Camerata de Violões tem concerto agendado para esta quarta em teatro

253
Publicidade





AI Conservatório / Kazuo Watanabe

Músicos farão concerto às 20h30; espetáculo integra temporada 2013 do grupo

 

A Camerata de Violões do Conservatório de Tatuí apresenta-se no teatro “Procópio Ferreira” nesta quarta-feira, 4. O concerto tem início às 20h30, sob coordenação de Edson Lopes e participação do Quarteto Sul-Americano de Violões.

A apresentação integra a temporada de concertos da Camerata de Violões, grupo pedagógico-artístico do Conservatório. Formado por professores e alunos da instituição, o grupo visa à divulgação do repertório violonístico.

Publicidade

No concerto, serão apresentadas obras de sete compositores: Mauro Giuliani (“Sonatina nº 3, op. 71 – Rondó”); Johann Sebastian Bach (“Prelúdio No. 19” e “Prelúdio e Fuga No. 9”); Felix Mendelssohn (“Canção sem Palavras, Op. 30, No. 2”; “Canção sem Palavras, Op. 53, No. 2”; “Canção sem Palavras, Op. 30, No. 4”); e Franz Schubert (“Improviso, Op. 90, No. 4”).

Também serão executadas composições de Enrique Granados (“Intermezzo” – da Ópera “Goyescas”); Cesar Guerra-Peixe (“Mourão – Baião”); e de Jacob do Bandolim – Jacob Pick Bittencourt (“Santa Morena – Valsa”).

Ainda na mesma apresentação, fará participação especial o Quarteto Sul-Americano de Violões, formado por alunos brasileiros e peruanos do Conservatório.

O quarteto, integrado por José Leandro, Miguel Mandelli, Carlos Amat e Alan Patrique, apresentará a obra “Finale, Op. 96” (quarto movimento do Quarteto Americano), de Antonín Dvorák.

A Camerata de Violões é formada por Edson Lopes (coordenação) e Patrícia Nogueira, Adriano Paes, Ricardo Grion, Dagma Eid, Miguel de O. Mandelli, José Leandro Ferrarezi de Campos, Carlos Augusto Amat y Leon, Douglas Eleutério Camilo, Jéssica Leroy e Alan Patrique Machado Pires.

A Camerata foi criada por volta de 1998, quando passou a desenvolver pesquisa e divulgação de compositores brasileiros, buscando a promoção da grande diversidade de obras escritas para o universo violonístico. Os projetos culminaram, no ano 2000, com o lançamento do CD “Vê Se Te Agrada”.

A partir de 2001, a Camerata de Violões passou também a receber solistas convidados, desenvolvendo repertório especialmente adaptado, transcrito ou arranjado, como forma de enriquecer a experiência de seus componentes.

Nesse sentido, passou a apresentar-se com violoncelo, coro, clarinete e outros instrumentos. A iniciativa foi registrada, em 2006, no CD “Convida”, no qual o violão figura ao lado de variados instrumentos em grandes clássicos da literatura musical, com obras de J.S. Bach, G. Rossini, A. Vivaldi, J. Pachebel, C. Saint-Säens, A. Dvoràk, sem deixar de fora os brasileiros H. Villa-Lobos, Guerra Peixe, Villani-Côrtes e Zequinha de Abreu.


Publicidade