Conservatório de Tatuí recebe a Jazz Sinfônica Brasil e o Trio Corrente

Programação terá master classes e concerto no teatro ‘Procópio Ferreira’

838
A Sinfônica Brasil, recebida no “Procópio Ferreira” nesta terça-feira (foto: Joca Duarte)
Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova

O Conservatório recebe nesta terça-feira, 19, a orquestra Jazz Sinfônica Brasil – ambas instituições da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do governo do Estado.

O grupo convidado fará master classes às 15h30 e um concerto às 20h, com participação do Trio Corrente, conhecido por unir a tradição dos trios de samba-jazz dos anos 1960 à criatividade do jazz moderno. Todas as atividades terão entrada gratuita.

Com formação “singular”, a Jazz Sinfônica une a orquestra dos moldes eruditos a uma big band de jazz. “O resultado é uma sonoridade exclusiva, que encanta a plateia por onde passa com seus arranjos contemporâneos e únicos”, conforme a assessoria de comunicação do CDMCC.

Um dos grandes nomes da orquestra, responsável por transformar as melodias populares de compositores brasileiros em arranjos sinfônicos, foi Cyro Pereira (1929-2011), maestro dos Festivais da Record dos anos 1960 e um dos fundadores do grupo.

A Jazz Sinfônica Brasil se apresenta em concertos regulares na capital e interior do estado. Entre outros, já tocou com Tom Jobim, Milton Nascimento, Gal Costa, João Bosco, Toquinho, Paulinho da Viola, Daniela Mercury, John Pizzarelli, Stanley Jordan, Gonzalo Rubalcaba, Dee Dee Bridgewater e Paquito D’Rivera.

Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova

Participou de eventos com exibições de filmes, como Encouraçado Poterkin e Metrópolis, tocando trilha ao vivo. No cinema, também ganhou p primeiro documentário, em 2011: “A Nave – Uma Viagem com a Jazz Sinfônica de SP”.

A orquestra é administrada pela Fundação Padre Anchieta – TV Cultura e tem direção artística e geral de Antonio Ribeiro.

O Trio Corrente foi formado em 2001 pela união do baterista Edu Ribeiro, do pianista Fabio Torres e do contrabaixista Paulo Paulelli. Desde então, interpreta, de “forma única”, os clássicos do choro e da MPB, além de desenvolver crescente repertório autoral.

Trio Corrente foi formado em 2001, e desde então, interpreta, de “forma única”, os clássicos do choro e da MPB (foto: AI Conservatório)

“Com o primeiro álbum, ‘Corrente’, gravado em 2005, os músicos ocuparam um espaço vago na cena instrumental brasileira, tornando-se referência no estilo”, ainda segundo a assessoria. De lá para cá, o Trio gravou mais três álbuns.

Concerto

O concerto de terça-feira terá no repertório obras  como “Lavadeira do Rio” (Lenine), “Lília” (Milton Nascimento), “Vou festejar” (Dida e Jorge Aragão), “Entardecer & Baião Doce” (Paulo Paulelli), “Garota de Ipanema” e “Modinha” (Tom Jobim e Vinícius de Moraes), “Venezuelana” (Fabio Torres), “Cebola no Frevo” (Edu Ribeiro), “Refém da Solidão” (Paulo Cesar Pinheiro e Baden Powell), “O Bem do Mar” (Dorival Caymmi) e “Choros Concertantes para Trio e Orquestra” (Alexandre Mihanovich), dedicada à orquestra Jazz Sinfônica e ao maestro Cyro Pereira.

A regência é do maestro Guga Petri, um dos maiores nomes da regência no Brasil. Criou e é o regente titular da Sinfônica de Santos desde 1994, sendo responsável pela ascensão e atuação social da orquestra na região.

Tem a carreira marcada por sucessos como regente, compositor e diretor musical. Recebeu vários prêmios por trabalhos como compositor e diretor musical, entre eles, os prêmios Shell, Apetesp e APCA.

 Master classes

À tarde, integrantes da Jazz Sinfônica Brasil conduzirão master classes simultâneos em vários espaços do Conservatório: clarinete, com Anderson Menezes; flauta, com Daniel Allain; saxofone, com Jefferson Rodrigues; trompete, com Junior Galante; percussão, com Luiz Guello; piano, com Fabio Gonçalves Torres; bateria, com Eduardo José Nunes Ribeiro; e baixo, com Paulo Paulelli.

Publicidade
Fabio Villa Nova
Antuerpia