ambiental por meio da reciclagem, a iniciativa natalina visa “reacender nos tatuianos o sentimento de união, paz e reflexão”.

“Natal é tempo de acreditar e transformar o mundo em um lugar onde todos os nossos sonhos se tornem realidade. O projeto foi desenvolvido com a colaboração de muitas pessoas, que se juntaram para que ele saísse do papel e pudesse levar às pessoas o espírito natalino de amor e solidariedade”, reforçou ela.

Para finalizar, a presidente acentuou a participação do voluntariado no processo de produção das peças e implantação do projeto. No ano passado, o projeto mobilizou mais de 200 voluntários – neste ano, o número de envolvidos não foi contabilizado.

“Sempre digo que o Fusstat é um projeto de muitas mãos. Aqui, um sonho se torna de todos, todo mundo trabalha para alcançá-lo e é gratificante quando fica pronto. Ali (na entidade), cada um que tem a satisfação de olhar e saber que também tem um pedacinho de doação, seja de tempo, de trabalho ou outra”, enfatizou Sônia.

Publicidade