Equipe do Samu tem curso de suporte a ví­timas de traumas

560
Publicidade





Os integrantes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) de Tatuí participaram do curso “Suporte Pré-hospitalar de Vida no Trauma” (PHTLS – “Prehospital Trauma Life Support”). A capacitação foi realizada nos dias 16 e 17 de janeiro, em São Caetano do Sul. Participaram do curso sete enfermeiros e dois médicos.

O PHTLS sistematiza um protocolo universal de atendimento seguido no mundo inteiro, na condução de traumas hospitalares, e aborda aspectos relevantes da prevenção, biomecânica, anatomia e fisiopatologia dos diversos sistemas envolvidos nas lesões.

O curso foi ministrado pela especialista em medicina de urgência Junia Shizue Sueoka, coordenadora do Grau (Grupo de Atendimento e Atenção às Urgências e Emergências), da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e do Grupamento Aéreo Águia.

As atividades práticas, ponto forte do curso, permitem exercitar, em situação simulada com bastante realismo, o atendimento ao traumatizado, dentro do princípio de realizar, no local, apenas as intervenções necessárias.

Publicidade

O PHTLS preconiza evitar a perda de tempo no local, minimizando o dano ao traumatizado grave. Após as aulas práticas, teóricas e avaliações, o grupo de Tatuí foi aprovado e recebeu o certificado pela American Hearth Association, reconhecido internacionalmente.

Segundo a coordenadora municipal de Urgência e Emergência do Samu de Tatuí, Roberta Lodi Molonha Machado, a abordagem sistematizada evita lesões despercebidas, melhorando o prognóstico e diminuindo mortes evitáveis.

“A grande vantagem é que ele permite uniformizar a linguagem e prestar atendimento sistematizado à vítima de trauma, evitando perder tempo ou deixar de dar, em cada momento, o melhor atendimento possível. Quando o atendimento é feito, desde o início, de forma adequada, melhora muito o prognóstico do doente traumatizado, que é o objetivo do atendimento“, completou.


Publicidade