Etec ‘Sales Gomes’ está entre as 60 melhores colocadas no Enem 2018

    Entre as 50 melhores escolas estaduais do Brasil, 32 são unidades técnicas

    1734
    Coordenador Renato Walter fala sobre o resultado da unidade de Tatuí (foto: Diléa Silva)
    Publicidade
    Siltec
    EleService institucional
    Anglo
    Alessandra Bonilha, dra

    O cruzamento dos dados do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), publicado no site do jornal Folha de S. Paulo, dia 18 de junho, coloca a Etec (Escola Técnica) “Sales Gomes” na lista das 60 escolas públicas estaduais do estado de São Paulo melhores colocadas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2018.

    Desde 2017, o Inep, ligado ao MEC (Ministério da Educação) e responsável pelo Enem, não divulga os resultados por escola. Os dados estão disponíveis apenas por alunos, no site da instituição.

    O levantamento divulgado pela Folha se baseou na média das quatro áreas da prova objetiva (linguagens, matemática, ciências da natureza e ciências humanas), sem contar redação.

    Foram excluídas dos resultados as escolas com menos de dez alunos do terceiro ano do ensino médio e aquelas que tiveram participação inferior a 50% do total de seus estudantes na prova, seguindo critérios do MEC relativos a anos anteriores.

    A média geral da unidade tatuiana neste ano foi de 681,85 (superior à nota registrada em 2017, de 586,46). Este desempenho também a fez figurar em primeiro lugar entre as escolas públicas estaduais do município.

    Publicidade
    EleService institucional
    Anglo
    Siltec
    Alessandra Bonilha, dra

    O coordenador do ensino médio e do Etin (Ensino Técnico Integrado ao Médio) da ‘Sales Gomes’, Renato Walter, destacou que a melhora na nota do Enem é atribuída aos conteúdos oferecidos no curso regular de ensino médio da Etec e também a um trabalho voltado especificamente aos exames.

    Segundo ele, para reforçar o estudo, há aproximadamente sete anos, são realizadas aulas preparatórias, focadas especialmente na prova. Nesse projeto, professores trabalham junto aos alunos do terceiro ano com temas focados em vestibulares e na prova do Enem.

    “Os nossos professores dão as aulas, mas, se precisar de um reforço em uma determinada matéria, a gente procura alguém que possa nos ajudar e sanar todas as dúvidas dos estudantes”, contou o coordenador.

    Nas aulas preparatórias, os alunos recebem conteúdo avançado de matemática, biologia, química, física, geografia, redação e outras disciplinas abordadas também no Saresp (Sistema de Avaliação de Rendimento Escolar do Estado de São Paulo).

    “No ensino técnico, nos preocupamos em formar o aluno para o mercado de trabalho e também para o vestibular, caso ele queira estar ingressando em uma universidade pública ou particular, buscando mais capacitação”, apontou Walter.

    O coordenador ainda atribui a conquista ao corpo docente da Etec. “Nestes anos, nós tivemos muito apoio de vários professores, e estamos vendo que está tendo resultado. Para a escola, é um orgulho saber que estamos entre as 60 melhores”, observou.

    “E, é claro, o rendimento dos alunos não só teve apoio da coordenação do ensino médio, mas também da orientação educacional, da diretoria, da coordenação pedagógica e dos demais coordenadores que nos ajudam organizando as aulas. Um trabalho em equipe faz a diferença”, completou o coordenador.

    Walter lembra que, embora a finalidade principal do Enem seja avaliar o desempenho escolar e acadêmico ao fim do ensino médio, o resultado também é usado como mecanismo de acesso ao ensino superior. O exame é aplicado anualmente.

    Com os resultados, os candidatos podem se inscrever em programas do governo que ofertam vagas em universidades públicas, bem como em programas de bolsa de estudo e financiamento, como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fies.

    “A nota do Enem faz a diferença para os estudantes, seja no ingresso de uma faculdade pública ou particular. Têm algumas universidades e faculdades em que a nota do Enem já substitui o vestibular. Então, para eles, já um grande passo”, acentuou o coordenador.

    A média elevada obtida no Enem e a colocação da Etec na lista das melhores de São Paulo também geram reações junto aos estudantes. Para o coordenador, o resultado funciona como um estímulo.

    “E é muito gratificante ver o resultado depois que eles realizam a prova. Principalmente, os ver entrarem na faculdade e, depois, virem agradecer a escola. Essa é a nossa maior recompensa. O nosso maior prazer é saber que todo o trabalho desenvolvido aqui dentro está dando resultado”, argumentou o coordenador.

    Para 2019, a meta é atingir nota ainda melhor e ir aumentado a colocação ao longo dos anos. Conforme Walter, as aulas focadas no exame devem ter início no segundo semestre, depois que os alunos voltarem do período de férias, dia 23 de julho.

    Para a diretora da escola, Beatriz Soares Amaro, a nota obtida no exame é uma consolidação do trabalho realizado pela unidade. “Isso vem provar que a gente está fazendo um bom trabalho. Embora os alunos fiquem oito aulas aqui por dia – em uma carga horária pesada -, eles conseguem estudar e manter boas notas no Enem”, comentou.

    As escolas técnicas estaduais, de maneira geral, tiveram destaque no Enem de 2018. Os dados do Inep ainda mostram que as 25 melhores escolas públicas da capital e 32 das 50 melhores escolas estaduais do Brasil são Etecs.

    Mais uma vez, a Etec São Paulo, conhecida como Etesp, figura como a melhor escola pública da capital. Entre todas as escolas estaduais do Brasil, a Etesp é a sexta colocada e, entre as melhores públicas do estado, aparece em terceiro lugar.

    Da lista das 60 melhores públicas do Estado, 44 são Etecs, sendo 10 unidades na Região Metropolitana de São Paulo, como a Etec Presidente Vargas, de Mogi das Cruzes (oitavo lugar). Também se destacam 13 Etecs da capital, entre as quais, a Guaracy Silveira e a Irmã Agostina, em 12º e 13º lugar, respectivamente.

    Publicidade
    Siltec
    Alessandra Bonilha, dra
    Anglo
    EleService institucional

    DEIXE UMA RESPOSTA

    entre com sua mensagem
    entre com seu nome