Basquete local estreia na temporada 2020

Time tatuiano disputa a ‘Copa São Paulo’ neste final de semana e pode garantir título

320
'Bolha' possibilitou que atletas e comissão técnica ficassem isolados desde o início do mês (foto: Juninho Oliveira)
Publicidade
Da redação

Neste final de semana, após seis meses de “atraso”, o XI de Agosto/AABT/Tatuí, enfim, estreia oficialmente na temporada 2020. A equipe profissional de basquete disputa a “Final Four” da Copa São Paulo Adulta Masculina – 2020, no Ginásio Municipal de Esportes “Doutor Gualberto Moreira”, em Sorocaba.

A agremiação tatuiana participa da primeira partida oficial promovida pela FPB (Federação Paulista de Basketball) desde o início da pandemia, neste sábado, 26, às 15h, diante da Basquete/Unifae/São João da Boa Vista. Às 17h, a anfitriã LSB/Flex/PMS realiza a segunda semifinal, contra o Conti Cola/Assis Basket.

Os times vencedores disputarão a final da Copa São Paulo no início da tarde deste domingo, 27, às 13h. Duas horas antes, às 11h, as duas equipes derrotadas no dia anterior se enfrentarão na disputa pelo terceiro lugar.

Tatuí recebeu a cerimônia de apresentação da competição, na Associação Atlética XI de Agosto, em 29 de fevereiro. Na abertura do torneio, dia 12 de março, o LSB/Flex/PMS derrotou o Conti Cola/Assis Basket pelo placar de 91 a 79.

No entanto, seguindo orientações da Fiba (Federação Internacional de Basquete), da ConsuBasquet (Confederação Sul-Americana de Basquetebol) e da CBB (Confederação Brasileira de Basketball), devido à pandemia, a FPB decidiu suspender, inicialmente, os campeonatos realizados por ela entre os dias 13 e 19 de março.

Publicidade

A agremiação local disputaria “em casa”, no ginásio do XI de Agosto, às 19h30, com o Memorial/Fupes/Santos, no dia 19 de março. Porém, o presidente da FPB, Enyo Dauro Lepos Correia, determinou, na véspera da estreia tatuiana, a suspensão dos torneios por tempo indeterminado.

A primeira edição da Copa São Paulo, que tinha previsão de ser concluída em 28 de junho, teria a participação de seis equipes: XI de Agosto/AABT/Tatuí; Memorial/Fupes/Santos; LSB/Flex/PMS, de Sorocaba; Basquete/Garça; Conti Cola/Assis Basket; e Basquete/Unifae/São João da Boa Vista.

Entretanto, após cinco meses de paralisação, Memorial/Fupes/Santos e Basquete/Garça optaram pela desistência da competição. Desta forma, a FPB decidiu promover a Final Four do torneio no último final de semana deste mês.

Durante o período de paralisação, a comissão técnica da equipe tatuiana acompanhou à distância os atletas. Os jogadores receberam orientações e recomendações para se prevenirem à Covid-19, além de instruções para treinamentos físicos nas respectivas casas.

Somente no início deste mês, o XI de Agosto/AABT/Tatuí pôde implementar uma “bolha” que permitiu a retomada das atividades. A equipe tatuiana se inspirou nos protocolos adotados pela NBA (National Basketball Association, a liga norte-americana de basquete) e pela Liga ACB (Asociación de Clubes de Baloncesto, a liga espanhola de basquete).

Os protocolos das principais ligas de basquete foram adaptados à realidade tatuiana para proteger da Covid-19 os atletas, comissão técnica e equipe de apoio, possibilitando que o time profissional pudesse voltar a treinar em quadra.

Cerca de 15 pessoas, entre comissão técnica, equipe de suporte e alguns atletas testaram e tiveram resultados negativos para coronavírus. Seguindo as normas sanitárias, essas 15 pessoas estão alojadas e treinando no Complexo Esportivo Municipal “Major Magalhães Padilha”. Os integrantes da equipe que não estão isolados na bolha têm de seguir protocolos de segurança ainda mais rigorosos.

A O Progresso, o técnico do time tatuiano, Julio Malfi, informou que os jogadores e a comissão técnica foram submetidos a novos exames, nesta semana, e todos tiveram resultados negativos para a doença.

Para Malfi, os esforços realizados pela prefeitura, através das secretarias municipais da Saúde e do Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude, para implementação da bolha, foram positivos.

“Os esforços permitiram que ficássemos treinando, e estamos aptos a disputar a primeira partida de basquete realizada pela FPB, neste sábado”, reforçou.

“É um saldo extremamente positivo e que marca a retomada do esporte dentro do município Um retorno com todos os protocolos e a segurança necessária para que esses atletas possam desenvolver a modalidade”, completou Malfi.

Novo atleta

Recém-contratado, o armador Juliano Armani, de 23 anos, 1,85 metro, 77 quilos, está encarando o desafio de representar o XI de Agosto/AABT/Tatuí como um novo estágio na carreira dele.

Apesar de jovem, o atleta, apelidado de “Padolinha”, já defendeu equipes tradicionais do cenário nacional, como Esporte Clube Banespa, Esporte Clube Pinheiros, Sociedade Esportiva Palmeiras, Clube de Regatas Vasco da Gama, Basquete Cearense e Basquete Osasco.

Para Armani, “será um desafio muito bom, que marca o começo do basquete de alto rendimento em Tatuí, e a expectativa é de crescimento coletivo e individual”.

“Chegar a um campeonato nacional é o foco de todos, e farei o máximo sempre, pois quero ajudar a equipe na busca dos objetivos propostos pela comissão técnica e diretoria”, complementou.

De acordo com Malfi, o atleta se encaixou bem na equipe. “Armani chegou para uma posição que estávamos carentes. É um jovem com experiência em grandes equipes e de muita qualidade, que fará diferença na nossa equipe”, apontou o técnico.

Concentrado para a disputa da Copa São Paulo, Armani garante que a preparação está sendo forte e o time está evoluindo a cada treino. “Com isso, as expectativas são as melhores para esse quadrangular, em que teremos a chance de surpreender”, comentou.

Ele também ressalta a implementação da bolha, respeitando todos os protocolos de segurança estabelecidos pelos órgãos de saúde municipal e estadual.

“Temos uma segurança grande para treinar, pois realizamos os testes antes de começar a pré-temporada e estamos isolados na bolha, criada pela prefeitura, que merece todos os cumprimentos por essa feliz iniciativa”, declarou.

“Aqui, temos toda estrutura necessária para fazer o nosso trabalho da melhor maneira, e nos prepararmos adequadamente para disputar a Copa São Paulo”, finalizou o armador Armani.

Publicidade