Estudantes da Fatec querem instalação de espaço didático

232
Publicidade





Alunos do curso de produção fonográfica da Fatec (Faculdade de Tecnologia “Prof. Wilson Roberto Ribeiro de Camargo”), de Tatuí, realizaram, na tarde do dia 30 de janeiro, um protesto para reivindicar soluções, por parte da administração do Centro “Paula Sousa”, para a falta de equipamentos e materiais digitais necessários ao curso.

A manifestação foi realizada por alunos de seis salas do curso de tecnólogo de produção fonográfica, do período vespertino. O curso, que enfatiza a produção musical, foi criado em 2009 e não disponibiliza de um estúdio de áudio apropriado para os estudos práticos. Entre as várias exigências estruturais levantadas pelos estudantes, a criação desse espaço foi a mais enfatizada.

Segundo Mauro Tomazela, diretor da Fatec, é “legítima” a reivindicação. “Mas, por outro lado, temos que respeitar a tramitação jurídica e não podemos ‘atropelar’ o processo”, disse ele.

O responsável pela unidade argumenta, também, que os procedimentos administrativos não são as únicas barreiras para a criação do espaço de estudos.

Publicidade

“Existe, há dois anos, o processo de aquisição de equipamentos para o estúdio. Mas, também, existe a dificuldade para consegui-los, porque a maioria dos produtos é importada”, conta.

De acordo com a estudante Natália Ferlin, este não foi o primeiro protesto. A aluna de 29 anos conta que foi realizado, em 2013, a primeira paralisação.

Entretanto, equipamentos imprescindíveis para as aulas ainda não foram adquiridas e isto gerou o novo protesto, além da redução no numero de alunos. “A evasão acadêmica está sendo grande devido à espera do material necessário para andamento do curso”, disse ela.

A universitária ressalta que algumas disciplinas só foram aplicadas graças aos equipamentos cedidos pelos próprios colegas de classe. “Muitas aulas são ministradas a partir do esforço dos próprios alunos e professores”, afirmou Natália.

Tomazela afirma que a aquisição do material é de responsabilidade do Centro “Paula Sousa”. A autarquia do governo estadual, que está ligada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação, é responsável por administrar escolas e faculdades técnicas do Estado.

O Centro, por sua vez, informa que as medidas para a implantação do estúdio estão sendo concluídas. “A instituição está trabalhando para aprimorar o laboratório/estúdio do curso de produção fonográfica na Faculdade de Tecnologia do Estado (Fatec) Tatuí”, finalizou.


Publicidade