Conservatório de Tatuí celebra Dia do Choro

d

612
Grupo tem à frente o ciolonista ALexandre Bauab Junior (foto: AI Conservatório)
Publicidade

A música brasileira celebra nesta semana o Dia do Choro (23 de abril). Para comemorar, o Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí preparou um concerto especial com alguns dos principais clássicos do estilo. A apresentação será nesta terça-feira, 24, às 20h, no teatro “Procópio Ferreira”. Ingressos já estão disponíveis na bilheteria.

O repertório homenageará os principais compositores do gênero, com obras como “Carinhoso” e “Desprezado”, de Pixinguinha; “Tico-Tico no Fubá”, de Zequinha de Abreu; “Saudades do Rio”, de Zequinha Reis; “Mimosa”, de Jacob do Bandolim; “Sonhando”, de K-Ximbinho; “Rastapé no Chaparral”, de Eduardo Neves; “Bons Tempos”, de Esmeraldino Salles; “Fidalga”, de Ernesto Nazareth; “Linda Érika”, de Luís Americano; “Baltazar”, de José Benedito de Freitas e Oscar da Silva; “Na Glória”, de Ary dos Santos, Felipe Tedesco e Raul de Souza; e “Feira de Mangaio”, de Sivuca.

“O Grupo de Choro do Conservatório de Tatuí é um dos grandes incentivadores do gênero no Brasil. Com notável capacidade de improvisação, os músicos da instituição destacam-se pela versatilidade e pelo vasto repertório, sempre baseado na pesquisa e divulgação do estilo”, conforme divulgado pela assessoria de comunicação da escola.

A formação é exemplo do ineditismo do Conservatório de Tatuí, pois esta foi a primeira escola de música brasileira, mantida por um governo estadual, a incluir em seu currículo o choro como curso regular.

A iniciativa busca resgatar o gênero, bem como as tradições e os melhores compositores do país. Fundado em 1993, além de apresentações públicas, o grupo atua na formação de novos músicos e novos públicos.

Publicidade

O grupo é coordenado pelo violonista Alexandre Bauab Júnior, formado em violão erudito pelo Conservatório, onde atualmente ministra aulas de violão 7 cordas, prática de choro e coordena a Área de Choro da mesma instituição.

Já participou de várias formações instrumentais, de big bands a orquestra sinfônica, atuando como músico e solista. Como instrumentista, teve a oportunidade de acompanhar vários nomes da MPB, entre eles, Moraes Moreira, Edu Lobo, Nivaldo Ornelas, Jair Rodrigues, Fátima Guedes, Leila Pinheiros e muito outros.

Publicidade