Conservatório de Tatuí firma parceria com projeto do maestro João Carlos Martins

Iniciativa vai proporcionar ações conjuntas e acesso a conteúdo artístico e pedagógico

801
O maestro João Carlos Martins (foto: AI Conservatório)
Publicidade
Fabio Villa Nova
Antuerpia

O Conservatório de Tatuí firmará uma parceria anunciada nesta semana como muito importante, passando a integrar o projeto “Orquestrando o Brasil”, coordenado pelo maestro João Carlos Martins.

O convênio será oficializado no próximo dia 22, quarta-feira, às 11h, no teatro “Procópio Ferreira”, com a presença do maestro e de autoridades locais.

Conforme a assessoria de comunicação do Conservatório, a parceria envolve diversas ações, como o fornecimento de conteúdo pedagógico e artístico do Conservatório e divulgação da agenda cultural da escola por parte do Orquestrando o Brasil.

Também haverá realização conjunta de master classes, seminários, concertos e outras atividades compartilhadas, além do intercâmbio de solistas e outros convidados entre as orquestras integrantes do projeto e os grupos artísticos e pedagógicos mantidos pelo Conservatório.

“A parceria promete ser uma das melhores que o Conservatório de Tatuí já fez, principalmente neste ano em que comemoramos 65 anos de sua fundação”, declarou o diretor executivo do CDMCC, Ary Araújo Júnior, por meio de nota à imprensa.

Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova

Para o maestro João Carlos Martins, vincular o projeto Orquestrando o Brasil à instituição de ensino local, “uma das mais renomadas escolas de música da América Latina, é possibilitar o acesso de milhares de músicos participantes do projeto à excelência de uma das mais sérias e bem-sucedidas ações no setor cultural do país”.

“A parceria significa mais um passo do Orquestrando o Brasil, que fornecerá também, a partir de agora, um conteúdo técnico e a oportunidade de acesso a professores e profissionais reconhecidos internacionalmente, visto que os principais músicos da atualidade tiveram formação no Conservatório de Tatuí”, salienta o maestro, em nota.

Atualmente, com cerca de 2.000 alunos, o Conservatório disponibiliza gratuitamente aulas de música clássica, luteria, regência, MPB/jazz, choro, música raiz, artes cênicas e educação musical.

Além do ensino de alta qualidade, mantém 30 grupos pedagógicos e artísticos, como orquestras, bandas, big bands, companhias de teatro e, ainda, dezenas de grupos de música de câmara, com as mais variadas formações.

Orquestrando o Brasil

Idealizado pelo maestro João Carlos Martins e realizado em parceria com a Fundação Banco do Brasil e a Fiesp, o Orquestrando o Brasil é uma plataforma digital que visa disseminar conteúdos, oferecer capacitação para regentes e músicos, além de ser uma ferramenta para a troca de conhecimento.

“O portal visa construir uma relação permanente e on-line de suporte e informação. A plataforma dá apoio para que, a partir dos recursos humanos e físicos de cada comunidade, os envolvidos possam liderar um movimento de expansão ou consolidação da música local. Um canal de comunicação, informação e interação, que tem o objetivo de unir os músicos”, conforme divulgado pela iniciativa.

Criado em junho de 2018, o Orquestrando o Brasil tem 250 orquestras e bandas participantes, um universo que representa mais de 9.000 músicos, com grupos musicais de 150 municípios espalhados pelos estados de Alagoas, Ceará, Distrito Federal, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Novos recursos

Na noite de quarta-feira, 15, a deputada estadual Damaris Moura, do PHS (Partido Humanista da Solidariedade), publicou vídeo na página oficial dela no Facebook anunciando a destinação de recurso ao Conservatório de Tatuí.

Em vídeo, a parlamentar conta que, em reunião da CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), foi votado e aprovado o direcionamento de um recurso que estava no Fundo de Eletrificação Rural, sendo que uma parte desse valor será destinada igualitariamente para a cultura e outras áreas.

A deputada não divulgou o valor do recurso, mas garantiu que um dos beneficiados com o repasse será o Conservatório.

“Estou muito feliz com isso. Portanto, essa verba poderá beneficiar e promover ainda mais as ações deste extraordinário projeto cultural que eu tanto aprecio”, comenta ela, no vídeo.

Publicidade
Antuerpia
Fabio Villa Nova