DMU estende período educativo do novo programa de gestão de vagas

Mais de 2.000 temporizadores serão distribuídos durante primeiro mês

636
Gestão de Vagas está sendo implantado em modo piloto (foto: Eduardo Domingues)
Publicidade

O Departamento Municipal de Mobilidade Urbana, da Secretaria de Segurança Pública e Mobilidade Urbana, estendeu para até o dia 3 de fevereiro o período educativo para informar sobre o novo “Sistema de Gestão de Vagas” de estacionamento.

De acordo com o diretor da pasta, Yustrich Azevedo Silva, isso significa que as multas e autuações aos motoristas que desrespeitarem as novas regras só começarão a serem aplicadas no dia 4 de fevereiro – primeira segunda-feira do mês.

O SGV está sendo realizado como um modo piloto no município desde o dia 1º dezembro e permite o estacionamento gratuito por uma hora na região central da cidade, com o uso do cartão “relógio”, em locais estabelecidos pelo DMU.

A previsão era iniciar as autuações no dia 2 de janeiro – após levar as novas regras ao conhecimento dos usuários. “Por enquanto, estamos ainda fazendo a orientação nos pontos em que há necessidade deste uso; depois disso, os agentes passarão a aplicar multa aos motoristas que não respeitarem o tempo máximo permitido”, ressaltou o diretor.

Conforme levantamento divulgado a O Progresso, em um mês, foram distribuídos 2.150 cartões temporizadores. A entrega está sendo realizado pelos agentes de trânsito na sede do DMU. O motorista recebe o material gratuitamente, junto com um panfleto explicativo. A expectativa é de se entregar 10 mil “relógios” no município.

Publicidade

Silva explica que, ao estacionar, o motorista deve colocar o “relógio” no painel do carro, assim como o cartão do idoso e da pessoa com deficiência, indicando o horário exato em que entrou na vaga.

O estacionamento é válido de segunda-feira a sábado, das 8h às 18h, sendo fiscalizado pelos agentes municipais de trânsito, com o tempo de uso controlado a partir do cartão. As vagas podem ser utilizadas por qualquer motorista, desde que devidamente identificado.

Além das 200 “vagas rápidas” já existentes, foram criados mais 80 espaços de uso limitado em uma hora. Com a implantação do novo método, haverá uma forma de “rodízio”, permitindo que mais pessoas usem o espaço.

As vagas estão localizadas na rua 15 de Novembro, entre as ruas 13 de Maio e Capitão Lisboa; nas ruas José Bonifácio e Coronel Aureliano de Camargo, entre as ruas 15 de Novembro e Santa Cruz; e na rua Capitão Lisboa, entre a 7 de Maio e a 11 de Agosto.

A meta da secretaria é implantar mais 200 espaços até o final do período de experiência. Com as vagas rápidas, que já estão em funcionamento desde 2017, serão mais de 300 espaços em forma de rodízio.

Para evitar fraudes, agentes de trânsito serão designados para fiscalizar os espaços. A multa para os infratores é considerada grave, segundo o artigo 181 do Código de Trânsito Brasileiro, o que implica em pagamento de R$ 195,23 e cinco pontos na carteira de habilitação.

Para retirar o cartão, o munícipe deve apresentar uma cópia da Carteira Nacional de Habilitação e do comprovante de endereço no DMU, situado na rua 11 de Agosto, 28, centro, de segunda-feira a sexta-feira, em horário comercial. O uso do “cartão-relógio” será obrigatório nas vagas regulamentadas, sendo permanente e não descartável.

A entrega também será realizada durante o próximo sábado, 26, na Praça da Matriz. “Nossos agentes estarão distribuindo os ‘reloginhos’ lá também. Se a população quiser, é só passar por lá para retirar”, concluiu o diretor.

Publicidade