Cruzeiro de 1966

338
Publicidade





Esse é o time do Cruzeiro campeão da Copa Brasil (agora Copa do Brasil) de 1966, quando fez jogos históricos com o Santos e foi uma grande surpresa. Uma formação com jogadores desconhecidos, exceto, Procópio, que havia atuado no Fluminense, Palmeiras e São Paulo, e o atacante e artilheiro Evaldo, ex-Fluminense. A partir daí, nomes como Tostão, Dirceu Lopes, Wilson Piazza e o goleiro Raul passaram a ser vistos como grandes do futebol daqueles tempos.

Orientados por Airton Moreira, irmão dos renomados treinadores Zezé e Aimoré Moreira, a equipe azul mostrou, então, a eficiência do futebol mineiro.

A imprensa da época, focada somente no eixo Rio-São Paulo, passou a olhar o futebol mineiro, e também o futebol gaúcho, com maior interesse.

Com isso, um campeonato nacional de futebol, a partir de então, passou a ser delineado. Havia bom público, bons times e espetáculos que chamavam a atenção.

Publicidade

Organizou-se o torneio “Roberto Gomes Pedroza”, chamado de “Robertão”, e, em 1971, outro clube mineiro, o Atlético, ganharia o primeiro, de fato, campeonato nacional de futebol, seguindo, assim, a mostrar o potencial do futebol de Minas Gerais.

A foto mostra em pé: Néco, Pedro Paulo, William, Procópio, Wilson Piazza e Raul. Agachados: Natal, Tostão, Evaldo, Dirceu Lopes e Ilton Oliveira. Grande e inesquecível formação, que está na história do clube e do futebol brasileiro.

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade


Publicidade