Cabralzinho

523
Publicidade





Aí está o Palmeiras, em 2 de agosto de 1970, jogando na cidade de Ribeirão Preto pelo Campeonato Paulista contra o Botafogo, onde venceria por 1 a 0, gol de César. Podemos ver em pé: Eurico, Leão, Nelson, Baldochi, Dudu e Zeca. Agachados: Cabralzinho, Cardoso, César, Ademir da Guia e Serginho.

O atacante Cabralzinho, uma revelação do Santos, onde começou no início dos anos 1960, despontava como promessa pela habilidade, controle de bola e visão de jogo que impressionava a direção do alvinegro.

Era comum, naqueles tempos, emprestar um determinado valor para que ganhasse a chamada experiência. Exemplos mais conhecidos, podemos citar Casagrande, que brilhou na Caldense; Viola, que atuou pelo São José paulista; e Alfredo Mostarda, que esteve no América de SP, todos nesta condição, depois, titulares nos seus clubes de origem, e que chegariam à seleção nacional.

Cabralzinho foi então emprestado para o São Bento, de Sorocaba, que lutava na então 1a divisão. Com um time de jovens mesclado com atletas mais experientes, ganhou do América, de Rio Preto, o direito de disputar a Divisão Especial, a principal do futebol de São Paulo.

Publicidade

Sua fama extrapolou o Estado, e, logo, era pretendido por vários clubes. Na sua volta, não conseguiu se firmar no time de Pelé, e, dessa vez, Cabralzinho foi para o Bangu ser campeão carioca de 1966, naquela tumultuada final contra o aguerrido Flamengo, de Almir Pernambuquinho.

Jogou, depois, no próprio Flamengo, Fluminense e, como mostra a foto, no Palmeiras. Ficou muito tempo no futebol árabe, de onde voltou já como treinador. Cabralzinho e todos os craques da foto – inclusive, Leão e Baldochi, recém-tricampeões mundiais no México – estão, certamente e com justiça, na bonita história do futebol.

NOTA: As fotos são do arquivo pessoal do autor, que data de 50 anos. Ele, como colecionador e historiador do futebol, mantém um acervo não somente de fotos, mas de figurinhas, álbuns, revistas, recortes e dados importantes e registros inéditos e curiosos do futebol, sem nenhuma relação como os sites que proliferam sobre o assunto na rede de computadores da atualidade


Publicidade