Feira do Doce terá primeira ação local como Município Turístico

Prefeitura estuda criar circuito turístico com visitantes em julho

1693
Feira do Doce deste ano poderá contar com 'passeios guiados'
Publicidade
Siltec

Agendada para os dias 21, 22 e 23 de julho, a Feira do Doce será a primeira ação de Tatuí como município de interesse turístico. A “estreia” terá a criação de um circuito turístico, projeto que está sendo discutido pelo secretário municipal do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, Cassiano Sinisgalli.

“Estamos em estudos, mas queremos implantar, neste ano ainda, algo experimental”, antecipou. A ideia é reunir um grupo de visitantes da feira – de cidades da região, outros Estados e até de outros países – para realizar um passeio pela cidade.

“Queremos transportar esse pessoal que virá à feira para alguns pontos turísticos do município”, contou o secretário.

De acordo com ele, existe a possibilidade de parte do passeio contar com guia turístico. A proposta em estágio inicial pretende avaliar o potencial da feira como atrativo. Também possibilitar ao poder público e empresários a obtenção de informações que permitam melhorar os serviços a serem oferecidos.

Sinisgalli disse que, com a avaliação, a Prefeitura e os demais órgãos envolvidos terão condições de avaliar quais mudanças precisam ser feitas. “Precisamos disto para ter um norte de como serão nossas próximas atitudes”, adiantou.

Publicidade
Siltec

Com o circuito, o secretário quer fortalecer o chamado turismo receptivo. Para tanto, deve discutir com todos os setores envolvidos as ações de melhoria dos serviços.

Mais da metade dos projetos, entretanto, deve priorizar a infraestrutura do município. Segundo Cassiano, 80% dos recursos a serem recebidos pela Prefeitura devem ser aplicados na melhoria de ruas e avenidas, praças e áreas de lazer. O restante precisa ser utilizado para ações de divulgação turística.

“É importante que possamos vender a cidade e, para isso, é preciso que tenhamos os pontos turísticos em ordem, com todo o material gráfico. Queremos fazer um trabalho muito focado nisso, nos pontos existentes”, adiantou.

Conforme o secretário, algumas experiências locais devem servir de exemplo. Entre elas, a do Sítio do Carroção, único resort pedagógico do Brasil. “Temos de vender Tatuí para quem vem para cá. Atrair para os nossos pontos turísticos, como o Museu ‘Paulo Setúbal’ e o Conservatório”, acrescentou.

Outro modelo é o guia turístico e gastronômico “Tatuí Cidade Ternura”, publicado pelo jornal O Progresso. O segundo volume estará em circulação ainda neste mês e, segundo Sinisgalli, servirá de modelo para que a Prefeitura crie material próprio.

“A iniciativa do jornal é muito importante para Tatuí. Nós estamos apoiando o impresso e até pedimos para que seja lançado antes da Feira do Doce”, comentou.

Na avaliação do secretário, as ações futuras podem garantir mais renda ao município. “Acho que vai movimentar muito o comércio, o emprego em geral. O turismo exige pessoas, não tem máquina para fazer o turismo, são pessoas. Então, acreditamos muito que a cidade inteira vai ganhar com o MIT”, avaliou.

Focando no potencial turístico, Sinisgalli antecipou que a Prefeitura já estuda novos projetos. Entre eles, um festival gastronômico, ainda sem nome e data definidos.

Publicidade
Siltec