Boletins de tráfico atingem 64,71% do total registrado durante o mês

140
Publicidade





Polícia Militar

Dinheiro, entorpecente e balanças de precisão foram encontradas com suspeito detido pela Força Tática

 

As ocorrências de tráfico de entorpecentes registradas em Tatuí até a quarta-feira, 11, já atingiam 64,71% do total do mês em comparação ao ano passado. Os dados são baseados somente em boletins encaminhados à redação de O Progresso pela PM (Polícia Militar) e pela GCM (Guarda Civil Municipal).

No mês, as corporações enviaram resumos de 11 ocorrências (acompanhadas de fotografias). Sete delas divulgadas nesta semana e que resultaram em flagrantes nos Jardins Rosa Garcia 1 e 2, Santa Rita de Cássia, vila Jurema e Conjunto Habitacional “Orlando Lisboa de Almeida” – CDHU.

Publicidade

Na comparação com estatística da SSP (Secretaria de Segurança Pública) do Estado de São Paulo, a quantia corresponde a bem mais que a metade das ocorrências registradas no ano passado, no mesmo período. Em fevereiro de 2014, a SSP indica que houve 17 ocorrências de tráfico de entorpecentes na cidade.

Também no ano passado, agosto figura como o mês com maior registro de ocorrências: 28. O estudo de produtividade – que mensura resultados de fiscalizações, operações e flagrantes feitos por todas as forças policiais da cidade – apontou, no ano, um total de 249 ocorrências dessa natureza.

Entre os dias 9 e 11 deste mês, guardas civis municipais e policiais militares estiveram em cinco bairros. Durante as averiguações de denúncias e revistas pessoais feitas em suspeitos, eles apreenderam 17 pedras de crack, 11 porções de maconha, mais 320 gramas do mesmo entorpecente, 20 pinos de cocaína, duas balanças de precisão e mais de R$ 6.000 em notas.

A maior parte do dinheiro estaria sendo transportada pelo ocupante de um Volkswagen Gol, verde. Com Lucas Barbosa de Moura, 28, a GCM informou ter encontrado R$ 3.750. O dinheiro estava dentro da carteira do suspeito.

Os guardas localizaram o restante dos R$ 4.762 (a quantia de R$ 1.012) espalhado pelo assoalho do automóvel. No carro, havia cinco celulares, maconha e mais duas pessoas: Marcos Vinicius Aguiar Barbosa, 24, e Vinicius Thomaz da Costa Rosa, 23. Eles também receberam voz de prisão.

Conforme a corporação, os três devem responder pelos crimes de tráfico e associação para o tráfico de entorpecentes. A GCM chegou até o trio a partir de denúncia anônima. A informação dava conta de que três homens portavam dinheiro, drogas e armas em um veículo que circulava pelo Rosa Garcia 2.

Os GCMs cruzaram com o automóvel ocupado pelos suspeitos quando se dirigiam até o bairro. De acordo com a equipe, eles trafegavam em direção ao centro. Com apoio de outra guarnição, os guardas abordaram os ocupantes.

Em dois dos celulares apreendidos, a GCM diz ter encontrado mensagens com a menção “comércio de entorpecentes e armas”. A corporação informou que os aparelhos pertenciam a Moura e Barbosa e que nenhum dos suspeitos assumiu a propriedade do entorpecente e do dinheiro.

Durante a abordagem, Moura teria dito aos guardas que mantinha mais drogas em casa. Contudo, a equipe não localizou nenhum material no imóvel.

A GCM registrou outras três ocorrências de tráfico perto da pista de skate do bairro CDHU, na rua Sérgio Moraes de Camargo Barros. Numa delas, um homem e um adolescente foram liberados depois de prestarem depoimento junto à Polícia Civil. Com eles, havia uma porção de maconha e a quantia exata de R$ 44,25.

O segundo dos três flagrantes ocorreu às 12h25, quando uma guarnição realizava patrulha de rotina pelo local. Ao notar a presença da viatura, um homem de 25 anos teria apresentado “atitudes suspeitas”.

Conforme a GCM, ele gesticulou com as mãos e guardou “um objeto num dos bolsos da calça”. Em revista pessoal, a equipe teria encontrado cinco porções de maconha e R$ 18. O dinheiro estava na carteira dele, que teve, ainda, uma motocicleta apreendida (de características não informadas).

Outra equipe apreendeu seis porções de maconha depois de abordar um jovem de 19 anos. Conforme a GCM, o suspeito estava saindo da pista de skate quando jogou o material no chão, ao notar que uma viatura se aproximava.

A Guarda informou que o suspeito tentou resistir à prisão. Segundo a equipe que realizou o flagrante, ele tentou fugir “por mais de uma vez”. Os guardas afirmaram, ainda, que precisaram usar de “força moderada” para contê-lo.

A partir de denúncia anônima, a corporação deteve Regis de Moura Joia, 25. O suspeito recebeu voz de prisão às 16h53 de quarta-feira, 11, na rua Mário Teles, no Jardim Rosa Garcia 1. De acordo com a GCM, ele teria tentado esconder a droga dentro da boca, depois de perceber a aproximação da guarnição.

No local indicado na denúncia, os guardas encontraram Joia “entregando algo a uma pessoa”. O suposto usuário fugiu, correndo em direção a um matagal. Já Joia teria jogado parte da droga no chão e colocado o restante na boca.

Depois de revistá-lo, a equipe informa que apreendeu três pedras de crack e R$ 10 em notas. Outras 14 pedras foram localizadas pelos guardas em um saco plástico.

Na vila Jurema, outra denúncia ajudou a GCM a deter um suspeito por tráfico de drogas. A corporação recebeu informação de que Marcelo Ramos, 43, faria uma entrega de drogas no local. O endereço fica próximo à sede da corporação, na vila Dr. Laurindo, de um posto de saúde e uma creche.

No local, os guardas abordaram o suspeito e, em pesquisa pela documentação, descobriram que ele estava sendo procurado pela Justiça. Com ele, teriam apreendido duas porções de maconha (pesando 12 gramas) e R$ 1.770. De acordo com a GCM, Ramos assumiu a posse do entorpecente e do dinheiro.

A PM também recolheu entorpecentes e deteve uma pessoa (não identificada). O flagrante ocorreu na terça-feira, 10, no Santa Rita.

Na ocasião, equipes da Força Tática apreenderam três porções de maconha, 20 de cocaína e duas balanças de precisão. Também localizaram “vários apetrechos destinados ao preparo de drogas para venda”, numa casa da rua Benedito Nunes.


Publicidade