Ford demite 110, mas reafirma que permanece no município

Campo de Prova está tendo só 30% da capacidade utilizada

1101
Publicidade
Siltec
Da redação

A Ford Motor Company Brasil demitiu mais de cem funcionários do Campo de Provas de Tatuí recentemente, contudo, reafirmou que deve manter a unidade funcionando na rodovia Antonio Romano Schincariol, em Tatuí.

Em nota a O Progresso, nesta segunda-feira, 25, a empresa confirmou o desligamento de 110 funcionários e alegou que o objetivo das demissões é “tornar a unidade viável economicamente e manter a capacidade inovadora de desenvolvimento de produtos”.

Conforme a empresa, os desligamentos decorrem da subutilização da capacidade do complexo – que atualmente opera em 30% -, bem como da característica cíclica do trabalho realizado na unidade.

Em agosto, a Ford anunciou que faria readequação no quadro de funcionários da unidade como parte de um amplo processo de reestruturação organizacional. Com o anúncio, aproximadamente, 250 funcionários entraram em greve.

Na época, o Sindicato dos Metalúrgicos de Tatuí informou que reivindicava um pacote de benefícios para os trabalhadores demitidos, pois a empresa estaria realizando demissões sem compensação aos funcionários.

Publicidade
Siltec

“Todas as negociações possíveis foram realizadas com o sindicato e através da intermediação da Justiça do Trabalho, mas, infelizmente, nenhuma das propostas oferecidas foi aprovada pelos trabalhadores”, declarou a montadora.

Também em nota, a multinacional reafirma a intenção de manter as operações do Campo de Provas e ainda ressalta que a unidade “tem um rico histórico de inovações, permitindo o desenvolvimento de veículos de alta qualidade para a América do Sul e outros mercados ao redor do mundo”.

“Gostaríamos de dar continuidade a esta história, inclusive, com a oportunidade de estender essa competência a outras montadoras, na forma de prestação de serviços”, sustentou a empresa.

Ford em Tatuí

O campo de provas da Ford em Tatuí é considerado um dos mais modernos do mundo e funciona desde 1978, com instalações completas para o desenvolvimento e teste de automóveis, utilitários e caminhões, em área de 4,66 milhões de metros quadrados.

Conforme divulgado pela multinacional, as instalações situadas na rodovia Antônio Romano Schincariol contam com áreas administrativas, laboratórios, oficinas para a construção e montagem de protótipos, testes especiais e 50 quilômetros de pistas, que englobam áreas específicas para o desenvolvimento de carros e caminhões, além de uma engenharia experimental de motores.

O campo é equipado para a realização de testes de desempenho e consumo de combustível, freios, barreira de impacto (“crash-test”), penetração de água e poeira, câmara fria, cabines de névoa salina, arrefecimento, nível sonoro interno e externo, emissões, evaporação, durabilidade, construção de protótipos, dinâmica veicular, calibração e desenvolvimento de motores, entre outros.

As pistas de testes simulam as diferentes condições de ruas e estradas da América do Sul, rampas com diferentes ângulos de inclinação e estradas de terra dos mais diferentes tipos.

Além disso, o “Laboratório de Emissões” é o único da Ford na América do Sul certificado conforme a norma internacional de qualidade ISO 17025, que permite certificar veículos exportados sem que os órgãos governamentais estrangeiros precisem acompanhar os testes.

Publicidade
Siltec