Covid-19 tem novo recorde com 114 casos confirmados nos últimos 7 dias

Por outro lado, no mesmo período, taxa de letalidade tem queda de 50%

374
Publicidade
Da reportagem

Entre o sábado passado, 4, e a sexta-feira, 10, o município registrou novo recorde de contágio pela Covid-19, com 114 novos casos confirmados. Em números, o pico representa a pior semana epidemiológica desde o início da pandemia.

Conforme dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, o índice representa aumento de 84% em relação ao registrado na semana anterior (de 27 de junho a 3 de julho), quando foram notificados 62 novos casos. O recorde anterior havia sido na semana de 20 a 26 de junho, com 94 casos positivos.

Já a taxa de letalidade da Covid-19 teve queda de 50% com relação à semana anterior. De 27 de junho a 3 de julho, foram notificadas quatro mortes pela doença. Nos sete dias seguintes, houve dois novos óbitos.

As duas mortes confirmadas pela doença são de duas mulheres, de 80 e 68 anos, e foram anunciadas na manhã de quinta-feira, 9. Segundo a VE, a idosa de 80 anos estava internada na Santa Casa de Misericórdia e a outra mulher, no Hospital Regional de Sorocaba.

O número de mortes representa 4,82% do total de casos confirmados da doença, sendo 15 homens (dez acima dos 60 anos e cinco entre 39 e 59 anos) e 14 mulheres (13 na faixa dos 60 anos).

Publicidade

A média de diagnósticos do período foi de 16,2 infectados a cada 24 horas. Somente nos últimos três dias, a cidade recebeu 244 novas notificações, das quais 85 foram confirmadas e 139, descartadas.

Até terça-feira, 7 (data de fechamento da edição anterior), a cidade somava 2.214 notificações por Covid-19, sendo 124 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 1.573 descartados e 517 positivos, com 27 óbitos pela doença.

Já na tarde de sexta-feira, 10, conforme o boletim epidemiológico mais recente, divulgado por volta das 11h, o município somava 2.458 notificações, sendo 144 casos suspeitos aguardando resultado dos testes, 1.712 descartados e 602 positivos.

Dos casos confirmados, 471 pacientes estavam recuperados, 29 morreram e 102 ainda estavam em tratamento, sendo 17 em hospitais e 85 em casa. Dos casos suspeitos, 144 estavam em tratamento, sendo 13 em hospitais e 131 em casa.

Somente na sexta-feira, foram notificados 49 novos casos positivos (23 homens e 26 mulheres), todos com quadros estáveis e em tratamento domiciliar; 118 novos casos suspeitos (46 homens e 72 mulheres); e 77 descartados (28 homens e 49 mulheres).

A ocupação de leitos clínicos de internados por Covid-19 ou suspeitos na Santa Casa de Misericórdia era de 68% e a ocupação da UTI, por pacientes com Covid-19 ou casos suspeitos, era de 80%.

Estavam internados, na Santa Casa, 23 pacientes, sendo oito pacientes na UTI, com quadros que inspiravam cuidados (sete positivos e um suspeito), e 15 no isolamento (quatro positivos e 11 suspeitos).

No hospital particular, estavam internados sete pacientes, sendo dois na UTI (positivos para a Covid-19), com quadros que inspiravam cuidados, e cinco no isolamento (quatro positivos e um suspeito).

Publicidade