Ensaios abertos e apresentação dão continuidade í  ‘maratona’

281
Publicidade

 

Dois ensaios abertos e uma apresentação dão continuidade à “maratona” promovida pelo setor de artes cênicas do Conservatório de Tatuí. As atividades acontecem em diversos ambientes da instituição, considerada a maior da América Latina.

A maratona é composta, ainda, por oficinas e tem ações que vão até o final deste ano. São, ao todo, 50 atividades, todas gratuitas, a serem realizadas no teatro “Procópio Ferreira”, à rua São Bento, 415, e no próprio setor de cênicas, à rua 15 de Novembro, 63/65. A coordenação é de Fernanda Mendes.

As ações começaram no dia 5 de outubro, uma quarta-feira, com apresentação do espetáculo “(In)Cômodo”. A peça foi encenada pelos alunos do curso de aperfeiçoamento, com “provocação” de João Fabbro. Ela se passa nos diferentes cômodos do prédio do Conservatório (inclusive no banheiro) e é restrito a dez pessoas por sessão de apresentação, com agendamento prévio.

“São questões, inquietações, (in)cômodos nossos (talvez de todos nós). Não os teremos enquanto público, daquele que vai ao teatro e senta em poltronas macias para um deleite passivo da obra”, afirma o elenco em nota à imprensa.

Publicidade

“Nossos convidados são visitantes de um nosso universo íntimo, sendo assim, venham preparados para breves deslocamentos. Não precisam jantar antes do encontro. Ofereceremos alimentos de corpos e almas não dualísticos, mas integrados”, destacam.

(In)Cômodo tem no elenco Iêda Claudia, Jeferson Rodrigues, Maria Taddei, Kaique Evoé e Rogério. O espetáculo registrou mais duas apresentações no mês passado e terá, neste mês, outras três. Elas acontecem nos dias 16, 23 e 30 de novembro. O agendamento para assistir à encenação é feita pelo telefone 3259-1844.

Também nesta semana, na quarta-feira, 16, o Conservatório recebe ensaio de mais um espetáculo. “O Homem de La Mancha”, de Dale Wasserman, será apresentado pelos alunos do segundo ano do curso de teatro juvenil, sob direção de Erica Pedro e Adriana Afonso. Os ensaios abertos acontecem às 15h também na quarta-feira da semana que vem, dia 23, na Sala Preta.

A peça é baseada na obra “Dom Quixote”, um clássico de Miguel Cervantes. Nela, Cervantes fora preso pela Inquisição e para escapar da fogueira o governador instala um julgamento.

Cervantes organiza sua defesa convidando os outros presos a encenarem com ele uma peça de teatro sobre a última viagem do fidalgo Dom Quixote, em suas aventuras e busca incansável pelo amor de Dulcinéia. O espetáculo é recomendado para maiores de 10 anos.

No elenco, estão: Silvio Zanchetta, Ineke Lopes, Beatriz Cassemiro, Laune Cardena, Tiffany Oliveira, Fernanda Medeiros, Marina Marques, Josué Laranjeira, Vinícius Oliveira, Bruno Assunção, Vinícius Mello e Washington Domingues.

A direção é de Erica Pedro e Adriana Afonso sobre texto original de Dale Wasserman. A música é de Mitch Leigh, com letras de Joe Darion e tradução de Paulo Pontes e Flávio Rangel.

A cenografia é de Jaime Pinheiro e Erica Pedro, com figurinos de Carlos Alberto Agostinho com Maria José da Silva (costureira). A iluminação é de Adriana Afonso e Thiago Leite, com operação de luz de Lilian Dallava e Welinton Rodrigues.

A maquiagem é de Edson Braz, tendo atuação da equipe de maquiagem formada por Catharina Boldt, Fernnanda Késia, Isabela Alomba, Tamy Carvalho, Tati Villega, Washington Domingues, Welinton Rodrigues, William Tarossi, Beatriz Faria de Camargo Miguel, William Rocha e Lilian Dallava.

A coreografia é de Vinicius Oliveira e a direção musical, de Joseval Paes. Atuam como músicos Joseval Paes (violão e piano), Wellison Rezende (violão), Guilherme Freitas (bateria), Léo Rios (contrabaixo), Pablo Marques e Tiago Estevão (trompetes), Fabrício A. Vieira (trombone), Malu Marzagão (flauta) e David Peña (saxofone).

Outra atração da maratona é a montagem “Espoleta”, que tem dois ensaios abertos neste mês. A peça, de Marcelo Romagnoli, será dirigida por Dalila Ribeiro e Erica Pedro e apresentada pelos alunos do terceiro ano do curso de teatro juvenil. Os ensaios abertos serão na Sala Preta, às 15h, nos dias 18 e 25 deste mês.

“Espoleta” conta as confusões do criado Espoleta, que trabalha para a família do Barão Torquato de Fu-Fru. Ele promete ao desafinado patrão uma ópera em seu castelo.

Mas, tentado a economizar algumas moedas, contrata uma trupe mambembe para a tal apresentação. O jeito brasileiro da trupe se mistura com o erudito da família, e tudo isso permeado por uma linda história de amor. A classificação é livre.

No elenco, estão: Gabriel Almeida, Victor Hugo Vieira, Maria Clara Riciolli, Eduarda Santos, Luana Oliveira, Larissa Antunes, Maiara Franco, Leonardo Novaes, Sara Rodrigues, Erica Franze, William Rocha, Vinícius Mello, Catharina Boldt e Lilian Dallava.

A direção é de Dalila Ribeiro e Erica Pedro, com cenografia de Jaime Pinheiro e figurinos de Carlos Alberto Agostinho com Maria José da Silva (costureira).

Thiago Castro Leite assina a iluminação, com operação de luz de Fernnanda Késia e Rodrigo Cotrim. A maquiagem é de Edson Braz, com realização da equipe de maquiagem formada por Catharina Boldt, Fernnanda Késia, Isabela Alomba, Tamy Carvalho, Tati Villega, Washington Domingues, Welinton Rodrigues, William Tarossi, Beatriz Faria de Camargo Miguel, William Rocha e Lilian Dallava.

Tati Villega e Vinicius Oliveira dividem o trabalho de coreografia; a direção musical é de Joseval Paes com preparação vocal de Edmo Perandin. Do espetáculo, também participam os músicos Joseval Paes e Wellison Rezende (violões), Felipe Deleon (trompete e saxofone) e Mattheus Lima (percussão).

 

Publicidade