Atletas locais são aprovados em ‘peneiras’

Jovens tatuianos foram destaque em avaliações do Trieste ao Flamengo e do Magnus

1892
Estádio 'Toca da Coruja1 sediou peneiras na busca por novos talentos no futebol tatuiano (foto: divulgação)
Publicidade
Da redação

Depois do sucesso alcançado pelo ex-atacante Adhemar, o ex-zagueiro Diego Barros e o lateral-direito Rodinei, futuramente, Tatuí poderá ter novos nomes no futebol nacional.

Somente neste mês, o município teve mais de uma dezena de jovens atletas aprovados em “peneiras” de clubes referências no futebol e no futsal brasileiro.

Ao todo, 15 tatuianos que almejam tornar-se atletas profissionais foram selecionados, sendo dez em uma avaliação técnica do Clube de Regatas do Flamengo, na terça-feira, 18, e cinco no ASF (Associação Sorocaba Futsal)/Magnus Futsal, seis dias antes.

Nesta semana, o município recebeu peneira organizada pelo Trieste, clube de base de Curitiba – que possui parceria com o Rubro-Negro carioca na captação de jovens talentos -, com apoio do Bom de Bola e da Arjalita (Associação Recreativa Jardim Lírio Tatuí).

O estádio “Toca da Coruja” sediou as peneiras aos meninos e meninas das categorias sub-10 (nascidos em 2010 e 2011), sub-12 (2008 e 2009) e sub-14 (2006 e 2007). O Trieste enviou ao município o observador técnico Nelson Kuroki e o diretor técnico Rafael Silva.

Publicidade

Devido ao início do ano letivo de 2020, as avaliações aconteceram no período da manhã e da tarde, reunindo cerca de 200 atletas. Além de tatuianos, participaram garotos de Cesário Lange, Cerquilho, Guareí, Torre de Pedra, Laranjal Paulista e Boituva.

Nove dos dez tatuianos selecionados são atletas do Bom de Bola: Luiz, Rafael, Cassiano e Fabiano, na sub-10; Kaíque, na sub-12; e Daniel, Gabriel, Diego Bigú e Eduardo, na sub-14. O atleta Paulinho, da Associação Atlética XI de Agosto, também foi aprovado na sub-10.

Ao longo da semana, O Trieste ainda promoveu avaliações em outras cidades da região: na segunda-feira, 17, em Itapetininga; na quarta-feira, 19, em Laranjal Paulista; na quinta-feira, 20, em Porto Feliz; nesta sexta-feira, 21, em Itu; e neste sábado, 22, em Sorocaba.

Os jovens pré-aprovados nas peneiras da região irão ficar uma semana em Curitiba para novas avaliações, entre os meses de março e abril. Esse período na capital paranaense será custeado pelo Trieste e pelo Flamengo.

Posteriormente, os atletas selecionados deverão ser encaminhados ao Rubro-Negro carioca. De acordo com o idealizador e treinador do Bom de Bola, o ex-jogador Barros, somente em janeiro, o clube de base paranaense entregou ao Flamengo dez atletas da sub-12.

Além dos dez jogadores aprovados, o Trieste solicitou que Barros monitore mais quatro atletas tatuianos. Para a sub-12, ele ficou responsável pelo monitoramento de Kauã, do Bom de Bola. Já da sub-14, serão observados os atletas: Ricardinho, do Bom de Bola; Vitor, do Santa Cruz; e Luca, de Cesário Lange.

“O Trieste nos passou informações do que devemos acompanhar em cada um deles e a evolução que é esperada. Se entendermos que os jogadores atingiram essa evolução, eles também serão direcionados a Curitiba”, revelou o treinador do Bom de Bola.

Barros já conhecia a estrutura e enviava atletas do município ao Trieste desde 2013. Devido ao número de atletas bem avaliados em Tatuí e Itapetininga, ele foi novamente convidado para ir a Curitiba e conhecer o trabalho desenvolvido pelos profissionais paranaenses e o perfil de atletas que eles buscam.

No ano passado, Barros realizou um curso no Sindicato dos Treinadores do Estado de São Paulo em busca da “modernidade que o futebol atual exige”.

“Foi bastante valioso o resultado que os meninos obtiveram com relação ao nosso trabalho. Com o bom desempenho deles, conquistaram o direito de participarem de uma nova etapa em Curitiba”, apontou.

“Demonstra que estamos no caminho certo. Buscamos atuar na formação dos meninos de uma forma muito próxima do que se é trabalhado no dia a dia dos clubes que são referência em categorias de base no Brasil”, complementou o treinador.

Os outros cinco tatuianos foram selecionados na segunda etapa da avaliação ASF/Magnus 2020, realizada na quarta-feira da semana passada, 12, na Arena Sorocaba. Os jogadores já haviam sido aprovados na primeira fase da seletiva, uma semana antes.

Passam a integrar a sub-8 da ASF/Magnus 2020 os atletas: Filippi Almeida Turri, Henrique Rodrigues Soares, Miguel Augusto Antunes Provazi, Luís Felipe Velasco Leite e Riyan Rodrigues Cabral Antunes.

Turri e Leite atuam pelo Clube de Campo, no futsal, e pelo Bom de Bola, no futebol de campo. Antunes é atleta do Bom de Bola tanto na quadra quanto no gramado. Já Soares e Provazi são jogadores do XI de Agosto.

Voltado ao futebol de campo, o Bom de Bola completa 11 anos de fundação em julho. No entanto, Barros celebra a aprovação de atletas da agremiação, que começou a promover treinamentos de futsal, uma vez por semana, há apenas dois anos.

“Com certeza, essas aprovações ao Magnus permitirão o crescimento do interesse pelo futsal. Somos o único projeto 100% social da prefeitura nesta modalidade”, comemorou o treinador.

De acordo com Barros, “o importante é que, pela primeira vez, Tatuí será representada por um número expressivo de atletas em uma equipe tradicional do futsal”.

“O Magnus é referência nacional no futsal adulto, mas faz um trabalho com excelência nas categorias de base. Apesar de uma grande concorrência, nossos pequenos atletas estão entre os escolhidos para integrar a equipe”, finalizou Barros.

Publicidade