Equipe de Saúde faz ‘Zumba Rosa’ para prevenção ao câncer

245
Publicidade





Equipe da UBS (unidade básica de saúde) “Dr. Medardo da Costa Neves” realiza, dia 18, ação inédita no município. Trata-se da primeira edição da “Zumba Rosa”, atividade que acontece dentro da campanha “Outubro Rosa”.

A ação visa alertar sobre o câncer de mama, os tipos mais comuns da doença entre as mulheres no Brasil e no mundo. Conforme a organização, o câncer de mama é o mais frequente depois do melanoma (câncer de pele).

A doença responde por 25% dos novos casos de câncer a cada ano. Ela também acomete homens, mas em percentual “mais raro” (1% do total de confirmações).

De acordo com a equipe atuante na programação da atividade, que mescla conscientização e atividade física, o câncer de mama tem incidência crescente e progressiva em pessoas com mais de 50 anos. Raramente, ocorre antes dos 35.

Publicidade

“Existem vários tipos de câncer de mama. Alguns evoluem de forma rápida, outros, não. A maioria tem bom prognóstico se diagnosticado precocemente”, declarou a enfermeira Pauliane de Souza Jardim Pires de Melo.

Juntamente com mais uma enfermeira, uma auxiliar de enfermagem, quatro agentes comunitárias de saúde e dois médicos (um ginecologista e um médico da família), a profissional realizará uma “roda de conversa” com as mulheres que frequentam a aula de zumba no CEU (Centro de Artes e Esportes Unificados) “Victor Hugo da Costa Pires”.

O encontro tem início a partir das 9h. As alunas serão convidadas a participar da aula vestidas de rosa, a cor tema da campanha. “Abordaremos a importância da prevenção, do autoexame e da realização da mamografia para o diagnóstico precoce”, explicou a enfermeira.

Segundo adiantou Pauliane, a equipe fará a solicitação de exames de mamografia para as mulheres com mais de 40 anos que compareceram ao evento.

Além dela, a equipe organizadora é composta pela enfermeira Vanessa Momberg Graziano; auxiliar de enfermagem Valquíria Machado Vieira; agentes comunitárias de saúde Edna Machado dos Santos, Elisabeth Gonçalves, Haylce Campos e Riselly Garcia; e pelos médicos Bruno Orsi e Arnaldo Leite.


Publicidade