Célia Holtz será homenageada com premiação no Congresso

Tatuiana recebe o prêmio ‘Zilda Arns’ por indicação de Guiga

843
Célia Holtz receberá premiação em outubro
Publicidade

Nesta quarta-feira, 3, a Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa definiu as cinco finalistas que irão receber o Prêmio “Zilda Arns” no plenário “Ulysses Guimarães”, em outubro.  A disputa apresentou 54 nomes de pessoas físicas ou jurídicas que se destacaram ativamente na defesa dos direitos dos idosos, indicados por deputados e senadores.

Em nota à imprensa, a assessoria de comunicação do deputado federal Guiga Peixoto (PSL-SP) ressaltou que ele “não teve dúvidas ao escolher Célia Holtz como merecedora da homenagem”.

“Celinha é exemplo de Tatuí que faz o bem aos idosos. Tenho orgulho de conhecer de perto o trabalho dela”, declara o deputado, na nota.

Criado em setembro de 2017, o Prêmio “Zilda Arns” é uma forma de reconhecimento às pessoas e instituições que contribuíram ou têm contribuído ativamente na defesa dos direitos das pessoas idosas.

O prêmio consiste em um diploma de menção honrosa, concedido a até cinco homenageados. O nome da premiação se refere à doutora Zilda Arns Neumann, médica pediatra que atuou em causas humanitárias e sanitaristas, uma das fundadoras da Pastoral da Criança. Conselheira no Conselho Nacional de Saúde, Zilda Arns trabalhou também no Ministério da Saúde.

Publicidade

As indicações aconteceram no mês de maio. A eleição e divulgação dos vencedores aconteceu na quarta-feira, 3, e a solenidade de entrega do prêmio está prevista para o dia 2 de outubro, às 10h30.

Célia Holtz

Com trajetória de vida marcada por trabalhos sociais em diversos estados do país e particularmente em Tatuí, Célia Maria Oliveira Holtz atuou na docência de ensino de primeiro grau entre 1964 e 1972.

É graduada em pedagogia com habilitação em técnicas e recursos auxiliares ao ensino e treinamento de pessoal, além de mestre em tecnologia educacional com especialização em psicopedagogia. Em 1972, participou do censo escolar e atuou na Apae de São Paulo.

Há mais de dez anos, integra a diretoria do Lar São Vicente de Paulo, tendo sob responsabilidade a organização administrativa e financeira de atividades com voluntários, sobretudo, na gestão do Bazar do Lar, importante fonte de renda da entidade com mais de cem idosos.

“Além da atuação no Lar São Vicente de Paulo, Celinha Holtz, como é conhecida, de maneira fraterna e solidária, oferece suporte e apoio às famílias que perdem seus entes queridos”, conforme acentua a assessoria do deputado.

“Os tatuianos encontram em Celinha Holtz uma referência de solidariedade e de confiança para destinar os materiais doados pelas famílias. Com muito cuidado e carinho, ela recupera, higieniza e classifica por gêneros para os respectivos destinos, quer seja para doação, ou para o bazar solidário da cidade”, destaca a nota.

Outro projeto da Célia Holtz é a profissionalização das mulheres da região, com aulas de tricô, culinária, pintura em tecido e bordado, entre outras atividades. Algumas das alunas passaram até a comercializar os produtos como forma de aumentar a renda familiar.

“Com tanto trabalho para incentivo de idosos em atividades importantes para a sociedade, Celinha coleciona todos os atributos que a tornam merecedora da justa homenagem com o Prêmio ‘Zilda Arns’, a fim de que seu trabalho, coragem e determinação sejam propagados para que mais e mais voluntários em todo o país se inspirem em sua história e possam seguir seus passos em busca de um mundo melhor, fraterno e solidário”, conclui o deputado.

Publicidade