Coop anuncia investimentos de R$ 147 milhões em 2019

209
Publicidade

Confiante na retomada do consumo, a Coop – Cooperativa de Consumo iniciou 2019 bastante otimista. Com investimento de R$ 147 milhões – mais que o dobro dos R$ 60 milhões aplicados em 2018 -, a rede pretende abrir três novas lojas e outras sete drogarias de rua, além de reformar quatro unidades e lançar seu aplicativo para reforçar o relacionamento com seus clientes.

A virada do consumo, segundo o presidente executivo Marcio Valle, vem dando sinais desde o segundo semestre de 2018, período em que as vendas apresentaram crescimento entre 3% e 4% acima da inflação do período.

“O consumidor está voltando ao mercado de forma muito moderada, mas está voltando”, destacou Valle. Com o desempenho positivo dos últimos seis meses, a Coop deve fechar 2018 com crescimento entre 2% e 3% em relação ao ano passado e faturamento na ordem de R$ 2,2 bilhões.

Outro destaque a comemorar foi a conquista de 60 mil novos cooperados, “sinal de que a proposta de valor da Coop tem atendido a um grupo importante de pessoas”, conforme ressaltado pela assessoria de comunicação da cooperativa.

Tanto que 817 mil cooperados realizaram compras nas lojas e drogarias da rede ao longo do ano, fluxo 4% maior do que 2017.

Publicidade

O número poderia ter sido maior caso o projeto da loja Giovanni Pirelli, prevista para ser inaugurada no ano passado em Santo André, tivesse saído do papel.

Por conta de entraves burocráticos relacionados à liberação das obras, a Coop deixou de cumprir o cronograma estabelecido e já repensa buscar novos locais na cidade para futuros investimentos.

De acordo com o executivo, as duas unidades contempladas no planejamento estratégico de 2019 ainda não têm endereços definidos e, das sete drogarias previstas, quatro já têm localizações confirmadas.

Uma delas abre as portas no primeiro trimestre no Mauá Plaza Shopping, em Mauá, e as demais, em Santo André, São Bernardo e São Caetano, até julho.

Mesmo com a concorrência acirrada que vem acontecendo no mercado “farma”, as drogarias da rede apresentam bom desempenho e já respondem por 16% do fornecimento geral da Coop.

“Nosso projeto de expansão das unidades de rua continua sendo um negócio promissor, até pela sinergia que há com a operação das lojas de supermercados e pelo nosso conhecimento do ramo”, explicou Valle, acrescentando que “tudo isso garante competitividade para concorrer com os maiores”. A nova previsão da empresa é chegar em 2023 com 104 drogarias, entre internas e de rua.

“Ao mesmo tempo em que a marca expande no segmento farma, a Coop não desvia os olhos de suas lojas de supermercados”, segue a assessoria.

Do investimento previsto para 2019, R$ 35 milhões serão empregados na reforma das lojas Pereira Barreto, Carijós (Santo André), Café Filho (São Bernardo) e Morumbi (São José dos Campos).

Além disso, os projetos pilotos que deram largada em 2018, como a loja da Swift, cafeteria e restaurante em parceria com a Nestlé, tendem a expandir para demais lojas da rede.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome