Campanha de vacina contra a gripe entra na etapa final e vai até dia 30

Mais de 45 mil são imunizados; doses estão disponíveis a toda população

167
Mais de 45 mil tatuianos já receberam a dose da vacina (AI Prefeitura)
Publicidade
Da reportagem

A campanha nacional de vacinação contra a gripe está na reta final e termina na próxima terça-feira, 30. As doses seguem disponíveis para toda a população que ainda não se imunizou contra a doença.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, para receber a dose, é necessário apresentar a carteira de vacinação – que é obrigatória para as crianças com até cinco anos de idade. Os adultos que não tiverem a carteira de vacinação devem levar um documento pessoal com foto e o cartão do SUS.

Todas as salas de vacinas das unidades de saúde urbanas atendem das 8h às 16h de segunda a sexta-feira. Já as salas rurais, dos bairros Mirandas e Congonhal, atendem das 8h às 12h, também de segunda-feira a sexta-feira.

Os moradores do bairro Americana devem tomar a vacina na UBS (unidade básica de saúde) da vila Dr. Laurindo e os residentes no bairro Enxovia precisam procurar a UBS Valinho, nos mesmos dias e horários.

Levantamento divulgado no dia 18, pela Vigilância Epidemiológica, mostra que, desde o dia 23 de março, data de início da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe, mais de 45 mil tatuianos receberam as doses.

Publicidade

A secretária municipal da Saúde, Tirza Luiza de Melo Meira Martins, afirma que os números estão dentro do esperado e que o município conseguiu atingir alta adesão dos grupos prioritários.

Inicialmente, a campanha concentrou a vacinação em idosos e profissionais de saúde. Por conta da pandemia da Covid-19, as imunizações sofreram adaptações e os idosos puderam receber as doses em domicílio, para evitar aglomerações nos postos de saúde.

Somente no primeiro dia da campanha, foram vacinados 1.470 idosos e, no dia seguinte, 1.468. Com isso, os lotes enviados pelo Ministério da Saúde esgotaram-se e a Secretaria precisou interromper a campanha até receber novas doses.

Posteriormente, as pessoas puderam receber a dose contra a gripe pelo sistema “drive-thru”. Para ser vacinado, era preciso passar em frente à unidade de saúde mais próxima da residência, onde o vacinador aplicava a dose sem a necessidade de se desembarcar do veículo.

“Neste ano, tivemos que fazer algumas adaptações para a realização da campanha, mas conseguimos atender à população e atingir um bom resultado, com alto índice de imunização sem aglomerações e com segurança”, disse a secretária.

Ela lembra que quem foi imunizado no ano passado deve tomar a vacina novamente neste ano, tendo em vista que a prevenção é reformulada para proteger contra as cepas do vírus que estão em circulação.

A vacina é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: influenza A (H1N1), influenza B e influenza A (H3N2).

De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina contra a gripe não tem eficácia contra o novo coronavírus, mas auxilia os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para esse vírus, já que os sintomas são parecidos, ajudando, também, a reduzir a procura por serviços de saúde.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome