Cooperativa de Consumo processo seletivo para programa social de 2019

763
Luciana Benteo, analista de responsabilidade social da Coop (foto: AI Coop)
Publicidade

A Coop – Cooperativa de Consumo já está recebendo projetos de instituições assistenciais instaladas no Grande ABC e interior de São Paulo para concorrerem à chance de ser uma das contempladas no programa de responsabilidade social de 2019. Neste ano, a verba aprovada é de R$ 360 mil.

De acordo com Luciana Benteo, analista de responsabilidade social da Coop, o processo seletivo se estende até 17 de maio e os projetos devem detalhar, de forma clara, os objetivos sociais, as necessidades da instituição e as metas a serem atingidas.

Os dirigentes ainda devem enviar uma série de documentos e demais requisitos que podem ser conferidos no site da cooperativa (https://www.portalcoop.com.br/institucional/responsabilidade-social/programa-de-beneficios-a-entidades/).

Em 2018, o programa atendeu 19 entidades beneficentes das cidades de Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires, São José dos Campos, Sorocaba, Tatuí e Piracicaba, “cumprindo assim o compromisso da Coop de favorecer o desenvolvimento sustentável das comunidades onde está instalada”, conforme divulgado pela assessoria de comunicação da cooperativa.

Desde que foi lançado em 2002, o programa já beneficiou 258 instituições com recursos de R$ 5 milhões, dinheiro doado pelos cooperados durante as assembleias ordinárias anuais.

Publicidade

A mesma política será aplicada neste ano, ou seja, o dinheiro deve ser empregado pelas entidades em obras de reformas e ampliações da sede ou em aquisições de equipamentos, mobiliários e materiais pedagógicos que possam aprimorar a qualidade de vida dos assistidos.

“Estão descartados projetos que reivindicam a doação para pagamento de salários dos funcionários, encargos trabalhistas ou para as despesas do dia a dia, como cestas básicas ou fraldas, por exemplo”, ressalta Luciana.

Na seleção das entidades, serão priorizadas aquelas que ainda não foram atendidas ao longo dos 17 anos de implantação do programa e cujos projetos estejam enquadrados na proposta defendida pela Coop: a transformação e a promoção social das parcelas da população em situação de vulnerabilidade social. O valor máximo para aporte é de R$ 20 mil.

O envio da proposta de projeto e dos documentos deve ser dirigido, via Correios, para a rua Conselheiro Justino, 56, bairro Campestre – 09070-580 – Santo André – SP, aos cuidados da área de Responsabilidade Social.

Para mais informações, deve-se acessar o portal da Coop na Internet ou a Central de Relacionamento (0800 7722667), em dias úteis, de segunda-feira a sexta-feira, das 8h às 17h.

Publicidade