Bicampeão nacional, carateca tatuiano não sabe se irá à Bélgica

246
Hélio (segundo da esquerda) foi campeão na modalidade “kata” (foto: divulgação)
Publicidade
Paulo Motos
EMpresa Rosa

O carateca tatuiano Hélio Márcio Oliveira da Silva conquistou o bicampeonato do “kata” na categoria máster A, de 40 a 45 anos, da faixa vermelha a roxa, no 20º Campeonato Brasileiro de Karatê, realizado de sexta-feira a domingo, dias 6 a 8, em Araraquara (SP).

Apesar do título, Silva ainda não garantiu vaga na seleção brasileira que disputará o mundial da categoria na Bélgica. No ano passado, a classificação ao certame era alcançada pelos três melhores caratecas de cada categoria na disputa nacional.

Conforme o sensei Paulo Sérgio Duque, o anúncio dos caratecas classificados ao mundial da categoria será feito somente na quarta-feira da próxima semana, 18.

A O Progresso, ele informou que não serão todas as categorias a terem representantes brasileiros na Europa. Segundo o sensei, ainda não se sabe se irá apenas o atleta campeão ou os três melhores das categorias, até o momento, indefinidas.

Tatuí esteve representada, em Araraquara, por seis caratecas. Além de Silva, competiram: o sensei Duque, Júlia Gabriela Barros de Oliveira, Lucas Raposo, Rebeca Gemime Teodoro da Silva e Sara Domingues Teodoro da Silva – as duas últimas filha e mãe, respectivamente.

Publicidade
EMpresa Rosa
Paulo Motos

Eles competiram nas modalidades kata e “shiai kumite”. O primeiro é um combate imaginário, em que o carateca realiza os movimentos de luta, mas sem oponente. E o shiai kumite é a tradicional, em que os atletas enfrentam os adversários.

Os tatuianos garantiram vagas no Campeonato Brasileiro de Karatê com o desempenho deles no Campeonato Paulista de Karatê, em Fernandópolis, no mês de maio.

Raposo foi o quarto colocado no certame estadual e não havia se classificado à disputa nacional, porém, na antevéspera do torneio, dois da categoria dele desistiram de competir, permitindo a participação do tatuiano.

Além de conseguir o segundo título consecutivo no kata (o primeiro havia sido no 19º Campeonato Brasileiro de Karatê, em Maracanaú), no Ceará, em setembro de 2018), Silva foi o terceiro colocado no shiai kumite.

Mãe e filha trouxeram, ao todo, quatro medalhas a Tatuí. Na categoria de nove a dez anos, da faixa vermelha a verde, Rebeca foi a segunda colocada no shiai kumite e terceira no kata. Já a mãe, na categoria 40 a 45 anos, da faixa vermelha a verde, conquistou o bronze nas duas modalidades.

O sensei Duque ainda foi o terceiro colocado do kata na categoria máster B de 40 a 45 anos, da faixa marrom a preta. Assim como Raposo, na categoria de 18 a 39 anos, da faixa roxa a preta.

Ainda de acordo com Duque, o atleta Cláudio Rodrigues de Oliveira, que também representaria o município na competição, teve imprevistos em relação a horários e viagens e não pôde competir.

Os caratecas fazem parte do projeto “Karatê Para Todos”, promovido no Departamento Municipal de Esportes. Sob o comando do próprio sensei Duque, cerca de 150 alunos, de idades variadas, treinam no local, gratuitamente, às terças e quintas, às 18h e às 21h.

O projeto é filiado à Acak (Associação Cooperativa de Academias de Karatê), FPK (Federação Paulista de Karatê) e FBK (Federação Brasileira de Karatê). Com isso, todo mês, os alunos podem disputar torneios para conseguirem participar de competições oficiais.

Publicidade
Paulo Motos
EMpresa Rosa

DEIXE UMA RESPOSTA

entre com sua mensagem
entre com seu nome