Conflito de Gerações

180
Publicidade

Tenha em mente que tudo que você aprende na escola é trabalho de muitas gerações. Receba essa herança, honre-a, acrescente a ela e, um dia, fielmente, deposite-a nas mãos de seus filhos.
Albert Einstein

Conflito de Gerações

Vivemos em uma era de constantes transformações. Transformações essas causadoras de frequentes e calorosos debates de âmbito social, familiar e profissional em nosso dia a dia.

Falando sobre conflitos de gerações, veio em minha memória, uma história que eu li de uma palestra proferida por um médico, que citou quatro frases inesquecíveis:

Nossa juventude adora o luxo, é mal-educada, caçoa da autoridade e não tem o menor respeito pelos mais velhos. Nossos filhos hoje são verdadeiros tiranos. Eles não se levantam quando uma pessoa idosa entra, respondem aos seus pais e são simplesmente maus.

Não tenho mais nenhuma esperança no futuro do nosso país, se a juventude de hoje tomar o poder amanhã; porque essa juventude é insuportável, desenfreada, simplesmente horrível.

Publicidade

Nosso mundo atingiu seu ponto crítico. Os filhos não ouvem mais seus pais. O final do mundo não pode estar muito longe!

Essa juventude está estragada até o fundo do coração. Os jovens são malfeitores e preguiçosos. Eles jamais serão como a juventude de antigamente. A juventude de hoje não será capaz de manter a nossa cultura.

Após ter lido as quatro citações, ficou muito satisfeito com a aprovação que os espectadores davam às frases.

Então, revelou a origem delas:

A primeira é de Sócrates (470-399 a.C.).

A segunda é de Hesíodo (720 a.C.).

A terceira é de um sacerdote do ano 2000 a.C.

E a quarta estava escrita em um vaso de argila descoberto nas ruínas da Babilônia e tem mais de 4000 anos de existência.

O conflito de gerações é normal e a geração que está sendo substituída sempre tenta diminuir as capacidades da que está ascendendo. Porém, toda juventude tem o poder de transformação e deve usá-lo para criar sociedades mais justas.

O conflito de gerações é um assunto que pode provocar mudanças negativas ou positivas nas famílias e na sociedade.

A parte positiva do conflito entre as gerações é a aprendizagem que se vai adquirindo com a discussão, tanto para os mais velhos como para os mais novos.

Por exemplo, o tema das tecnologias. Se não fossem os jovens, as tecnologias não iam chegar aos idosos, porque estes, como desconhecem este novo mundo, não ia comprar um objeto cuja funcionalidade desconhecia.

É nesta parte que entra a aprendizagem dos mais velhos, mas os mais jovens também aprendem e não é pouco. A discussão sobre antigamente ou até sobre as ditaduras passadas é a aprendizagem dos jovens.

A parte negativa é quando a discussão passa para o patamar mais agressivo e menos correto, provocando alguma tensão na sociedade ou até nas famílias.

Mas isto só acontece devido à incapacidade de aceitar as opiniões dos outros. Dou um exemplo: as tatuagens. Este tema gera muitos conflitos, porque os mais velhos, maioritariamente, não aceitam a realidade de que as pinturas na pele estão na moda.

No entanto, os jovens adoram esta nova arte, provocando muitas vezes tensão entre as gerações, quando existe troca de ideias entre mentalidades que não aceitam opiniões diferentes das suas.

Em suma, acreditamos que o conflito entre as gerações é útil para mudar algumas mentalidades menos corretas.

Como os mais jovens não têm uma mentalidade completamente certa, nem os mais velhos têm uma mentalidade completamente errada, devemos lutar para que as nossas mentalidades mudem. Nunca é tarde para mudar, por isso vamos deixar de julgar os outros e vamos tornar-nos pessoas mais sábias.

O entendimento entre as gerações devem estar em equilíbrio constante, e os jovens não poderão esquecer que um dia será a geração passada.

Publicidade