Feira de Artesanato ‘ganha’ página para retomar vendas pela internet

Associação dos Artesãos de Tatuí passa a expor produtos no Facebook

253
Canal virtual está disponível pelo link: https://bit.ly/3ewaVwt (Foto: Divulgação)
Publicidade
Da redação

Ação conjunta entre a Associação dos Artesãos de Tatuí e a prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, permitiu a criação da “Feira Virtual de Artesanato – Tatuí SP”.

Sem poder realizar a tradicional Feira de Artesanato “Tatuí Capital da Música”, na Praça da Matriz, devido à pandemia, há quase quatro meses (a última edição ocorreu entre os dias 5 e 8 de março), os associados decidiram apostar na internet para retomar as vendas.

Desta forma, na tarde de quarta-feira, 24, a Associação dos Artesãos de Tatuí lançou oficialmente uma página no Facebook para divulgação dos produtos que eram vendidos na Praça da Matriz. O novo canal virtual está disponível pelo link: https://bit.ly/3ewaVwt.

A página na rede social apresenta álbuns com imagens dos produtos artesanais, como bordado, couro, costura, escultura, macramê, renda, pintura, “patchwork”, saboaria, suvenires e bijuterias, além de alimentícios, como salgados, sucos, acarajé, churros, crepe suíço e doces caseiros.

A nova ferramenta ainda divulga os nomes e contatos dos expositores, permitindo acesso direto dos clientes interessados em comprá-los.

Publicidade

“Em meio à pandemia, a página virtual permite que os artesãos apresentem seus produtos e possam oferecê-los ao público, movimentando a economia criativa”, reforça a associação, em nota.

De acordo com o presidente da entidade, José Teófilo de Ávila, desde que as edições da Feira de Artesanato não puderam ser realizadas, as únicas vendas foram feitas aos clientes assíduos, os quais já conhecem os artesãos e os produtos.

“São clientes que já vão em busca daquilo que necessitam e adquirem. Eles já conhecem os produtos e têm os contatos dos associados, diferentemente da maioria das pessoas”, aponta.

Como a maioria não possui contato com os artesãos, o canal virtual na rede social deve facilitar esse acesso aos clientes. “Esse foi o intuito de criarmos a página no Facebook”, sustenta o presidente.

Conforme Ávila, ele e mais alguns artesãos tiveram a mesma ideia e contataram Cassiano Sinisgalli, secretário municipal do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude. Posteriormente, o fotógrafo Pablo Ruiz fez as imagens de divulgação dos produtos e a pasta disponibilizou a plataforma online.

Atualmente, a Associação dos Artesãos de Tatuí possui 30 associados. Conforme Ávila, o número de é rotativo, lembrando já ter chegado a 40 membros. Ele afirma que, pelo menos, a maioria deles já está com produtos expostos na nova página.

O presidente comenta que os associados estão esperançosos que a página provoque um “impacto financeiro positivo”. Segundo ele, muitos dos artesãos dependem exclusivamente da Feira de Artesanato para sustentar a família. “Eles estão sofrendo muito durante a pandemia”, declara.

Ele reconhece a importância da quarentena, visto que diversos associados pertencem ao grupo de risco ao novo coronavírus e têm de ficar em isolamento social. No entanto, ressalta que todos seguem produzindo durante o período, apesar da dificuldade de venda.

“Unimos o útil ao agradável: a saúde deles, mantendo o isolamento social, com a possibilidade de atrair novos clientes e alavancar as vendas”, garante o presidente.

“Com a página, teremos a oportunidade de alcançar clientes de todo o país e até do exterior. É uma ótima oportunidade de expansão”, acrescentou Ávila.

De acordo com Sinisgalli, a página no Facebook é uma vitrine. Além de atender aos munícipes, a rede social permite que os artesãos possam expandir as vendas.

Ele afirmou que, desde o início da gestão, gostaria de ter implementado uma plataforma virtual, mas que, inicialmente, a proposta não foi aceita. “Estamos em um momento oportuno para colocarmos em prática mais esse trabalho aos artesãos. Acredito que essa nova ferramenta veio para ficar”, assegura o secretário.

Sinisgalli revelou a O Progresso que, na terça-feira, 23, fechou duas parcerias com o empresário Jeferson Gabriel de Almeida, proprietário da DJ System Automação Comercial e do aplicativo Lambretinha Delivery.

Segundo o secretário, em breve, a DJ System irá elaborar, gratuitamente, um aplicativo da Feira do Artesanato, disponibilizando um cardápio com as fotos e descrições dos produtos e telefones dos artesãos.

“Já tínhamos os materiais de divulgação prontos por conta da página e encaminhamos à empresa, que deverá criar o sistema e o layout. Acredito que, em algumas semanas, iremos lançar o aplicativo da Feira do Artesanato”, adiantou Sinisgalli.

Os associados que ainda se interessarem podem se inscrever no aplicativo “Lambretinha”. Segundo o titular da pasta, os artesãos terão quatro meses de carência e somente depois desse período, caso queiram continuar na plataforma, passarão a pagar uma taxa.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome